Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos Coelho volta a elogiar Dias Loureiro

  • 333

FOTO NUNO ANDRÉ FERREIRA / LUSA

"Acha que é normal vir à Assembleia da República elogiar um empresário assim?", perguntou Catarina Martins, do BE. Passos explicou-se.

O primeiro-ministro afirmou esta quarta-feira de tarde, no debate quinzenal, que os  elogios a Dias Loureiro - durante a inauguração de uma queijaria em Aguiar da Beira na passada sexta-feira - serviu para mostrar que hoje em dia ninguém está condenado por ter nascido no interior, muito graças às novas tecnologias.

"É verdade que me encontrei com o dr. Dias Loureiro e espero que ele não se sinta visado nem ultrapassado por este suposto - que vingou no mundo por competência partindo de Aguiar da Beira", afirmou Passos Coelho, apontando para o sucesso dos negócios do ex-líder do PSD.

Anteriormente, a coordenadora do BE, Catarina Martins, sustentou que Dias Loureiro representa o "facilitismo" e não a "exigência", como o primeiro-ministro defendera na última sexta-feira. 

A deputada bloquista lembrou que o nome de Dias Loureiro foi várias vezes referido no relatório da comissão de inquérito parlamentar ao BPN, aproveitando para citar parte do documento - "O banco desenvolveu-se rapidamente mercê da colaboração de várias pessoas, nomeadamente de Dias Loureiro, Oliveira e Costa e acionistas".

"Facilitismo é isto, exigência não vemos. (...) Apontar Dias Loureiro como um exemplo é um insulto para os empresários honestos. Não percebe a gravidade do que aconteceu e do que disse? Não percebe que foi um lobby que assaltou o país e que Dias Loureiro é um dos principais responsáveis? Acha que é normal vir à Assembleia da República elogiar um empresário assim?", questionou.

Sobre o processo judicial de que Dias Loureiro é alvo, Passos Coelho assegurou ainda que nunca houve qualquer intervenção do Governo ao nível da Justiça. "Nestes quatro anos de Governo, quer o DCIAP, quer o Ministério Público, quer a PJ investigaram qualquer sistema", garantiu o primeiro-ministro.

A 1 de maio, Passos Coelho teceu largos elogios a Dias Loureiro durante a cerimónia de inauguração da queijaria Sabores do Dão, em Aguiar da Beira. "Conheceu mundo, é um empresário bem-sucedido, viu muitas coisas por este mundo fora e sabe, como algumas pessoas em Portugal sabem também, que se nós queremos vencer na vida, se queremos ter uma economia desenvolvida, pujante, temos de ser exigentes, metódicos", afirmou.

  • Dias Loureiro ao Expresso: “Não vou a S. Bento há anos”

    “É a vida!” O PSD ficou literalmente embatucado com os elogios de Passos Coelho a Dias Loureiro, que ninguém quer comentar. Só veem uma explicação: “O Pedro, como se viu com o Relvas, não gosta de deixar cair as pessoas”. E Dias Loureiro “ajudou-o muito no início”. A história do empresário “bem-sucedido” fala de prejuízos e avultados passivos.