Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Podcasts Expresso

    Cultura, política, economia, sociedade. Acompanhe com estes podcasts alguns dos melhores debates da rádio e da televisão. Para ouvi-los nos seus dispositivos móveis e no computador, copie e adicione o seguinte URL à sua aplicação de podcasts: http://bit.ly/1TnvM3J

  • PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia conduzem um programa sobre a atualidade cultural feito em parceria entre o Expresso e a rádio Radar

  • A beleza das pequenas coisas

    Conversas pelo país conduzidas por Bernardo Mendonça com as mais variadas personagens que contam histórias maiores do que a vida. Ou tão simples como ela pode ser

  • Conselho de Diretores

    Conselho de Diretores: meia hora para perceber o que acontece e saber o que pode acontecer – e muitas vezes também para rir com as nossas graças e desgraças. É um programa para ouvir e repetir: todas as quintas-feiras pelas 23h30, em direto na Renascença, ou todas as sextas em podcast, a análise da atualidade política, económica e social, com o painel composto por Graça Franco, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro, sob a moderação do jornalista José Pedro Frazão. Uma parceria entre a Renascença e o Expresso

  • F5

    Histórias cheias de gente, contadas pelos repórteres do Expresso que não quiseram, ou não conseguiram, esquecê-las

  • “Era muito difícil conseguir dizer: foste tu, rio, o assassino”

    F5

    Joana Beleza

    Tábua, centro interior do país, ano de 1993. Um passeio no campo acaba em tragédia: cinco crianças e professora do jardim de infância morrem afogadas no rio Alva. Abre-se uma ferida na terra e no interior de muitas famílias. Vinte e quatro anos depois, um fotojornalista é confrontado com a memória dessa ferida e volta a arrepiar-se como da primeira vez. Pelas imagens que captou – e pela fotografia que não conseguiu tirar. “Eu via aquelas crianças e só pensava: podia ser o meu filho, podia ser o meu filho”

  • Gisela João: “Cada vez que canto estou a lamber as minhas feridas. E espero lamber também as feridas dos que me ouvem”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Quem ouvir esta conversa corre o risco de ficar tomado pela voz desta mulher e da sua simplicidade, também ela complexa. Foi há dois anos que Gisela João pisou pela primeira vez os palcos dos Coliseus. Mas, antes, esta minhota de Barcelos lançara o seu primeiro disco (2013), que foi logo um espanto, e recebeu um aplauso generalizado que lhe ditou o destino: viver todas as vidas através do fado. Em palco, os sapatos saem-lhe depressa dos pés, para o sentimento ser mais livre. No próximo dia 31 sobe ao palco do Coliseu do Porto e a 7 de abril estará no Coliseu de Lisboa para apresentar o seu último disco, “Nua”. E promete dar-se por inteiro. “Quero que seja uma festa. Que as pessoas fiquem felizes pra ‘carago’. Que aconteça fado!”. Neste encontro, Gisela revela o que lhe vai na alma, recorda a infância, os escapes, os prazeres, os talentos ‘do cacete’ e o que a move na vida. Tudo isto neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • PBX: Um novo rumo é mais difícil do que se pensa. Seja para uma pessoa ou para um país

    PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia

    O PBX (parceria Expresso/Radar) foi ao cinema ver "Aquarius" de Kleber Mendonça Filho, um filme de resistência que nos mostra uma poderosa Sonia Braga. "Divorce" é a série da HBO que se podia ficar por ter Sarah Jessica Parker mas de quem nós gostamos mesmo é de Thomas Haden Church o actor que faz de Robert, a personagem mais irritante da década. Na música, o regresso dos Spoon e de Manuel Fúria com os Náufragos.

  • Isabel Moreira: “Eu só quero ser um espírito livre. E pago o preço disso com a solidão. Os homens têm medo de mulheres livres”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    É uma mulher corajosa, lutadora, afirmativa, que vive permanentemente atormentada com os problemas de uma multidão de gente que espera que ela abra caminho para um país mais livre, sem preconceitos. “Luto todos os dias por uma sociedade menos sexista e homofóbica. A luta pela igualdade é aditiva. Entranha-se na pele. É um comboio que se apanha para a vida. É para sempre.” A deputada socialista Isabel Moreira recorda como foi crescer à esquerda numa família conservadora de direita e como ganhou o gosto pela política por causa do pai, o histórico democrata cristão Adriano Moreira. Uma conversa de verdade, onde Isabel recorda a infância, o que a levou à política, a solidão que vive, o passado de violência que ainda a atormenta, o prazer pela escrita, pela dança e as músicas que a levam a agitar-se na pista como se a vida estivesse para acabar. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • PBX: A troika em 112 minutos de filme e os 50 anos da banana roqueira mais famosa do mundo

    PBX

    Inês Meneses e Pedro Mexia

    Há 40 anos que fazem música: são os americanos The Feelies e acabam de editar um novo disco. No PBX (parceria Expresso / Radar), fomos ao cinema ver a reflexão de Marco Martins sobre a entrada da Troika em Portugal: São Jorge é ou não um filme político? E Pedro Mexia lembra ainda os 50 anos da banana mais famosa do rock’n’roll: a dos Velvet Underground

  • Lena d’Água, a alma danada: “Desculpem lá se não morri jovem e bela”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    De símbolo sexual do rock português dos anos 80 ao recato de uma aldeia no meio da natureza, passou uma vida. Muita coisa mudou, mas a voz doce e cristalina mantém-se intacta, assim como o seu jeito livre e desalmado de ser. Deu que falar nas últimas semanas por ter arriscado concorrer ao Festival RTP da Canção, o que representou para si uma espécie de “renascimento”. Mote para uma conversa que percorre os loucos anos do rock, os vícios, os amores e os desejos: “Vou gravar um disco e ainda quero encher o Coliseu. A idade é mais um assunto na cabeça dos outros do que para mim”

  • Como esta fotografia mudou a vida desta mulher

    Podcasts

    Joana Beleza

    Fátima Medeiros enfrentou a câmara fotográfica antes de enfrentar o espelho. Vimo-la antes de ela se ver a si própria, depois de operada, sem um peito. Quando a fotografia saiu, um telefonema mudou a sua vida. Bem-vindos ao podcast F5: histórias cheias de gente, contadas pelas pessoas que as viveram – e pelos repórteres que as contaram e não quiseram, ou não conseguiram, esquecê-las

  • Rita Blanco: “Enquanto vivo outras vidas distraio-me da minha própria morte”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    É uma das nossas melhores atrizes. Ao longo do seu caminho já foi muitas mulheres no cinema, no teatro e na televisão . “Estou velhinha de viver tantas vidas tão intensamente.” Fora dos palcos, Rita Blanco detesta as máscaras dos outros — a ‘teatra’ do quotidiano — e usa o humor para as desarrumar, para lhes encontrar um lado mais genuíno. “As pessoas protegem-se demasiado, raramente são verdadeiras. E quando não consigo comunicar com elas sai-me o ‘alien’ e fico disparatada e provocadora.” Aos 54 anos, a atriz diz que largou carga e está mais serena. “Já não me preocupa o que os outros acham de mim, nem preciso ser amada por todos. Já só preciso de poucas pessoas e poucas coisas perto de mim”. Uma conversa de verdade, que passa pelas angústias de ser mãe de uma adolescente, o amor aos animais, a tristeza pelo fim do Teatro da Cornucópia ou o momento em que esteve prestes a ser apresentada como a nova ‘chica’ para o realizador Pedro Almodôvar. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”