Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Compromissos de Nóvoa, presidente presente e presidente de causas

  • 333

MANUEL DE ALMEIDA / Lusa

Tem o apoio de três antigos presidentes - Soares, Sampaio e Eanes - e de três ex-chefes militares - Pinto Ramalho, Luís Araújo e Melo Gomes. A carta de princípios foi apresentada no Porto.

"Há momentos na vida em que precisamos de dar tudo. Esse momento é agora", diz António Sampaio da Nóvoa no preâmbulo da sua carta de princípios da candidatura à Presidência da República, apresentada esta segunda-feira no Porto.

"Comprometo-me a ser um Presidente presente, próximo das pessoas, capaz de ouvir, de cuidar, de proteger. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para que as pessoas se envolvam de novo na vida política, para valorizar o que nos é comum, para reconstruir uma sociedade solidária, para recuperar a confiança num futuro digno, justo e próspero para Portugal", acrescenta.

"É preciso trazer a vida para dentro da política, com humanidade. É preciso unir uma sociedade rasgada, juntando os portugueses, as portuguesas, numa luta comum, sem medo de existir", disse Nóvoa.

"A minha candidatura é feita em nome de uma ideia de futuro para Portugal, porque temos tudo para ser um país de prosperidade e de bem-estar, se soubermos compreender os grandes movimentos globais e a posição única que ocupamos no mundo, se soubermos aproveitar todo o nosso potencial. Este é o tempo do futuro", sublinhou.

"Comprometo-me a ser um Presidente de causas, em particular as que dizem respeito à liberdade e à dignidade da pessoa humana. Estarei atento à pluralidade e à diversidade, às diferentes maneiras de pensar e de estar na vida, sempre aberto à contemporaneidade e às grandes questões do nosso tempo. Procurarei promover compromissos de futuro, estratégicos, na sociedade portuguesa, e não deixarei de me envolver em causas internacionais pela educação e pela cultura, pela paz e pela Terra."