Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Madeira ganha a António Costa

  • 333

Bernardo Trindade deixa de ser cabeça de lista do PS pelo círculo da Madeira

Marta Caires

Jornalista

Para evitar problemas e mais crispação entre os socialistas madeirenses e o secretário-geral do partido, Bernardo Trindade anunciou que não será o cabeça de lista pela Madeira. O escolhido de António Costa sai das listas após um braço de ferro entre Lisboa e o novo líder regional.

Carlos Pereira falou em decisões “à má fila”, “em interesses particulares” e deixou no ar a hipótese do PS ter duas listas: uma feita por Lisboa; outra com os candidatos escolhidos pelas estruturas regionais.

Com o antigo secretário de Estado do Turismo fora da equação, o presidente do PS-Madeira seguirá a estratégia traçada. Primeiro, a tomada de posse dos órgãos do partido – o que só acontecerá a 16 de Julho -, e depois a escolha dos candidatos para as eleições legislativas nacionais. O cabeça de lista será escolhido na Madeira e sem imposições do secretário-geral.

A tradição, na Madeira, é que o líder do partido é também o cabeça de lista à Assembleia da República. António Costa não concorda com esta estratégia e terá lembrado os resultados obtidos por Jacinto Serrão em 2011, então presidente do socialistas madeirenses. Facto, aliás, que Bernardo Trindade lembrou ao anunciar que não seria cabeça de lista.

O que Trindade não referiu foi que, nas eleições nacionais de 2009, o PS passou de três para um deputado na Assembleia da República. O cabeça de lista era Bernardo Trindade e não foi além dos 17%.

  • PS-Madeira contra António Costa

    Apresentação de Bernardo Trindade como cabeça de lista pela Madeira feita à revelia dos socialistas madeirenses. Líder regional fala de decisão “à má fila”