Pinterest: a rede social do momento já vale 1,2 mil milhões

Sem experiência na área do empreendedorismo, Ben Silbermann e Evan Sharp criaram o Pinterest, um inovador site de partilha de conteúdos, atualmente avaliado em cerca de €1,2 mil milhões
|
O site organiza os conteúdos como uma coleção de notas num quadro.

Com 20 milhões de visitantes por mês e um capital financeiro a rondar os €113 milhões, o Pinterest assume-se como um dos sites mais em voga no atual panorama das redes de partilha. Particularmente popular nos EUA e na Ásia, a página permite visionar os principais interesses dos utilizadores de forma original e já está avaliada em €1,2 mil milhões.

Na sua infância Ben Silbermann tinha como passatempo colecionar de tudo um pouco, de selos a insetos. Quando se candidatou para o ensino superior, estudou medicina e ciência política em Yale tendo ido posteriormente trabalhar para Washington como consultor. Não parece o perfil estereotipado de um futuro criador de uma das mais promissoras start-ups de Sillicon Valley, mas é mesmo.

A leitura de um artigo sobre o ambiente de inovação que se vivia na cidade da Califórnia alimentou-lhe a imaginação e levou-o a abandonar a abandonar a estabilidade da capital por um trabalho na base da Google. Nascia o caminho para a criação do Pinterest.

Subida exponencial


O site tem as suas origens em 2009, quando Ben Silbermann se juntou a Evan Sharp, antigo estudante de arquitetura, com a ideia de criar uma página em torno de um layout que permitisse ir afixando pequenas notas como se de um tradicional painel de madeira se tratasse.

Porém, o arranque foi complicado e após 9 meses o site tinha apenas 10 mil utilizadores, muitos sem visitar regularmente. Uma laboriosa modificação que só terminou em 2010 resultou na imagem que hoje represente o sucesso da página.

Quanto ao próximo passo financeiro os fundadores não revelam as suas intenções, embora deixem indícios que por enquanto o importante é consolidar o Pinterest no seio dos pesos pesados das redes sociais. Um caso a acompanhar.