Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS e BE mantêm conversações técnicas no parlamento antes das audições em Belém

  • 333

Alberto Frias

Trata-se de mais um encontro entre as delegações dos dois partidos, que negoceiam a viabilidade de um Governo de esquerda. “Trata-se de um processo que está em curso”

Delegações do PS e do BE estão reunidas desde a manhã desta terça-feira no edifício novo do parlamento, horas antes de os seus dirigentes serem ouvidos pelo Presidente da República, no Palácio de Belém, segundo fontes partidárias.

As mesmas fontes escusaram-se a especificar os temas em questão, adiantando apenas tratar-se de mais um encontro "da série prevista" e que "deverão ir acontecendo mais", pois "trata-se de um processo que está em curso".

Este é o quarto encontro cara a cara entre socialistas e bloquistas desde as eleições de 4 de outubro para testar a viabilidade de um acordo para um Governo com apoio à esquerda do espectro parlamentar.

O PCP também já se encontrou com o PS em quatro ocasiões, enquanto "Os Verdes" mantiveram três reuniões com os socialistas, além do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), também já auscultado pelo secretário-geral do PS, António Costa.

O chefe de Estado, Cavaco Silva, que já recebeu o líder da coligação vencedora, Portugal à Frente (PSD/CDS-PP), Passos Coelho, por duas vezes, e António Costa, uma vez, começa esta terça-feira as audiências formais às diferentes forças políticas sobre os resultados eleitorais.

A Presidência da República vai ouvir o ainda primeiro-ministro a partir das 15h, seguindo-se PS, BE e CDS-PP. Quarta-feira, Cavaco Silva vai receber, pelas 10h30, comunistas, ecologistas e PAN.

Entretanto, o líder socialista marcou reunião da comissão política, que o mandatou a dialogar com as diferentes forças políticas, para quinta-feira, às 21h30, a fim de analisar as diversas negociações em curso com vista a uma solução de governabilidade.

Nas eleições legislativas, a coligação PSD/CDS-PP ganhou o sufrágio, mas perdeu a maioria absoluta, garantindo 107 mandatos (89 do PSD e 18 do CDS-PP). O PS elegeu 86 deputados, o BE 19, a CDU 17 (dois do PEV e 15 do PCP) e o PAN elegeu um deputado.