Siga-nos

Perfil

Expresso

A Beleza das Pequenas Coisas

Miguel Guilherme: “Sem cultura, nós transformamo-nos nuns animais. E nós, portugueses, estamos meio cá meio lá”

Na verdade, animais já somos. Embora racionais, podemos sempre ficar mais primitivos e animalescos se não nos educarmos com conhecimento e cultura. É esta a ideia e o alerta do ator Miguel Guilherme: “Nós não temos uma tradição cultural. Somos muito atrasados. Sempre fomos. No 25 de Abril falhámos no ensino e na cultura. Mas é reversível. Tenho esperança. Saímos de um Governo que apertou o cinto e as pessoas estavam agora à espera de algo diferente. O António Costa é um ótimo político, mas às vezes é distraído…” Isto e muito mais para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

Assinar no iTunes: http://apple.co/2mCAbq2
Assinar no Soundcloud: http://bit.ly/2nMRpRL
Se usar Android, basta pesquisar A Beleza das Pequenas Coisas na sua aplicação.

Miguel Guilherme já foi muitos homens no cinema, no teatro e na TV - ora cómicos ou dramáticos - mas é sobretudo recordado pelo seu português suave António Lopes do “Conta-me Como Foi”, uma série que recordou como era Portugal entre os anos 60 e 70.

Nesta conversa, Miguel conta como foi a sua infância e o tabu de ser filho de pais separados, a fase politizada na adolescência em que colava cartazes na rua até se tornar conhecido nos anos 80 com um anúncio a um eletrodoméstico, o que o levou a trabalhar com Herman. E ainda nos explica como alguém com tanto talento para fazer rir os outros gere o seu lado lunar, mais depressivo. "A vida deve ser vivida com os olhos abertos, e com vontade de estar nela. Nem sempre acontece estarmos assim. Mas a vida é sempre um mistério maravilhoso".

Ainda neste episódio pode ouvir a rubrica “Eu não sou de intrigas, mas...”, onde sugerimos mais dois podcasts que andam no nosso ouvido.

E, como já é hábito, no final pode conhecer mais um testemunho da rubrica “Toda a Gente Tem Uma História”. Desta vez quem nos conta é o João Ricardo de Vasconcelos, jornalista da RTP, que aqui recorda o difícil dia em que perdeu o seu pai.

Este é um convite que lançamos semanalmente aos ouvintes para que nos contem também as suas experiências e relatos, maiores do que a vida, ou tão simples como ela pode ser.

Podem ainda gravar um áudio comentando os episódios que mais gostaram e as vossas razões.

Enviem-nos os vossos textos e áudios, comentários e sugestões, para: abelezadaspequenascoisas@impresa.pt

Até para a semana, e boas conversas!