Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Podcasts Expresso

    Cultura, política, economia, sociedade. Acompanhe com estes podcasts alguns dos melhores debates da rádio e da televisão. Para ouvi-los nos seus dispositivos móveis e no computador, copie e adicione o seguinte URL à sua aplicação de podcasts: http://bit.ly/1TnvM3J

  • PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia conduzem um programa sobre a atualidade cultural feito em parceria entre o Expresso e a rádio Radar

  • A beleza das pequenas coisas

    Conversas pelo país conduzidas por Bernardo Mendonça com as mais variadas personagens que contam histórias maiores do que a vida. Ou tão simples como ela pode ser

  • Conselho de Diretores

    Conselho de Diretores: meia hora para perceber o que acontece e saber o que pode acontecer – e muitas vezes também para rir com as nossas graças e desgraças. É um programa para ouvir e repetir: todas as quintas-feiras pelas 23h30, em direto na Renascença, ou todas as sextas em podcast, a análise da atualidade política, económica e social, com o painel composto por Graça Franco, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro, sob a moderação do jornalista José Pedro Frazão. Uma parceria entre a Renascença e o Expresso

  • F5

    Histórias cheias de gente, contadas pelos repórteres do Expresso que não quiseram, ou não conseguiram, esquecê-las

  • Olga Roriz: “Vou dançar para sempre. Prefiro morrer num estúdio a ensaiar um aluno do que em casa”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Há cerca de três anos, a coreógrafa Olga Roriz, quando completava 60 anos de vida, 40 de carreira e 20 da sua companhia de dança, adoeceu. O corpo de bailarina com o qual sempre fora capaz de tudo revelou-se frágil. “Durante meses perdi o meu poder físico. E isso foi horrível. Foi na natação que redescobri esse poder. E a dança curou-me.” Olga ergueu-se dessa dura batalha e mostrou a fibra de quem decidiu dançar até ao fim. Na sua última criação, “Antes que Matem os Elefantes”, falou do drama da Síria e prepara-se para regressar ao tema na próxima coreografia, “Síndrome”, com estreia marcada para 30 de junho, no Teatro São Luiz, em Lisboa. “A guerra deixa-me zangada.” Numa conversa confessional, Olga fala do ‘fantasma’ da idade, das ‘demasiadas paixões’ que viveu, da solidão, da eterna comparação com a alemã Pina Bausch, das músicas que a acompanham e dos sonhos e vontades que ainda tem. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • “A única coisa de que me arrependo é de não ter estado à altura da pessoa que encontrei na minha vida e que a marcou para sempre”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    O filósofo Eduardo Lourenço, um dos maiores pensadores do nosso tempo, abre o livro da sua vida. Fala do passado, do seu grande amor, o gosto pela música, pelo cinema e comenta o futuro do país, da Europa e do mundo com uma lucidez, rapidez de raciocínio e vigor raros. Lourenço, que foi distinguido o ano passado com o prémio Vasco Graça Moura e é conselheiro de Estado do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa revela ainda um encantamento com Catarina Martins e Mariana Mortágua, “pequenos Fidel Castros”. No dia em que faz 94 anos, o Expresso republica esta conversa íntima para ouvir no podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Ricardo Robles, candidato do BE a Lisboa: “Lisboa está uma cidade-montra. Qualquer dia estarão turistas a fotografar turistas”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Robles, uma das vozes mais críticas do atual presidente da autarquia, Fernando Medina, acusa-o de estar a expulsar os lisboetas do centro para a periferia por “uma gula” económica e um “descontrolo” que está a dar lugar a cada vez mais hotéis e turistas. Considera um erro as propostas do PS e de Assunção Cristas para a expansão do metro e propõe como estações prioritárias Campolide, Campo de Ourique, Alcântara, Belém e Ajuda. Até agora pouco se sabia sobre Robles. Numa conversa descontraída, fala da nova aventura de ser pai de duas crianças pequenas, do gosto por andar de bicicleta na cidade, do fascínio pelo mar, da paixão pelo Benfica, do prazer das viagens [e recorda aquela que o levou durante três meses a percorrer a América do Sul] assim como das músicas que o acompanham. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Os criadores do ‘Jovem Conservador de Direita’: “Havia muita direita com medo de uma ditadura do tipo Coreia do Norte. E esticámos a corda”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Os três inventores do colunista Jovem Conservador de Direita desvendam pela primeira vez a personagem, revelam os políticos em que se inspiraram, os ódios gerados e a desinformação criada nas manifestações antigeringonça. Para ouvir neste episódio do podcast "A Beleza das Pequenas Coisas"

  • PBX: O que é National é bom e as “Sementes” continuam a florir

    PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia

    Esta semana no PBX (parceria Expresso/Radar), Lovely Creatures, o Best of de Nick Cave e os Bad Seeds que junta em cd, dvd e num pequeno livro, 30 anos de música de um nome que nos continua a surpreender. Destaque ainda para "Uma Discussão com 50 Anos", o documentário de Martin Scorsese e David Tedeschi sobre a New York Review of Books. Ainda na música, saudamos o regresso dos National que tocam no Coliseu dos Recreios a 28 de Outubro

  • O grande dilema: mostrar o que nunca foi visto em Fátima

    Podcasts

    Joana Beleza

    Uma grande fotografia é sempre uma espécie de um milagre: "Tu tentas, tentas, tentas. E há um momento em que tudo se conjuga: a luz, o momento, o enquadramento". Cem anos depois das aparições, o grande mistério de Fátima é um dilema para os jornalistas. Que histórias é que ainda se podem contar na Cova da Iria? E que fotografias do santuário ainda conseguem surpreender-nos?

  • Júlia Pinheiro: “‘A Noite da Má Língua’ deixou-me uma bactéria perigosa. Acredito no lado justiceiro da televisão”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Foi há 23 anos que Júlia Pinheiro apresentou o programa que dessacralizou a forma como se falava da classe política na televisão, ao lado de um painel de ilustres personagens de cabeça fascinante e língua afiada. Eram eles Miguel Esteves Cardoso, Rita Blanco, Rui Zink e Manuel Serrão. “A pena que eu tive de não haver ‘A Noite da Má Língua’ agora, com os escândalos todos dos bancos. Doeu-me tanto...”. Uns bons anos antes, foi a visita do Papa João Paulo II a Lisboa, e em particular o fascínio de observar o repórter que o acompanhava, que a fez trocar a antropologia pelo jornalismo. Ao longo do seu percurso já fez um pouco de tudo na rádio e na ‘caixinha mágica’. Do ‘trash’ ao jornalismo justiceiro, aquele que muda vidas, como o que faz diariamente no programa “Queridas Manhãs”, na SIC. Júlia é a nossa Oprah. Mas sem poder entregar carros ao público. “Não temos essa escala. Mas quando consigo resolver alguns problemas dos meus entrevistados vou mais contente para casa.” Nesta conversa, Júlia fala das suas escolhas, do passado, dos filhos e das ‘armadilhas’ da maternidade, do futuro da televisão, das músicas que a acompanham e do que ainda sonha fazer. “Num programa sem palmas e sem [ter de anunciar o número] 760, eu era muito feliz.” Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Bagão Félix: “A política felizmente não foi trampolim para nada. Depois de ministro nunca mais recebi qualquer convite”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Há doze anos que Bagão Félix está afastado da política. Foi ministro da Segurança Social e das Finanças nos governos de Durão Barroso e Santana Lopes e é com orgulho que diz não ter tido nenhum ‘tacho’ decorrente dessa experiência. Mas assume que pagou um preço: “Fiquei com uma marca de ministro das Finanças. É a consequência das regras do monopólio”. Amante do mistério da botânica, em particular das árvores, Bagão Félix encontra na sua quinta no Alentejo o melhor lugar para se ouvir melhor. Apaixonado pelo Benfica, tem um papagaio chamado Pelé que com ele aprendeu a cantar “A Marselhesa”. E para as suas netas é o “avô enciclopédia”, o avô que sabe tudo. Até contar anedotas, que nos conta também. “Sou um eterno curioso. A curiosidade é a única coisa que não envelhece connosco. Espero morrer na busca de uma última curiosidade.” Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza Das Pequenas Coisas”

  • PBX: Vem aí a biografia de Molina, o norte-americano e uma mulher sueca, que também é portuguesa

    PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia

    No PBX (parceria Expresso/Radar) de hoje, um génio musical atormentado por muitos fantasmas e que o mundo mal conheceu: Jason Molina morreu em 2013 e daqui a dias sairá a sua biografia autorizada : Riding with a Ghost. No PBX falamos ainda de "O meu outro país" da sueca Solveig Nordlund (naturalizada portuguesa), documentário sobre os 50 anos da vida da realizadora por cá