Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Catarina Martins: “As negociações com o PS estão bem encaminhadas”

  • 333

NUNO BOTELHO

A porta-voz do BE disse estar “confiante” na formação de um Governo de esquerda e puxou dos galões do seu estatuto de líder

“As negociações estão bem encaminhadas e nós estamos determinados”, disse Catarina Martins sobre as conversações com o PS.

“É possível chegar a acordos determinante sobre salários, pensões e proteção do emprego”, afirmou a porta-voz do BE aos jornalistas, após o encontro com o PCP, que decorreu no Parlamento.

Sobre as três condições prévias colocadas pelo Bloco ao PS para dar início à viabilização de um Governo socialista - abandono da ideia de despedimento conciliatório, não congelamento as pensões durante quatro anos e recuo na proposta de redução da TSU das empresas -, Catarina Martins disse tratar-se de um “processo necessariamente complexo, mas bem encaminhado para um ponto de encontro”.

Mais tarde, a porta-voz do Bloco afirmou que "o PS mostrou vontade de responder às três questões essenciais".

Bloco a várias vozes

Questionada pelos jornalistas sobre uma declaração de outra responsável do BE [implicitamente, a pergunta remeteria para uma declaração hoje proferida por Joana Mortágua, segundo a qual o acordo do Bloco a um Orçamento de um Governo PS passaria pela "reposição imediata de salários e pensões"], Catarina Martins puxou dos galões: "Se me permitem, falaria pelo Bloco de Esquerda".

De seguida, e usando uma frase repetida ao longo da declaração aos jornalistas, sublinhou que o "BE não faltará a um acordo que defenda pensões, salários e emprego".

Fica por esclarecer se essa defesa passa apenas por uma reposição apenas parcial ou não.