8
Anterior
Conferência "Na senda das Exportações e da Internacionalização"
Seguinte
PME Empresas e o Futuro
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Economia  >  PME Empresas e o Futuro  >   PME: inovação é alavanca da competitividade

PME: inovação é alavanca da competitividade

Na conferência "PME - as empresas e o futuro", uma iniciativa Exame/Banco Popular, ficou patente a mensagem de que procurar mercados externos é uma condição vital para as empresas em tempos de crise. Também é preciso, no entanto,apostar na inovação, sublinharam os convidados.
|


A revista Exame e o Banco Popular associaram-se para um segundo ciclo de conferências, este ano subordinado ao tema "PME: as empresas e o futuro", que vão decorrer em cinco pontos do país.A internacionalização é o principal ponto do debate.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados
Inovação e os asnos
Cada vez tenho menos paciência para estas modas da gestão e da economia. Nos últimos 10 anos é a "inovação", remédio para todos os males. Antes foi a "reengenharia". Antes disso foi outra coisa qualquer. Em paralelo, mudamos do "big is beautiful" para "small is beautiful". Das "fusões e aquisições" e "integração vertical" para o "concentrarmo-nos no nosso core business". São só palavras mais palavras. Quase todas praticamente desprovidas de significado, ditas por pessoas que não percebem nada do assunto enquanto outras centenas abanam a cabeça como asnos.

Especificamente em relação à "inovação": isso é puro sebastianismo. Esperar que algo "novo e diferente" vai salvar o país. Na maioria das indústrias, Portugal não tem que inventar nada, só tem que recuperar o atraso que ainda tem. Olhar para os países que são melhores do que nós e copiarmos. Em especial na administração pública onde a qualidade dos serviços ainda é muito baixa na maior parte das áreas.

Já irrita ver cada papelaria ou restaurante a dizer que é "extremamente inovador" enquanto os políticos e os opinion makers aplaudem.

Antes de sermos criativos, temos que ser competentes. E eu preferia se em Portugal se lutasse muito mais para sermos competentes. E em relação à inovação e criatividade, deviam ser menos publicitadas e mais verdadeiras. É que não há nada de criativo em passarmos a vida a dizermos que somos creativos...

Cmps,

António

oreivaivestido.blogspot.pt
Re: Inovação e os asnos
Re: Inovação e os asnos
O QUE NÃO PODE SER APOSTA É O ROUBO
Roubar o erário público sem criminalização e penhora de bens pessoais é o que falta à quadrilha Socratina protegida por tudo e todos

www.youtube.com/watch_popup?v=CwFajqUQ3Lo&vq=large
Sem palavras
www.youtube.com/watch?v=GYHMC_itckg&feature=youtu.be
ou muito me engano...
é tudo muito bonito no papel e nas intenções... mas quando falam assim com tanto entusiasmo,,,hum...ou muito me engano ou é como quando as firmas ou empresas dizem...vamos reestruturar a empresa...e logo...pimba,,, um grupo grande de pessoas para o desemprego e as que ficam que trabalhem o dobro para compensar as saídas. infelizmente a maior parte, não todas claro, mas uma grande parte das medias e grandes empresas acha que crescer e modernizar é despedir um grande numero de pessoas, baixar os ordenados e fazer das que ficam na empresa praticamente escravas!! vejam as empresas nórdicas e outras, quando os empregados são bem pagos e tenham um bom ambiente de trabalho todos ganham, e não só em na questão financeira. aqui valorizasse a exploração pela exploração!!
"inovação é alavanca da competitividade"
Giro o título...mas no video, será que alguém deu um exemplo de inovação?
Treta
À semelhança do que já foi dito... é só treta e conversa da chacha. Não dá filhos nem gera resultado. Ráispárta mais os yuppies e a mania dos soundbytes sem conteúdo.
Comentários 8 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub