Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Congressistas americanos visitam de surpresa base das Lajes

  • 333

Congressistas que visitam os Açores contestam, aparentemente, a decisão da Administração norte-americana de reduzir o seu dispositivo militar nas Lajes

Tiago Miranda

Uma delegação de oito congressistas americanos chega esta sábado aos Açores. Rui Machete e Berta Cabral deslocam-se de propósito ao arquipélago para troca de pontos de vista sobre a redução de efetivos da base aérea.

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Uma delegação de oito congressistas, chefiados pelo republicano luso-descendente Devin Nunes, chega esta sábado aos Açores para visitar a base das Lajes e trocas pontos de vista com os Governo nacional e regional.

A delegação, que integra ainda uma comitiva de mais de trinta pessoas e ainda o embaixador americano, será acompanhada nos Açores pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e a secretária de Estado da Defesa, Berta Cabral, além do presidente do Governo regional, Vasco Cordeiro e outras entidades regionais.

Ao fim da tarde, está prevista uma receção no gabinete do representante da República, embaixador Pedro Catarino, onde terá lugar a troca de pontos de vista sobre o impacto da redução da base das Lajes nos Açores. À noite, será oferecido um jantar à delegação pelo presidente do Governo regional.

A visita dos congressistas, que fazem uma paragem nos Açores no regresso aos Estados Unidos, integra-se numa espécie de diligência paralela destes congressistas, que aparentemente contestam a decisão da Administração de reduzir o dispositivo militar americano no arquipélago.

Decisão questionada
Na semana passada, aliás, numa audição da Comissão das Forças Armadas do Senado americano, três senadores, entre eles o republicano John McCain, ex-candidato à presidência dos EUA, questionaram o supremo comandante da NATO (SACEUR), general Philip Breedlove, sobre a redução base das Lajes.

Os senadores perguntaram nomeadamente se não era possível encontrar outra solução ou soluções alternativas à redução da base, decidida em 2014 no âmbito da reorganização de forças americanas na Europa, nomeadamente a deslocação do Comando Sul, do Africom (Africa) ou qualquer outra instalação, tendo em conta o facto de Portugal ser "um grande amigo e aliado em várias operações".

No final de abril, Rui Machete deslocou-se a Washington para uma série de encontros políticos, entre eles com o seu homólogo John Kerry, os membros do “grupo” português na Câmara de Representantes e com três senadores, entre eles McCain, para os sensibilizar, entre outros assuntos, para a questão das Lajes e do impacto da redução dos seus efetivos.