Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Nós Cidadãos pode eleger em Macau

  • 333

O símbolo do novo partido Nós Cidadãos

O recém-constituído Nós Cidadãos está à beira de eleger um deputado pelo círculo Fora da Europa

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O ‘Nós Cidadãos’, partido criado em junho, pode vir a eleger um dos dois deputados à Assembleia da República pelo círculo Fora da Europa. O movimento apresenta como cabeça de lista José Maria Pereira Coutinho, deputado à Assembleia Legislativa de Macau (ALM) desde 2005, presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública do território e conselheiro das comunidades portuguesas.

Segundo o jornal macaense “Ponto Final”, a influência deste aposentado de 58 anos, licenciado em Direito, tem vindo a crescer. Nas últimas eleições para a ALM, liderou a quarta lista mais votada e conseguiu eleger o número dois. O diário garante ainda que “o ‘efeito Coutinho’ fez-se já sentir no recenseamento para as eleições do Conselho das Comunidades Portuguesas [que serão a 6 de setembro]. Em dois meses, apareceram cerca de 4700 novos recenseados, sendo que 3500 terão saído da [sua] base eleitoral”. Quatro mil votos podem chegar para eleger um deputado à AR.

A possibilidade de eleição de Pereira Coutinho é admitida até pelo PSD: “Tem uma máquina oleada e forte e é provável que Macau tenha a votação mais significativa que alguma vez teve em eleições para a AR. Se será suficiente para disputar um lugar de deputado, veremos”, afirmou o líder do PSD/Macau, Miguel Bailote, ao jornal “Tribuna de Macau”. Se a possibilidade se concretizar, será o PSD o principal prejudicado: desde 2002 que conquista os dois mandatos por Fora da Europa.

“Pela primeira vez desde a transferência de administração, Macau está a ser falado em Lisboa. O telefone não tem parado e até os candidatos à presidência da República estão a olhar para Macau com interesse renovado”, diz (ao “Ponto Final”) Pereira Coutinho, que esteve há dias em Lisboa e jantou com Marcelo Rebelo de Sousa e Maria de Belém.