Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Presidente do Parlamento Europeu considera “normal” PS buscar aliados à esquerda

  • 333

THIERRY CHARLIER/GETTY

Martin Schulz admitiu que gostaria de ver o seu amigo António Costa “tornar-se primeiro-ministro”

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Shulz, considerou esta quinta-feira “absolutamente normal” que o secretário-geral do PS “tente encontrar aliados à esquerda” para formar governo e admitiu que gostaria de ver o seu “amigo António Costa tornar-se primeiro-ministro.

Questionado sobre a situação política em Portugal, à entrada para uma reunião do Partido Socialista Europeu, família à qual pertence, Schulz considerou "absolutamente normal que o presidente de um partido da esquerda tente encontrar aliados à esquerda", mas admitiu que neste momento é muito difícil em Portugal a formação de um governo, "tanto para o governo cessante como para o PS".

"Não cabe ao presidente do Parlamento Europeu intervir, mas julgo que é compreensível que eu deseje que o meu amigo António Costa se torne primeiro-ministro", concluiu o político alemão.

António Costa participa na reunião dos Socialistas Europeus que antecede a cimeira de chefes de Estado e de Governo, enquanto o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, participa na reunião do Partido Popular Europeu (PPE), antes de participar, como primeiro-ministro em exercício, no Conselho Europeu.

Também a porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, se encontra em Bruxelas, para vários encontros, entre os quais com a presidente do Grupo da Esquerda Unitária, Gabriele Zimmer, e com o líder do Syriza e primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.