Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ex-assessor do PS acusa Costa de seguir “estratégia do desespero”

  • 333

Alberto Frias

Luís Bernardo, consultor de comunicação e ex-assessor de Guterres, Sócrates e Seguro, acusa a atual direção do partido de “não querer enfrentar a realidade”

“No atual contexto, só alguém que nunca governou pode acreditar nesta aliança à esquerda, ou alguém que governou e só o faça por desespero. Ainda quero acreditar que tudo não passa de mais um dos típicos ziguezagues e indecisões que caracterizam a falta de rumo e estratégia de António Costa”, escreve o ex-assessor do PS, Luís Bernardo, num artigo de opinião publicado esta terça-feira no jornal “i”.

Luís Bernardo, consultor de comunicação que assessorou os anteriores líderes do partido António Guterres, José Sócrates e António José Seguro, tece no artigo intitulado “A estratégia do desespero” um forte ataque ao caminho que está a ser agora trilhado pelo PS.

Considerando não haver dúvidas sobre quem ganhou as eleições, diz que o PS deve “reafirmar o seu papel de oposição responsável” viabilizando o Governo PàF. “Ou será que alguém acha que o país está em condições para entrar numa discussão sobre a sua permanência na União Europeia”?, comenta, para acrescentar no parágrafo seguinte: “Não viram o que aconteceu na Grécia? Qual é a parte que não perceberam? Não vale a pena continuar a não enfrentar a realidade”.

O consultor fala ainda em atos levados a cabo “em nome da sobrevivência política de uma oligarquia agarrada a Costa como boia de salvação para algum naco de poder” e compara a atual situação no partido à de um "peronismo recalcado" em que "vale tudo".