Anterior
Ricardo Costa: Duas boas escolhas, os mesmos problemas?
Seguinte
Marques Guedes, o secretário de Estado promovido a ministro
Página Inicial   >  Política  >   Poiares Maduro, o novo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional

Poiares Maduro, o novo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional

Luís Miguel Poiares Pessoa Maduro era professor de direito em Florença.
|
Luís Miguel Poiares Maduro é o novo ministro adjunto
Luís Miguel Poiares Maduro é o novo ministro adjunto / DR

O ministro que vai tutelar os media, Miguel Poiares Maduro, um especialista em Direito Europeu e Constitucional, integrou recentemente um grupo de alto nível europeu para a liberdade e pluralismo na comunicação social.

Nascido a 3 de janeiro de 1967, Luís Miguel Poiares Pessoa Maduro é natural de Coimbra e até agora era professor de Direito e diretor do 'Global Governance Programme' do Instituto Universitário Europeu de Florença.

Licenciado em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, tem um doutoramento com distinção no Instituto Universitário Europeu e foi advogado geral no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias.

Recentemente, o futuro ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, que toma posse no sábado, integrou um grupo de alto nível europeu para a liberdade e pluralismo na comunicação social, cujo relatório, denominado "Uma comunicação social livre e pluralista para sustentar a democracia europeia" foi divulgado em janeiro.

Este documento apresentava um conjunto de recomendações para o setor da comunicação social e Miguel Poiares Maduro foi o único português a integrar a equipa.

Distinguido com o prémio Gulbenkian de Ciência


Poiares Maduro tem a Comenda da Ordem de Santiago da Espada por mérito literário científico e artístico, atribuída pelo antigo Presidente da República Jorge Sampaio em 2006. Em 2010 foi distinguido com o prémio Gulbenkian de Ciência.

Entre os vários livros que publicou estão a 'Constituição Plural - Constitucionalismo e União Europeia' e 'Crónicas de um peixe fora de água', este último baseado nas crónicas publicadas no Diário de Notícias em 2005.

Miguel Poiares Maduro terá a seu cargo a tutela da comunicação social, do desenvolvimento regional e das autarquias locais.


Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 7 Comentar
ordenar por:
mais votados
Estrangeirados?? Somos uns pacóvios!!!
Pois arrisco-me a dizer que este Conimbricense foi um dos poucos que aceitou o convite. Como de costume já dizem que é muito bom...porque vem do estrangeiro...somos uns pacóvios e não aprendemos com os erros...O rapaz porque em termos de "trabalho" fora da academia nada tem já vai ter superpoderes segundo o DN.....super poderes como o Gaspar ou o Álvaro...para fazer super disparates!! Alguém dizia que PPC é um provinciano...esta história de passar a Vida a ir buscar estrangeirados é pacóvia mesmo parece que estamos no tempo do Marquês de Pombal. Julgava que a nossa dependência externa era financeira afinal é de Ministros também!!!! Puro engano gente competente cá que queira ir pro Governo não há!!! Vai-se buscar um estrangeirado de perto de Poiares que dizem que é Maduro...o tempo dirá!!!
Poiares
Já te disse que és muito burro?
Já agora
um detalhe que ficou de fora do Expresso:

"Miguel Poiares Maduro vem do Direito e da Europa com um currículo invejável. Foi consultor jurídico da Islândia no processo "Icesave"."

Jornal de Negócios
Dois substitutos para Relvas?
Sái um boy, entram dois. Ainda por cima fracos...
UM DOS SUBSTITUTOS DO "RELVAS"
Este, é mais um para "abater" por Pedro Passos Coelho. No lugar dele, eu, não aceitava coisa nenhuma pertencer a esta manada de quadrúpedes austeros e estúpidos que nem portas, para além de incompetentes, o que pode não ser, agora, o caso. Aguardemos, ok?
????
Luís Miguel Poiares Pessoa Maduro - Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional
Qual será a razão de lhe chamarem «Poiares Maduro» e não «Pessoa Maduro» ? Será porque «Pessoa» não é do mesmo género de «Maduro» ?
Comentários 7 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub