Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Joana Amaral Dias incomoda parceiro de coligação

  • 333

Cabeça de lista por Lisboa da coligação AGIR deixou-se fotografar despida para a capa da próxima edição da revista “Cristina”. Gil Garcia do Movimento Alternativa Socialista revela-se incomodado

A cabeça de lista por Lisboa da coligação AGIR, ex-Bloco de Esquerda, ex-Juntos Podemos, surgirá despida, abraça pelo namorado, na próxima capa da revista “Cristina”. A iniciativa de Joana Amaral Dias apanhou de surpresa os parceiros de coligação que não terão sido previamente consultados, mas que também admitem que não teriam de o ser.

Contactados esta noite pelo Expresso, quer Gil Garcia, do Movimento Alternativa Socialista, quer Nuno Ramos de Almeida, que também deixou o Podemos para lançar o AGIR com Amaral Dias, consideram que a fotografia é “bonita” e que, no imediato, não é possível antecipar com clareza o seu efeito sobre o eleitorado.

Mas se Nuno Ramos de Almeida não crê que esta imagem “jogue para o campeonato eleitoral”, Gil Garcia, mais incomodado, pensa que Amaral Dias “desvia a atenção das questões magnas do país, como a dívida pública e o combate à austeridade”.

A 18 de agosto, em conferência de imprensa, Amaral Dias anunciou que estava a viver uma gravidez de risco, o que limitaria a sua participação na campanha para as legislativas de 4 de outubro, e que se fosse eleita gozaria a licença.

A Coligação AGIR é constituída pelo Movimento Alternativa Socialista e pelo Partido Trabalhista Português.

O futebolista Ricardo Quaresma e atriz Rita Pereira também se deixaram fotografar despidos para a capa da “Cristina”.