Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos não acredita no desvio de €660 milhões da receita fiscal. “Antes pelo contrário”

  • 333

José Carlos Carvalho

Primeiro-ministro reage ao alerta da Unidade Técnica de Apoio Orçamental. Devolução aos contribuintes de parte da sobretaxa de IRS está dependente da receita fiscal - só se o Estado amealhar acima do orçamentado é que haverá retorno para as famílias

Passos Coelho mostrou-se esta terça-feira confiante de que o Estado deverá obter as receitas fiscais estimadas até ao final do ano, depois de a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) ter alertado para a possibilidade um desvio de 660 milhões de euros no orçamento devido aos impostos.

“É preciso aguardar pelo resto do ano, mas nada nos leva a crer que o comportamento do IRS e do IVA seja totalmente diferente do primeiro semestre”, declarou o primeiro-ministro à margem da Feira do Vinho e da Pêra Rocha, no Bombarral.

De acordo com Passos Coelho, os números disponíveis até à data apontam para um cenário positivo ao nível das receitas dos impostos, admitindo inclusivamente que as previsões sejam superadas.

“Eu só conheço os números que são divulgados pela execução orçamental, mas os números do primeiro semestre permitem perceber que as coisas correram bem e não temos razões para estar pessimistas. Nada levar a pensar que no final do ano teremos um cenário negativo desse ponto de vista, antes pelo contrário”, acrescentou.

Também o vice-presidente do PSD defendeu esta terça-feira que as receitas fiscais estimadas deverão ser alcançadas esta ano.

“Sabemos por observação que o segundo semestre, por natureza, é sempre melhor do ponto de vista da execução orçamental que o primeiro semestre. Sabemos também que estamos numa trajetória de recuperação económica do país”, afirmou Marco António Costa em conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa.

Na segunda-feira, o Ministério das Finanças já tinha garantido numa nota que o crédito fiscal da sobretaxa “depende apenas do crescimento das receitas de IRS e IVA.”