Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Jorge Sampaio recebe Prémio Nelson Mandela

  • 333

Antonio Pedro Ferreira

Criado em 2014 pela ONU, é a primeira vez que o prémio é atribuído. A cerimónia decorre a 24 de julho em Nova Iorque

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Jorge Sampaio é a personalidade masculina escolhida para receber o Prémio Nelson Mandela, que é atribuído este ano pela primeira vez na história das Nações Unidas. Helena Ndume, uma oftalmologista da Namíbia, é a laureada feminina.

O prémio, instituído no ano passado pelas Nações Unidas, atribuirá a cada cinco anos um galardão (uma placa com uma citação). Governos, instituições do ensino superior e organizações da sociedade civil são as entidades que podem propor as personalidades.

O objetivo é distinguir a "contribuição excepcional" dos galardoados, tendo em vista a sua dedicação em prol da humanidade, "pautando-se pelos objectivos e princípios subjacentes às Nações Unidas, na esteira de Nelson Mandela, nomeadamente do seu legado em matéria de reconciliação, transição política e transformação social", segundo diz o texto do prémio.

Para a atribuição do prémio a Jorge Sampaio, contribuiu em grande parte a sua ação como presidente da Aliança das Civilizações (2007-2013) e enviado especial do secretário-geral da ONU na Luta contra a Tuberculose (2006-2012).

Outro elemento considerado preponderantes pelo júri foi o prestígio que Jorge Sampaio granjeou internacionalmente na sua ação a favor de Timor Leste e da transição pacífica em Macau, quando era Presidente da República.

Jorge Sampaio afirmou que se sentia "muito honrado e feliz", considerando que se tratava de "um enorme estímulo e uma grande responsabilidade".

O prémio Nelson Rolihlahla Mandela foi criado pela Resolução 68/275 das Nações Unidas de 6 de Junho de 2014, sendo atribuído como uma homenagem a duas personalidades (uma mulher e um homem) provenientes de áreas geográficas diferentes.

Os laureados são seleccionados por um Comité das Nações Unidas, composto por representantes de seis Estados Membros, oriundos dos cinco grupos regionais e um representante de África do Sul e presidido pelo Presidente da Assembleia-Geral.

A cerimónia de entrega do Galardão decorrerá no próximo dia 24 de julho na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, por ocasião das comemorações anuais do Dia Internacional Nelson Mandela.