Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Deputados do BE-Madeira solidários com Luaty Beirão

  • 333

Marta Caires

Os dois deputados do Bloco de Esquerda na Assembleia Legislativa da Madeira estão solidários com a causa do ativista luso-angolano. Esta manhã entraram para a sessão plenária do Parlamento regional envergando uma t-shirt com a imagem de Luaty Beirão e a frase “Liberdade já!”

Marta Caires

Jornalista

Os dois deputados do Bloco de Esquerda na Assembleia Legislativa da Madeira, Rodrigo Trancoso e Roberto Almada, estão solidários com a causa do ativista luso-angolano que cumpre uma greve de fome em Luanda há mais de um mês.

Esta manhã, a dupla bloqauista entrou para a sessão plenária do Parlamento regional envergando uma t-shirt com a imagem de Luaty Beirão e a frase “Liberdade já!”

O deputado Roberto Almada é também o líder do Bloco de Esquerda na Madeira. A porta-voz do partido a nível nacional, Catarina Martins, acusou a semana passada o Governo português de ter uma "atuação vergonhosa" em relação ao aprisionamento de Luaty Beirão. Na altura, argumentou que o Bloco de Esquerda está a "falar sozinho" sobre o assunto.

Luaty Beirão encontra-se em greve de fome há já 31 dias, exigindo aguardar julgamento em liberdade. O anúncio da data do julgamento, que começará a 16 de novembro, não demoveu o ativista de continuar o protesto.

O cidadão luso-angolano insiste ainda em ser transferido da clínica privada onde está a ser acompanhado para a prisão, onde os 14 outros ativistas políticos com os quais foi preso se encontram. De acordo com a sua esposa, Mónica Almeida, Luaty Beirão já não se encontra em condições de se movimentar sozinho, mas mantém a lucidez.

O grupo de 15 ativistas foi preso a 20 de junho, enfrentando acusações de preparar um golpe de Estado. Os jovens negam que fossem esses os seus planos, acrescentando que estariam apenas reunidos com o objetivo de discutir política.