Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Debate entre Passos e Costa agendado para 14 ou 18 de setembro

  • 333

Alberto Frias

Canais e partidos ainda só chegaram a acordo sobre a realização do frente a frente entre Passos e Costa e do debate alargado com Passos, Costa, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins. Presença de Portas nos restantes frente a frente continua a gerar polémica. Jerónimo de Sousa não aceita debater com o líder do CDS e o PS admite fazer representar-se nesse debate por outro dirigente socialista

Bernardo Ferrão

Bernardo Ferrão

Subdiretor da SIC

Os canais de televisão e os partidos com assento parlamentar já chegaram a um princípio de acordo para a realização de dois debates antes das legislativas de outubro: o frente a frente entre Passos Coelho e António Costa tem como datas provisórias os dia 14 ou 18 de setembro e o debate alargado com Passos, Costa, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins ficou apalavrado para 22 do mesmo mês. Ambos com emissão simultânea na RTP, SIC e TVI e com disponibilização de sinal para todos os canais de cabo ou estações de rádio que queiram emiti-lo.

A confirmação das datas está agora apenas dependente da articulação de agendas de todos os candidatos e também da garantia de que não haverá sobreposição com o frente a frente Passos-Costa que está a ser negociado com as rádios Antena 1, TSF e Renascença.

Este debate radiofónico deverá realizar-se no dia 10 de setembro, precisamente a data avançada inicialmente pelos canais de televisão. Por ese motivo, a RTP, a SIC e a TVI tiveram de calendarizar provisoriamente o debate para a semana seguinte. E aí, só poderá realizar-se na segunda-feira (14) ou na sexta-feira (18). Porque na terça, quarta e quinta-feira, as estações já têm a sua grelha ocupada com as emissões dos jogos da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

Depois da reunião desta sexta-feira de manhã - a terceira realizada desde a semana passada entre os partidos e os canais - ficou ainda por definir a viabilidade de serem também organizados os frente a frente sugeridos na proposta que os canais puseram quinta-feira em cima da mesa: a realização de uma série de debates cruzados entre todos os candidatos e que incluísse também a participação do líder do CDS e número 2 da coligação Portugal à Frente, Paulo Portas.

Esta sugestão foi justificada pelos canais com dois critérios editoriais: a representatividade parlamentar do CDS e a relevância de Paulo Portas no Governo. Mas o PS opôs-se, por continuar a entender que, na nova lei da cobertura eleitoral, o artigo referente à organização dos debates diz que estes devem ter em conta as “candidaturas” com representatividade parlamentar e não os partidos. Pelo que o CDS não deve ser abrangido.

O PS opôs-se, por isso, à possibilidade de Costa debater com Portas. Mas se os canais insistirem no assunto, nas hostes socialistas está a ser ponderado um plano B para desbloquer o assunto: num eventual debate com Portas, o PS admite fazer-se representar por outra figura do partido, como o presidente Carlos César ou Ferro Rodrigues. Essa possibilidade poderá, no entanto, colidir com o desejo das estações, na medida em que esvazia o critério editorial que esteve na base do convite a Portas. Ou seja, se for essa apoisção dos socialistas, os canais podem desistir da proposta.

Jerónimo de Sousa também terá recusado a proposta dos canais para debater com Portas, admitindo apenas realizar frente a frente com outros líderes de candidaturas. O único partido que aceitou até ao momento debater com o líder do CDS foi o Bloco de Esquerda.

Por esclarecer está também ainda a disponibilidade, ou não, de Passos Coelho para debater com Jerónimo de Sousa e Catarina Martins neste registo de frente a frente.

  • Canais e partidos continuam sem acordo nos debates eleitorais

    Terceira reunião decorreu esta sexta-feira e voltou a ser inconclusiva. PS recusa aceitar os critérios editoriais invocados pelas TV para incluir Paulo Portas nos frente a frente ou no debate alargado entre todas as candidaturas. Participação da coligação fica posta em causa

  • PS mantém recusa a Portas nos debates televisivos

    Nova proposta dos canais sugere um frente a frente entre Passos e Costa, um debate a quatro com Passos, Costa, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins - ambos emitidos em simultâneo na RTP, SIC e TVI - e uma posterior ronda de frente a frente entre todos candidatos, Portas incluído. PS recusou na reunião desta sexta-feira debater com líder do CDS