Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Carlos César eleito líder parlamentar socialista

  • 333

Carlos César sucede a Ferro Rodrigues, agora presidente da Assembleia da República, na liderança da bancada parlamentar do PS

JOSÉ CARLOS CARVALHO

O presidente do PS sucede no cargo a Eduardo Ferro Rodrigues. Carlos César reuniu a preferência de 83,5% dos deputados que votaram

O presidente do PS, Carlos César, foi esta quarta-feira eleito líder da bancada socialista, sucedendo neste cargo a Eduardo Ferro Rodrigues, tendo obtido 71 votos favoráveis num total dos 85 deputados votantes, cerca de 83,5%.

Na eleição para a direção da bancada do PS, de 86 deputados do PS, votaram 85 e registaram-se cinco votos contra e nove brancos.

Por escolha de Carlos César, foram também eleitos vice-presidentes da bancada Ana Catarina Mendes e Pedro Nuno Santos, os únicos que transitam da anterior direção do Grupo Parlamentar do PS.

A lista de vice-presidentes inclui ainda João Galamba e Fernando Rocha Andrade (ambos do Secretariado Nacional do PS), Lara Martinho (Açores), Carlos Pereira (Madeira), Pedro Delgado Alves, José Apolinário, Susana Amador, José Luís Carneiro, Helena Freitas e Ana Paula Vitorino.

Na mesma série de votações na bancada socialista, o secretário nacional do PS para a Organização, Jorge Gomes, foi eleito para presidir ao Conselho de Administração do Grupo Parlamentar, tendo obtido 75 votos a favor, dois contra e oito brancos.

Já o deputado João Paulo Correia (eleito pelo círculo do Porto) foi eleito presidente do Conselho Fiscal do Grupo Parlamentar, com 79 votos a favor, um contra e cinco brancos.

Da anterior direção do grupo parlamentar do PS, que era liderada por Ferro Rodrigues - entretanto eleito na passada sexta-feira para o cargo de presidente da Assembleia da República -, faziam parte o presidente da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL), Marcos Perestrello, o antigo ministro Vieira da Silva, assim como os deputados Sónia Fertuzinhos, Hortense Martins, Inês de Medeiros, Isabel Santos e João Paulo Correia.

Saíram também dos cargos de vice-presidentes, por já não terem integrado as listas de candidatos a deputados do PS nas últimas eleições legislativas, Luís Pita Ameixa, Mota Andrade e Jorge Fão.

Na eleição de Ferro Rodrigues, realizada a 3 de outubro do ano passado, a lista proposta obteve 69% de votos favoráveis - uma percentagem idêntica àquela que registara em 2013 Alberto Martins.

Em 2014, num total de 74 deputados, votaram 65, com a lista proposta por Ferro Rodrigues a obter 45 votos a favor (69%), 11 contra (17%), seis brancos (9%) e três nulos (5%).

  • Ferro Rodrigues eleito presidente do Parlamento

    Esquerda viabiliza o candidato socialista. É uma decisão histórica: pela primeira vez não é eleito um presidente do partido mais votado nas legislativas. Número de votos em Ferro Rodrigues foi inferior à soma de deputados de PS, Bloco e CDU

  • De presidente para Presidente: “Não há coligações aceitáveis e outras banidas”

    Foi sob fortes aplausos dos partidos de esquerda que Ferro Rodrigues iniciou e terminou o primeiro discurso enquanto novo presidente da Assembleia da República. E falou de presidente (do Parlamento) para Presidente (da República): criticou os argumentos utilizados por Cavaco Silva na comunicação ao país em que explicou a indigitação de Passos e censurou a austeridade da coligação - criticou as “feridas sociais” causadas pelo ajustamento e apelou à “construção de compromissos” numa legislatura que enceta na sua visão uma “renovada esperança”