Siga-nos

Perfil

Expresso

A Beleza das Pequenas Coisas

Marta Crawford: “Quando os filhos se iniciam sexualmente, os pais não lhes perguntam se tiveram prazer. Eu preocupei-me com isso”

A sexóloga e terapeuta familiar Marta Crawford anda há mais de 20 anos a ajudar a desvendar os caminhos do prazer e a desatar os nós relacionais no seu consultório e na televisão. E há avanços. “Elas já reclamam o prazer e eles já assumem que não estão sempre prontos para o sexo.” Muitos pedem ajuda cada vez mais cedo: “A maior parte das pessoas que me procura no consultório está na casa dos 20 e 30 anos”. Nesta conversa, Marta também se deita no divã e conta que nem sempre viveu a sexualidade sem vergonhas, medos e culpas. “Tive de me libertar. Havia muito pudor.” Para ouvir no podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

Bernardo Mendonça

Bernardo Mendonça

Entrevista

Jornalista

João Santos Duarte

João Santos Duarte

Edição

Jornalista

Mário Henriques

Ilustração

Assinar no iTunes: http://apple.co/2mCAbq2
Assinar no Soundcloud: http://bit.ly/2nMRpRL
Se usar Android, basta pesquisar A Beleza das Pequenas Coisas na sua aplicação

Este é um episódio que passa a correr, parece curto, demasiado curto, mas foi longo porque para estes assuntos da sexualidade e das relações emocionais há que ter tempo para desfazer um grande novelo de questões, mitos, receios, dúvidas e preconceitos. E não se julgue que quem procura Marta Crawford no seu consultório em Lisboa são os casais mais velhos, em busca da chama da juventude. “A maior parte das pessoas que me procuram está na casa dos 20 e 30 anos. E têm o discurso sexual da minha avó.”

Foi assim, de forma bem humorada, sem papas na língua, que Marta Crawford falou connosco de sexo, de desejo e das questões que passam pela cabeça de muitos, mas que poucos verbalizam. E falar de sexo é importante, considera Marta, e nós também, para que não se viva em desprazer ou a meio-gás. “Não vale a pena gramarmos coisas de que não gostamos na intimidade sexual. É sempre preferível comermos um gelado...”, desafia Marta.

Marta é a sexóloga mais popular do país. Tornou-se conhecida dos portugueses depois de aparecer, há 12 anos, no programa "ABSexo", na TVI, a falar de posições, fantasias e brinquedos sexuais de forma pedagógica e com o maior à-vontade. Mas muito antes já ajudava homens e mulheres a viverem a sua sexualidade de uma forma mais feliz e bem-resolvida. “Digo às pessoas que me procuram para irem atrás de mim como do coelho da Alice porque as levarei ao País das Maravilhas.” E neste episódio fala da importância dos pais se preocuparem com o prazer dos filhos na sua iniciação e desfaz muitas ideias feitas acerca da satisfação sexual: “Trinta por cento das mulheres têm prazer com a penetração, as outras 70% não. O pénis não é o suprassumo da batata em termos sexuais. O clítoris é o que dá prazer. E quem acha que sexo é apenas a penetração não vai longe e é mau de cama.” Para refletir. E você, é bom/boa ou mau/má de cama?

Talvez valha a pena ouvir esta conversa para um tira-teimas. Consideremos este breve texto como um preliminar de uma conversa eloquente sobre sexo, e não só, que inclui uma anedota deliciosa, algumas confissões pessoais e música, música ideal para amar, festejar a dois ou apenas para dançar. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”.

Neste episódio estreamos uma nova rubrica, que poderá ouvir no final da conversa. Chama-se "Toda a gente tem uma história", e é um desafio aos ouvintes para que partilhem também as suas histórias maiores do que a vida, ou tão simples como ela pode ser. Enviem-nos os vossos textos e o vosso feedback para:

bmendonca@impresa.pt