Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Reeleição de Cameron dá esperança a Passos

  • 333

FOTO NUNO ANDRÉ FERREIRA / LUSA

No dia em que Cameron sabe que vai governar com maioria absoluta, o primeiro-ministro português reage ao resultado com observações sobre sondagens e austeridade.

Passos Coelho felicitou o primeiro-ministro inglês  pela reeleição nas legislativas de quinta-feira, frisando que Cameron também tomou medidas impopulares mas conseguiu ganhar, contrariando as sondagens.

"Apesar de não estar dentro do euro, o meu colega inglês também desenvolveu nestes anos a tomada de medidas bastante difíceis e que não eram nada populares. Quando se olhava para as sondagens, pensava-se que a penalização que poderia resultar dessas políticas poderia ser muito maior do que foi", salientou o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, à margem do debate sobre o Estado da União, promovido pelo Instituto Universitário Europeu e que termina esta sexta-feira em Florença.

Embora tenha ressalvado que os resultados eleitorais ingleses "não podem ser extrapolados para outros países", Passos Coelho mostrou-se esperançado com a reeleição de Cameron, frisando que "as sondagens não dizem tudo".

David Cameron vai ser reconduzido na liderança do Governo do Reino Unido, depois de uma ida às urnas que lhe garantiu a maioria absoluta. A jornada eleitoral foi desgraçada para trabalhistas e liberais e gloriosa para os nacionalistas escoceses. Como resultado, já rolaram três cabeças: o líder dos trabalhistas, Ed Miliband, o responsável pelos liberais, Nick Clegg, e o eurocético Nigel Farage, do UKIP, demitiram-se.