Siga-nos

Perfil

Expresso

Podcasts

Comissão Política, episódio 1: Vamos ser francos sobre Tancos

Na primeira reunião oficial do podcast de política do Expresso, não há como fugir às autárquicas, que estão por dias; à proposta de nova lei de bases do SNS feita por João Semedo e António Arnaut, que vai marcar a próxima sessão legislativa; e à polémica de Tancos, que se arrasta há três meses. E há um fungagá da bicharada que não nos sai da cabeça

Assinar o Comissão Política no iTunes: http://apple.co/2xyiBtt
Assinar o Comissão Política no Soundcloud: http://bit.ly/2xRihca
Se usar Android, basta pesquisar Comissão Política na sua aplicação de podcast

Depois do número zero da semana passada, este é o arranque oficial da Comissão Política, o podcast de política do Expresso. Pedro Santos Guerreiro, Luísa Meireles e Rosa Pedroso Lima não fogem à polémica da semana, que colocou o Expresso no centro das atenções - o relatório sobre Tancos, muito crítico para o ministro da Defesa, que foi a nossa manchete de sábado. Que documento é este?, quem o produziu? porque razão o Expresso não o divulga na íntegra?, e mais uma mão-cheia de perguntas (e respostas) sobre o episódio mais recente de uma novela que já tem três meses e continua envolta em mistério.

Ainda falamos do impacto das eleições autárquicas, e em particular a disputa feroz que está a acontecer à esquerda, e da proposta para o regresso do Serviço Nacional de Saúde à esfera exclusivamente pública, que será o teste do algodão para as convicções de esquerda do Governo.

No episódio gravado durante a manhã de terça-feira, 26 de setembro, não falta a rubrica “Isto não me sai da cabeça”. Há nazis, percevejos e outros animais.

A moderação deste episódio é de Filipe Santos Costa, a edição multimédia é do João Santos Duarte e a imagem é do Tiago Pereira Santos (não, não são todos primos).

  • Comissão Política, episódio 0: Este país não é para lixo. E é para Relvas?

    Bem-vindo ao podcast da secção de Política do Expresso. As entrevistas a Miguel Relvas e a Arménio Carlos são pontos de partida para a análise dos jornalistas às eleições autárquicas, à negociação do Orçamento do Estado e aos efeitos políticos da melhoria do "rating". E ainda há espaço para coisas que não nos saem da cabeça...