Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos só quer um debate com Costa na TV

  • 333

Alberto Frias

Reunião entre televisões e partidos terminou em impasse. Novo encontro marcado para sexta-feira. Passos só quer um debate com Costa. E Costa não quer Portas nos frente a frente

Bernardo Ferrão

Bernardo Ferrão

Subdiretor da SIC

O PS aceita os três duelos entre Passos Coelho e António Costa. Mas o líder do PSD só quer debater uma vez com o secretário-geral socialista na televisão. Até porque já tem agendado outro frente a frente com o líder do PS, em versão radiofónica, no início de setembro, com emissão simultânea na Antena 1, TSF e Renascença. Passos concede, no entanto, que o frente a frente televisivo possa ser um pouco mais longo do que no formato inicialmente sugerido pelos canais para os debates ocm Costa, e que rondavam uma hora de emissão.

Em cima da mesa, além dos três debates entre os candidatos do PS e da coligação nas três televisões (RTP, SIC e TV), estavam também propostos um debate com todas as candidaturas com assento parlamentar transmitido por todos os meios de comunicação social, e ainda vários frente a frente entre os candidatos.

O problema é que o PS só quer debates a quatro. Ou seja, recusa que Paulo Portas (e em consequência Heloísa Apolónia, dos Verdes, que está coligado com o PCP) participe nos frente a frente. Na reunião, os representantes socialistas argumentaram que a lei da cobertura das campanhas é clara: o que está em causa são candidaturas e programas políticos. E a coligação é só uma, não se pode dividir nos debates.

Também as televisões terão levantado reservas sobre a participação dos parceiros das coligações (PSD/CDS, e CDU), porque isso faria aumentar o número de debates que teriam de ser realizados e exibidos.

  • Canais propõem três frente a frente entre Passos e Costa

    Proposta apresentada aos partidos prevê ainda um debate único entre todas as candidaturas e uma ronda de frente a frente entre todos os candidatos. Decisão sobre se Portas participa nos debates ou se Passos será o único representante da coligação Portugal à Frente está ainda em aberto. Nova reunião entre canais e partidos agendada para a próxima terça-feira