Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Apurar eleições custa €680 mil

  • 333

FRANCISCO LEONG

Novo sistema é mais caro mas reduz tempo. Municípios vão inserir dados do escrutínio

O Governo vai estrear nas legislativas uma plataforma que permite apurar num endereço de internet resultados eleitorais e a afluência às urnas, à medida que vai sendo fechada a contagem de votos nos vários pontos do país. A plataforma e os diferentes serviços técnicos vão custar €679 mil. “Os contratos foram celebrados por ajuste direto, nos termos das normas legais aplicáveis pelo Código dos Contratos Públicos”, explica o MAI.

A plataforma batizada Sistema de Inserção de Afluências e Resultados (SIAR) foi desenvolvida pela Critical Software, de Coimbra. Nas europeias de 2014, o SIAR fez um primeiro teste confinado aos municípios de Sintra e Braga. Agora a plataforma estende-se a todos os municípios do país que passam a registar os dados diretamente na plataforma. Apesar de dar aos municípios a capacidade para inserir dados, o MAI vai gastar €154 mil num call center da Meo, que terá funções de apoio, e poderá entrar em ação em cenários de contingência. Para mitigar ataques de hackers, serão aplicados €198 mil num serviço de segurança. Este modelo passará a ser utilizado nos futuros atos eleitorais, ou seja, o uso de call centers vai ser abandonado no futuro.