Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Obras em conventos dos Negócios Estrangeiros custam €1,7 milhões

  • 333

O Convento do Sacramento será parcialmente afeto ao gabinete a que Cavaco Silva terá direito quando abandonar a Presidência da República

Nuno Botelho

Os encargos aprovados pelo Governo irão pagar uma nova cobertura na sede do gabinete do ministro Rui Machete e a recuperação do edifício que no próximo ano receberá o gabinete de Cavaco Silva

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Os conventos do Sacramento e das Necessidades, dois dos edifícios de referência do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) em Lisboa, vão receber obras de melhoria no valor de 1,7 milhões de euros. 

Uma portaria publicada esta quinta-feira em "Diário da República" e aprovada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e pelo secretário de Estado do Orçamento, Hélder Reis, aprova encargos de 762 mil euros (acrescidos de IVA) para uma empreitada de melhoria do Convento do Sacramento. 

Outra portaria semelhante, assinada pelos mesmos responsáveis e agora publicada, vem aprovar uma despesa de 940 mil euros para obras na cobertura do Convento das Necessidades. 

No caso do Sacramento, o Governo justifica a intervenção com "um estado de degradação que impede a sua efetiva utilização". Ora, este convento é precisamente o edifício que a partir do próximo ano será parcialmente afeto ao gabinete a que Cavaco Silva terá direito quando abandonar a Presidência da República. 

No final do ano passado, o Observador revelou que o espaço de trabalho de Cavaco Silva após o final do seu mandato seria esse convento em Alcântara. O uso de 10% desse imóvel obrigaria a obras de recuperação, sendo essa parte suportada pela Presidência da República, com um custo estimado de 386 mil euros, acrescidos de IVA. 

Na portaria relativa ao Convento do Sacramento, o Governo nota que "importa garantir a integridade do conjunto arquitetónico, impedir a evolução da degradação da parte do edifício afeta ao MNE e, em simultâneo, dotá -la das adequadas condições para instalação de serviços do Ministério". As obras começam a 1 de setembro próximo e terminam a 31 de maio de 2016. 

Relativamente ao Convento das Necessidades, onde estão o gabinete do ministro Rui Machete e vários serviços do seu Ministério, o Governo explica que foi feita uma avaliação que justifica a realização de obras na cobertura do imóvel.  

Dessa avaliação resultou, refere a portaria assinada por Rui Machete, "a identificação de diversas patologias, que carecem de intervenção urgente, mediante a realização de empreitada de reparação das coberturas, na medida em que tais fatores podem colocar em risco a segurança dos edifícios e, consequentemente, de pessoas e bens".  

No edifício das Necessidades as obras terão um custo de 940 mil euros, mais IVA, e irão decorrer também entre 1 de setembro e 31 de maio.