Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos. "Portugal não será apanhado desprevenido" se a Grécia sair do euro

  • 333

Portugal fez os trabalhos de casa, assinalou o primeiro-ministro no Porto

FOTO ESTELA SILVA/LUSA

O primeiro-ministro diz que o país está preparado para enfrentar "alguma volatilidade de mercados" porque os fez os trabalhos de casa.

"Fizemos o trabalho de casa e estamos preparados. Não vamos ser apanhados desprevenidos", garante Pedro Passos Coelho a propósito de uma eventual saída da Grécia do euro.

"Estamos preparados para alguma volatilidade nos mercados. É a conjugação do que nós fizemos com o trabalho da zona euro", disse o líder do Governo à saída do Centro Comunitário de São Cirilo, no Porto. No entanto, deixa claro que "o mais desejável" e o "racionalmente importante" é que a Grécia não entre em situação de incumprimento.

"Reafirmo que seria desejável para todos, para a Grécia e para a zona Euro, que qualquer incumprimento grego fosse evitado e a reafirmação disso significa que nesta altura Portugal não colocará nenhum obstáculo a que uma solução dessas possa ser encontrada", afirmou.

Passos afirma que a solução a ser encontrada tem de respeitar as regras que se aplicam a todos os países. "Espero que a reunião do Eurogrupo [que acontece esta quinta-feira] corra da melhor forma possível".