Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS promete médicos para 545 mil portugueses

  • 333

António Costa poderá deixar o cargo autárquico em junho

FOTO ANDRÉ KOSTERS/ LUSA

O partido de António Costa apresenta esta quarta-feira um conjunto de medidas para o setor da saúde, integradas no seu projeto do programa eleitoral, que visam descongestionar as urgências e poupar dinheiro ao Estado.

Contratar médicos para satisfazer as necessidades de 545 mil portugueses e criar 100 unidades de saúde familiar, são promessas incluídas no projeto do programa eleitoral do PS que será apresentado ao final desta manhã, numa conferência de imprensa na sede do partido, no Rato, em Lisboa. A informação é avançada pelo jornal "Público". 

O matutino escreve que a proposta assenta em dois pressupostos: reforçar os médicos de família para satisfazer as necessidades de saúde da população e descongestionar as urgências nos hospitais. 

O projeto visa ainda valorizar a qualidade da despesa pública - o Estado gasta  mais dinheiro se as pessoas continuarem a recorrer mais às urgências dos hospitais ao invés dos centros de saúde. Uma medida de poupança incluída no relatório macroeconómico do PS, coordenado por Mário Centeno, apresentado a 21 de abril. 

A partir desta quarta-feira, o projeto de programa estará em debate até ao dia 6 de junho. Militantes e não militantes do partido poderão enviar sugestões através do site do Gabinete de Estudos do PS.

Depois de um inverno marcado por várias polémicas no setor da saúde, o PS pretende melhorar aspetos que considera terem sido desvalorizados pelo atual Governo.