Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa acusa Passos de “omissões gravíssimas” nas negociações

  • 333

Nuno Botelho

“A coligação deixou cair surpresas desagradáveis em cada reunião", afirma António Costa, que acrescenta que a equipa de Passos Coelho não enviou ao PS informação que prometera no âmbito das negociações para a formação de governo

António Costa acusou Pedro Passos Coelho, esta sexta-feira à noite, de não estar a contribuir para as negociações com o PS tendentes a formar governo. Em entrevista à TVI, o líder socialista disse que Passos se comprometeu a enviar informação ao PS que na verdade não entregou, o que não permite ao partido ficar a conhecer a real situação do país e das contas públicas. "Isso mina a confiança sobre a seriedade."

"O documento apresentado pela coligação tem omissões gravíssimas", afirmou Costa, que acrescentou que Passos e Portas "quiseram negociar um acordo já formado".

Dizendo que "Passos Coelho não tem uma cultura de diálogo e de comprimisso", Costa insistiu que "a coligação deixou cair surpresas desagradáveis em cada reunião". "Há um limite para se esconder a realidade ao resto do país", concluiu.