Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Coligação PSD/CDS elege três deputados e o PS um no estrangeiro

  • 333

A abstenção entre os portugueses residentes no estrangeiro foi de 88,32%, a taxa mais alta de sempre

A contagem dos votos da emigração foi feita esta quarta-feira, dez dias depois da votação no país. Nestas eleições a coligação PSD/CDS elegeu três deputados e o PS um. A abstenção entre os emigrantes foi mais alta do que em 2011 e fez aumentar a taxa de abstenção final destas eleições para 44,14%, o nível mais alto de sempre numas legislativas

Contados os votos dos emigrantes da Europa e fora da Europa, de 23 consulados, a coligação PSD-CDS elegeu três deputados (um na Europa e dois fora da Europa) e o PS elegeu um, enquanto em 2011 o PSD elegeu três deputados e o PS elegeu um.

Atribuídos os quatro mandatos que faltavam, o PSD/CDS fica com 107 deputados, o PS com 86, e o BE mantém os 19 mandatos, a CDU com 17 e o PAN com um deputado.

Nos círculos da emigração, votaram 28.354 portugueses, de um total de 242.852 que estavam inscritos. Ou seja, a abstenção entre os portugueses residentes no estrangeiro foi de 88,32%, a taxa mais alta de sempre. O número de emigrantes que não votaram veio acentuar a taxa de abstenção total destas eleições – depois de apuradas as 3.092 freguesias a taxa era de 43.07%, passando agora para os 44,14%.