Siga-nos

Perfil

Expresso

A Beleza das Pequenas Coisas

A voz que gritou “demissão” a Passos Coelho condenada a seis meses de prisão: “Se a ideia é amedrontar, vão causar revolta"

Duas semanas depois de Ana Nicolau ter sido condenada a seis meses de prisão por ter gritado quatro singelas palavras, “demissão” e “metes nojo ao povo”, na Assembleia da República, no dia 11 de março de 2015 (ou ao pagamento de uma multa de 1440 euros), a realizadora e ativista recebeu-nos em sua casa, abriu uma garrafa de vinho e brindou “à liberdade de expressão”. Garantiu que vai recorrer e que não está só. “Fui pelos outros. Os outros somos nós e nós somos os outros.” Uma conversa para ouvir neste episódio do podcast "A Beleza das Pequenas Coisas", onde se fala também de música, cinema e de sonhos

Bernardo Mendonça

Bernardo Mendonça

Entrevista e ilustração

Jornalista

João Santos Duarte

João Santos Duarte

Edição sonora

Jornalista

Carlos Paes

Carlos Paes

Grafismo animado

Infografia

A realizadora não quer ser chamada heroína, diz-se emocionada com a onda de solidariedade que tem recebido, com as ofertas de dinheiro, de testemunhos, de apoio e força. Percebe que a sua luta é a de muitos. “Isto é muito maior do que eu. Eu sou só uma pessoa, o meu nome foi tirado do chapéu.” Diz que é uma voz entre tantas que sofreram com o governo anterior e que quis fazer-se ouvir, com mais uma dezena e meia de pessoas, quando soube que Passos Coelho tinha dívidas à Segurança Social. O juiz que a condenou, elogiou-a também. Considerou-a “uma cidadã politicamente empenhada” e “preocupada com o bem-estar da comunidade”. Ana considera a lei caduca.

“Prisão!? Mas lembram-se do que veio a lume sobre este senhor primeiro-ministro?” Na conversa tida neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”, Ana Nicolau não fala só de política, mas também da sua paixão pelo cinema, pela música — chega mesmo a tocar guitarra e a revelar uma voz muito bonita — e o seu enorme gosto e curiosidade pelos outros. “Apaixono-me pelas pessoas com muita facilidade.” Ouçam-na.

Este programa pode ser ouvido também no iTunes.