Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa quer refugiados a trabalhar nas florestas

  • 333

O líder do PS sugere que Portugal aproveite a mão-de-obra dos refugiados para o trabalho agrícola e nas florestas

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O secretário-geral do PS admitiu esta quinta-feira de manhã, num encontro sobre políticas sociais em Alverca do Ribatejo, que os refugiados que Portugal venha a acolher poderão ser encaminhados para trabalho agrícola e nas florestas.

"Quando vejo o estado em que está a nossa floresta e vejo os proprietários e os autarcas das zonas de pinhal interior a queixarem-se de falta de mão-de-obra para a manutenção do pinhal, [e vejo que] está aqui tanta população habituada a trabalho agrícola, tanta população com capacidade de trabalhar nesta floresta, [pergunto:] Porque é que não criamos aqui uma grande oportunidade de recuperar um património que temos abandonado, uma nova oportunidade de vida para estas pessoas?"

Refira-se que esta quinta-feira, tal como o Expresso já tinha avançado a 28 de agosto, o Governo mostrou disponibilidade para acolher mais refugiados do que os 1500 que têm sido referidos e anunciou a constituição de um grupo de coordenação a nível nacional sobre esta matéria.

A crise dos refugiados, que se tem intensificado nos últimos meses, teve quarta-feira um capítulo que emocionou o mundo inteiro e que faz as primeiras páginas de jornais de todo o globo, depois da divulgação de imagens de um bebé sírio que morreu afogado quando a sua familía atravessava o Mediterrâneo.