Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cavaco espera que prevaleçam os “superiores interesses” do país

  • 333

Cavaco Silva esteve presente no torneio de golfe Portugal Masters, onde se cruzou com o antigo guarda-redes da seleção nacional de futebol, Ricardo

Filipe Farinha/Lusa

Chefe de Estado reitera que tinha estudado todos os cenários pós-eleitorais e que tem "forte esperança” que os superiores interesses de Portugal prevaleçam

A decisão final cabe ao Presidente da República, mas antes de receber os partidos políticos na próxima semana, em Belém, com vista à formação de um novo Governo, Cavaco deixou este sábado um apelo.

“Ainda tenho forte esperança de que os superiores interesses de Portugal não deixarão de estar presentes nas mentes de todos os nossos agentes políticos”, afirmou Cavaco Silva, no início de um torneio de golfe solidário, em Albufeira.

O Chefe de Estado voltou a afirmar aquilo que tinha dito antes das eleições legislativas, do passado dia 4 de outubro, que já tinha estudado todos os cenários pós-eleitorais possíveis. Por isso mesmo, diz não estar surpreendido com as negociações que estão a decorrer entre os partidos.

“Nós tínhamos estudado todos os cenários. Também este que está a acontecer, por isso,não estamos assim tão surpreendidos na medida em que tínhamos imaginado todas as possibilidades. Estamos a seguir mais ou menos os passos que tinham ficado delineados caso esta hipótese se desenhasse”, acrescentou.

Como o Expresso avança na edição impressa deste sábado, Cavaco Silva deverá recusar um Governo de gestão até abril e mesmo que o PS não viabilize uma solução governativa, o Presidente da República nomeará um Executivo.