Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD. Universidade de Verão sem ‘profs’ ilustres doutros anos

Marcelo Rebelo de Sousa tem sido presença frequente em Castelo de Vide, mas este ano não foi convidado

José Carlos Carvalho

Os sociais-democratas dão o pontapé de partida para a pré-campanha, juntando cerca de 100 alunos em Castelo de Vide, que terão como ‘professores’ ministros, antigos ministros e deputados, entre outras figuras. Mas pesos-pesados e presenças habituais do passado, como Marcelo, vão faltar em 2015

A um mês das eleições legislativas, alguns dos principais protagonistas do PSD voltam esta segunda-feira à Universidade de Verão, em Castelo de Vide, num fórum que contará também com a participação do eurodeputado Nuno Melo, do CDS.

Depois do primeiro momento da “rentrée” na Festa do Pontal, este ano partilhada com o parceiro de coligação CDS, os sociais-democratas dão o pontapé de partida para a pré-campanha juntando cerca de 100 alunos em Castelo de Vide, no distrito de Portalegre, que terão como ‘professores’ ministros, antigos ministros e deputados, entre outras figuras.

Esta segunda-feira, e depois da sessão de abertura com presidente da JSD Simão Ribeiro, e do porta-voz do PSD Marco António Costa, o primeiro convidado para os tradicionais jantares-conferência será o presidente do Lloyds Bank, António Horta Osório.

Este ano, nenhuma figura do PS foi convidada, ao contrário do que aconteceu em anos anteriores: Mário Soares esteve na edição de 2011, Luís Amado na de 2012, Correia de Campos na de 2013 e António Vitorino na de 2014.

De fora do programa ficarão também três nomes do PSD que têm sido apontados como possíveis candidatos às presidenciais do início do próximo ano: Rui Rio, Pedro Santana Lopes e Marcelo Rebelo de Sousa - este último tem sido presença frequente em Castelo de Vide.

O físico e historiador de ciências Henrique Leitão, que recebeu o Prémio Pessoa 2014, a historiadora Maria de Fátima Bonifácio e a ministra de Estado e das Finanças Maria Luís Albuquerque serão oradores nesta edição da Universidade de Verão do PSD.

A presidente da Fundação Champalimaud e antiga ministra da Saúde Leonor Beleza voltará a marcar presença, bem como o vice-presidente do PSD e ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, e o eurodeputado Paulo Rangel. O líder parlamentar do PSD Luís Montenegro será pela primeira vez orador num dos jantares-debate.

Esta será a 13.ª edição da Universidade de Verão dos sociais-democratas, uma iniciativa que tem como diretor o eurodeputado Carlos Coelho e é promovida pelo PSD, pela JSD, pelo Instituto Francisco Sá Carneiro e pelo Partido Popular Europeu, e uma vez mais terá lugar em Castelo de Vide.

Na sessão de abertura haverá intervenções de Carlos Coelho, do presidente da JSD, Simão Ribeiro, e do porta-voz e coordenador da Comissão Política Nacional do PSD, Marco António Costa. Como habitualmente, o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, fará o discurso de encerramento, no dia 30.

Os alunos da Universidade de Verão - cerca de uma centena, alguns dos quais dos países africanos de língua portuguesa, com uma média etária a rondar os 24 anos - ouvirão também o ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, e o secretário de Estado Manuel Castro Almeida falarem do programa de fundos comunitários Portugal 2020. Haverá ainda debates sobre a liberdade e segurança na Internet e a inovação social. O último orador seré Passos Coelho, presidente do partido.