Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa promete revogação imediata das taxas moderadoras no aborto

  • 333

MIGUEL A. LOPES / LUSA

Taxas “demonstram o profundo radicalismo ideológico desta direita”

O secretário-geral do PS afirmou esta quinta-feira que se os socialistas formarem Governo, revogarão imediatamente o diploma que cria taxas moderadoras para quem recorre ao aborto, considerando essa medida uma marca "vexatória" da coligação PSD/CDS.

António Costa assumiu esta posição sobre o diploma, que, segundo jornal “i” de hoje já foi promulgado pelo Presidente da República, Cavaco Silva, num debate sobre políticas sociais, em Alverca, município de Vila Franca de Xira.

"É uma marca da direita e é uma marca de retrocesso muito grande, que só pode ter uma resposta com uma maioria do PS: a pura e simples revogação e eliminação da nova lei", declarou, recebendo uma prolongada salva de palmas da assistência.

O líder socialista acrescentou que a nova lei que cria taxas moderadoras na prática do aborto, mais do que se tratar de um sistema sancionatório para quem recorre à interrupção voluntária da gravidez, é um sistema "vexatório".

"Demonstra o profundo radicalismo ideológico desta direita", completou.

  • PSD e CDS aprovam taxas moderadoras no aborto

    Depois de um debate acalorado, as alterações propostas pelo PSD e pelo CDS-PP foram aprovadas, com a oposição a votar contra. Manifestantes chegaram a interromper a votação gritando “vergonha, vergonha” e “a luta continua”, tendo sido retirados das galerias pela polícia