16 de abril de 2014 às 23:53
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Polícia russa procura duas outras "Pussy Riot"

Polícia russa procura duas outras "Pussy Riot"

Autoridades russas emitiram mandado de captura contra outras duas raparigas da banda "Pussy Riot", que participaram na "oração punk" contra o Presidente Vladmir Putin.
Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)agências
Protesto a favor das "Pussy Riot", em Nova Iorque Getty Images Protesto a favor das "Pussy Riot", em Nova Iorque

Afinal não são três, mas cinco as integrantes do "Pussy Riot". Depois de terem detido e levado a julgamento três das cinco integrantes da banda punk-rock - que acabaram por ser condenadas na passada semana a dois anos de prisão por vandalismo e "incitamento ao ódio religioso"-, as autoridades russas estão agora a procurar outras duas cantoras do grupo, que estão a monte.

As duas raparigas - junto com Nadejda Tolokonnikova, de 22 anos, Ekaterina Samoutsevitch, de 29, e Maria Alekhina, de 24 -  partiparam, encapuzadas, na performance no dia 21 de fevereiro, no altar da catedral ortodoxa de Cristo-Redentor, em Moscovo, e cantaram a canção de protesto contra o Presidente russo Vladimir Putin. Se vierem a ser detidas, serão igualmente julgadas e, muito provavelmente, condenadas a penas de prisão.

Em declarações à France Press, um representante da polícia de Moscovo afirmou que "as operações de busca estão em curso".

Defesa vai apresentar recurso


Entretanto, a defesa das "Pussy Riot" entretanto condenadas vai recorrer da sentença, afirmou hoje o advogado das raparigas. Nikolái Pólozov ressaltou que ainda não recebeu a cópia da sentença, e que a partir do momento em que o documento estiver disponível, terá dez dias para apresentar o recurso.

As manifestações  contra a condenação das "Pussy Riot", considerada desproporcional, sucedem-se dentro e fora de Moscovo, e um pouco por todo o mundo, como se viu nos últimos dias em Nova Iorque, Milão, Warsaw (Polónia), Praga e México, entre outras cidades.

O MNE russo pediu para se evitar "histeria" em torno da banda.

 

Comentários 10 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
!
Esta passou-se numa escola em Moscovo, há umas décadas, e foi verdade:
O professor:
- Meninos digam-me nomes de animais que voam;
- Um menino: o crocodilo;
- O crocodilo voa? Quem é que te disse?
- Foi o meu pai;
- O que faz o teu pai?
- É da KGB
- Estás certo. O crocodilo voa baixinho mas voa!!
Para além de se poder criticar a sentença
excessiva, temos que realçar outro excesso. Por todo o lado se vê o apoio a umas "malucas" que resolveram andar as pulos numa Catadral. Voltámos à guerra fria? A União sovietica já acabou meus caros...
Re: Para além de se poder criticar a sentença Ver comentário
Re: Para além de se poder criticar a sentença Ver comentário
Os ditadores são todos iguais
O ditador da Bielorrusia anda preocupado e obcecado com ursinhos de peluche , já Putin é com as Pussy Riot.

É uma vergonha que em pleno sec. XXI ainda haja ditadores vergonhosos e ridiculos destes na Europa e no mundo de maneira geral.
Re: Os ditadores são todos iguais Ver comentário
Re: Os ditadores são todos iguais Ver comentário
Putin
está se assegurando da eliminação de traidores no seu reino, antes de a Terceira Guerra Mundial começar ... Rio Grande
Viva!
E viva a democracia e a liberdade de expressão na Russia!
Re: Viva! Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub