Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cancelado debate final entre todos os partidos

  • 333

Tiago Miranda

Debate pré-legislativas estava marcado para 22 de setembro e seria o último antes das eleições. Partidos não se entenderam, televisões lamentam

É oficial: as direções de informação da SIC, RTP e TVI assinam um comunicado conjunto em que anunciam o cancelamento daquele que seria o debate final antes das legislativas de 4 de outubro. “Quanto ao debate conjunto, as diferentes candidaturas não chegaram a acordo sobre os participantes no mesmo. Assim, apesar dos esforços efetuados no sentido de viabilizar este debate, o mesmo não irá realizar-se, por motivos alheios à vontade das direções de informação da RTP, SIC e TVI.”

Mais: “As direções de Informação da RTP, SIC e TVI lamentam que as candidaturas não tenham chegado a acordo e reunido as condições para a realização desse debate alargado. Estão, no entanto, convictas de que os demais debates agendados podem contribuir para uma informação mais próxima e esclarecida dos cidadãos”.

Em causa está a (não) participação de Portas neste debate final e o facto de alguns partidos considerarem que só deveria estar presente um representante de cada candidatura com assento parlamentar - o PSD e o CDS vão a votos coligados. Por sua vez, os dois partidos de direita consideram que tanto PSD e CDS deviam estar presentes, pelo facto de ambos terem assento parlamentar. A diferença entre “candidaturas com assento parlamentar” e “partidos com assento parlamentar” está na base do diferendo.

A coligação fez saber na sexta-feira que só iria a este debate se Portas e Passos estivessem ambos presentes. Por outro lado, esta segunda-feira a CDU fez saber que não se opunha à presença de Passos e Portas desde que PCP e Os Verdes - que formam a coligação CDU - pudessem igualmente estar ambos representados em vez de se fazerem representar somente por um candidato - porque tanto PCP como Os Verdes têm assento parlamentar, à semelhança do que sucede com PSD e CDS.

Os partidos foram trocando acusações nas últimas semanas, com a coligação a acusar o PS de ter receio de ter Portas nos debates. Por outro lado, a coligação de direita foi criticada - nomeadamente pela CDU - por querer estar representada pelos líderes partidários que a compõem apesar de não pugnar pelo mesmo relativamente às outras candidaturas em que se constata a existência de uma coligação.

Facto é que o debate final e conjunto fica cancelado perante a discórdia e a incapacidade de entendimento entre as partes envolvidas. Os outros debates, até ver, mantêm-se de pé.

“Ao fim de várias semanas de reuniões com os representantes das candidaturas, será possível organizar um conjunto de frente a frente entre os líderes ou representantes dos partidos políticos ou candidaturas representados no Parlamento e que concorrem às próximas eleições. Esses debates vão ocorrer nas próximas semanas”, explica o comunicado das três televisões.

“Sublinhamos que um desses frente a frente, aquele que envolve o Dr. Pedro Passos Coelho e o Dr. António Costa, será, por proposta editorial das televisões, transmitido em simultâneo pelos três canais de sinal aberto, um facto inédito na história da democracia portuguesa.”