84
Anterior
"Notoriedade do Pingo Doce sai reforçada"
Seguinte
Quer trabalhar debaixo de um autocarro?
Página Inicial   >  Economia  >   Pingo Doce anuncia mais promoções

Pingo Doce anuncia mais promoções

Pingo Doce garante que levará a cabo mais "ações comerciais" como a de ontem e negou a prática de dumping com a promoção de 50% de desconto.
Lusa |
Lojas do Pingo Doce encheram no feriado
Lojas do Pingo Doce encheram no feriado / Paulo Novais/Lusa

O grupo Jerónimo Martins considera que a "ação comercial" que provocou no feriado de terça-feira uma corrida às suas lojas Pingo Doce foi "conseguida" e é uma das várias iniciativas do género previstas para este ano.

Em resposta por escrito a questões colocadas pela agência Lusa, uma porta-voz diz que o objetivo deste tipo de ações comerciais do grupo é "reforçar as oportunidades de preço para os consumidores portugueses e, assim, apoiá-los na gestão de um orçamento familiar cada vez mais pressionado".

Negando que se tenha tratado de uma ação de dumping - venda de produtos por preço inferior ao seu custo -, a mesma responsável disse que o que ocorreu foi a "oferta de uma vantagem aos consumidores" com compras de pelo menos 100 euros.

ASAE investiga


No entanto, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou que está a investigar se houve infrações, nomeadamente dumping.

A iniciativa, anunciada no próprio dia e apenas no interior das 369 lojas da marca no continente e na Madeira, levou a uma corrida dos consumidores para conseguirem o desconto de 50% praticado nas compras superiores a uma centena de euros.

A grande afluência provocou pelo menos 50 situações, incluindo desacatos e agressões, em que foi pedida a intervenção da PSP e registaram-se mesmo dois feridos nessas ocorrências, segundo dados revelados pela própria polícia. A empresa chegou a anunciar o encerramento das lojas antes da hora prevista.

Esta foi o segundo ano consecutivo em que a rede Pingo Doce abriu as portas no dia 1 de maio, por ser "um feriado em que o maior número possível de pessoas poderia beneficiar de uma proposta muito diferenciadora" e "não, obviamente, por tratar-se do Dia Mundial do Trabalhador", acrescenta a porta-voz Rita Fragoso.

"Primeira de outras ações comerciais que o Pingo Doce levará a cabo este ano"


Reconhece que a iniciativa gerou "grande interesse e entusiasmo" nos consumidores e provocou uma afluência às lojas que superou "em muito" as expectativas do grupo de distribuição alimentar.

"Não houve falta de planeamento, registando-se acima de tudo os efeitos expectáveis de uma concentração massiva de pessoas a comprarem, em média, muito mais do que habitualmente, o que gerou maior demora nas caixas de pagamento", acrescenta, anunciando que "esta foi a primeira de outras ações comerciais que o Pingo Doce levará a cabo este ano".


Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 84 Comentar
ordenar por:
mais votados
Falta o contra-ataque do tio Belmiro
Agora, o Continente tem de fazer um Domingo a 60% pelo menos...

Só tem de esperar para o fim do mês, para o pessoal que ainda tem emprego receber outro ordenado, e os desempregados mais um subsídio.
Na GUERRA entre Tubarões, quem se safa é carapau
Re: Na GUERRA entre Tubarões, quem se safa é carap
Mudem de "aquário"
Re: Mudem de
Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuita
« Pingo Doce anuncia mais promoções »

Agora já não vai haver protestos dos sindicatos...

Os sindicalistas já estão preparados para ...aproveitarem as promoções!!!

Até os fiscais da ASAE, vão estar atentos para serem os primeiros a receber os descontos.
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Re: Pingo Doce: mas que grande publicidade gratuit
Isto ainda vai acabar mal
Isto ainda vai acabar mal.

Quero ver se nestas lutas intestinas por migalhas e pedaçõs de pão , se alguem morrer , se o Pingo Doce paga o funeral.
Mas o Sr. é cangalheiro?
Parece que ficou triste
Respeito ao dia sagrado e ao PCP
Para alguns cerebelos a "populaça" (ou zombies; termos usados pela nossa esquerda chique para designar o povo que tanto nojo lhes provoca) merecia era umas vergastadas.
Em vez de irem para o Rossio com bandeiras vermelhas, bonés e camisolas com a fotografia do Guevara estampada e lançar umas pedras contra o MacDonald's e contra a polícia, foram tratar das suas vidas e orientar as suas carteiras.

Ao menos a Igreja ainda reconhece que está a perder fiéis. O PCP e o BE insistem em obrigar as pessoas a guardar devoção a um dia que pouco ou nada lhes diz para além de proporcionar um dia sem trabalho.

A Igreja pede o jejum e abstinência na Quaresma. Estes pedem pedras à polícia e ao MacDonald's no dia 1 de Maio.
Mas a "populaça", ingrata, prefere saber da sua vida e despreza cada vez mais estes politiqueiros da onça.
Re: Respeito ao dia sagrado e ao PCP
Re: Respeito ao dia sagrado e ao PCP
Re: Respeito ao dia sagrado e ao PCP
Re: Respeito ao dia sagrado e ao PCP
O melhor comentário de todos
a esta ação foi a da Assunção Cristas que disse o seguinte (e passo a citar a notícia do Público):

«A Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, disse esta quarta-feira que o Governo tem planos para criar novas leis para regular promoções inesperadas e alterações de contratos entre fornecedores e a grande distribuição que não ficam formalizadas por escrito.

Na comissão parlamentar de Agricultura, Assunção Cristas disse que a campanha do Pingo Doce no 1º de Maio é a prova de que as grandes cadeias do comércio alimentar têm capacidade financeira para suportar a nova taxa, já aprovada pelo Governo.»

A única coisa que me apraz acrescentar é que se esta estúpida taxa sempre for para a frente, então NÃO PODEMOS ACEITAR QUE O SEU CUSTO SE REFLICTA NOS PRODUTOS QUE O CONSUMIDOR COMPRE, mas que sejam as grandes superfícies a pagá-lo, já que podem estar sempre a fazer promoções e coisa e tal.
Meus caros Belmiro e Alex: SEJAM COERENTES POR UMA VEZ NA VIDA, ok? O consumidor agradece!
Concordo consigo
Para que serve «um país»?
Será que Alexandre Soares dos Santos vai chamar a polícia holandesa quando houver mais desacatos? Ou vai chamar a polícia do país onde ele não quer pagar impostos?
Venham elas!
Mas desta vez anunciem na TV.
É que ainda ficou muita gente de fora...

Ah! E já agora, façam-nas durante 3 dias, para evitar tantos empurrões!!
É impressionante a falta de informação
que se passa por aqui. Continuam com a ideia que a Jerónimo Martins não paga os impostos cá, é o que dá falar sem saber. A sede fiscal da JM continua em Portugal, logo, paga os impostos respectivos. Também não se vê tanta alergia com a Galp, CGD, Mota-Engil, Portucel, Sonaecom, entre outras. (Sim, também estão na Holanda... quem diria. Vá, tudo a deixar de usar produtos e serviços de todas estas empresas).
Segundo a esquerda é preciso taxar mais os empresários e grandes empresas até ao tutano. Depois, se eles procuram melhores condições (já que são empresas, vivem do lucro, uma vez que não são a Santa Casa), já são uns cobardes e Portugal precisa deles.
Não percebo a aflição de alguns trouxas, perdão, partidos de esquerda com esta questão, a sério. A restauração sempre esteve aberta no dia 1 de Maio, e NUNCA os vi queixarem-se. Depois é o costume, se fazem um desconto pequeno, é porque estão a gozar com as pessoas. Se fazem descontos maiores é porque fazem dumping, são vigaristas e não sei o quê.
Eu não fui ao Pingo Doce, porque não precisava. Agora, já dizia outra pessoa "Para o peditório das ideologias (patronato/esquerda/direita/ raio que os parta) já dei à muito tempo.O que eu quero é dar de comer ao meu filho e ajudar a minha esposa e para isso que venham os descontos (de preferência sem talões, nem complicações) que eles dão uma grande ajuda no orçamento!"
Quando à mentalidade dos partidos de esquerda, deviam experimentar abrir os olhos e ver em que mundo vivem.
Achegas
Re: Achegas
Imagine
Re: Imagine
E no outro dia volta lá
Re: E no outro dia volta lá
Perdeu dinheiro pelo caminho dos 50%
Re: Perdeu dinheiro pelo caminho dos 50%
Re: Perdeu dinheiro pelo caminho dos 50% (actualiz
Promoçōes da 100%
Só espero que a próxima promoção não seja a populaça a entrar-lhes pelas lojas dentro para levar tudo com 100% de desconto...
Ai está a esquerdalha a manifestar-se
Re: Promoçōes da 100%
"Negando...
que se tenha tratado de uma ação de dumping - venda de produtos por preço inferior ao seu custo"
Tipo:
Robin Hood por um dia...
Sheriff de Nothingam 364 dias por ano.

"Não houve falta de planeamento (...)o que gerou maior demora nas caixas de pagamento"
?????????
As palminhas e os améns de tanta besta que aqui comenta...
metem nojo!

Re:
O partido do povo
Primeiro foi isto: "PCP quer que Governo impeça marcas brancas".
DN, de 7 de Janeiro de 2012

Agora esta palhaçada.

Amanhã ainda vão propor a distribuição estatal de senhas para levantamento da ração diária, perdão, da comida nos mercados.

E o mais triste é ver que ainda conseguem ter representatividade parlamentar.
Calculos interessantes...
Peço desculpa em antecipação caso esteja a dizer alguma barbaridade pois não sou especialista sobre este tema... tendo em conta que o Dumping é vender a baixo do preço de custo...

se o Pingo Doce fez 50% de desconto em todos os produtos, sem que para isso tenha entrado numa partica de Dumping, isso so quer dizer que a sua Margem de lucro para cada produto é mais de 100%...

Mais, se o Pingo Doce supostamente tem os preços mais baratos, então nos outros supermercados as margens são ainda superiores...

A verdadeira solução seria uma cooperativa alimentar, mas nesse caso teria o problema que têm muitas lojas, é que a sua dimensão não lhe permitiria ter a capacidade de negociação que as grandes cadeias de supermercados têm.
Na real
o gajo que está à frente do pingo doce apenas está a fazer uma queima de estoques, como é vulgar aqui no Brasil.
Quando há produtos que estão no limite de validade, fazem promoções, para se verem livres do que dias mais tarde iria para o lixo.
Aí cai-lhes o Carmo e a Trindade em cima e esvaziam-lhes as prateleiras, além dos merceeiros da periferia, que carregam as suas e vão vendendo mesmo depois do prazo de validade vencido, porque a fiscalização não é tão intensa.
Esse gajo aí talvez tenho feito a promoção com duplo sentido, esvaziar as prateleiras e evitar que o pessoal fosse para as manifes do 1º de Maio, apoiando a malta do São Bento, a quem mais tarde pedirá favores.
Há sacanas para tudo.
Hipocrisia à Portuguesa!
E o Continente com descontos de 75% em cartão?Já que os 50% são já vulgares?
Quanto ao 1º de Maio,se hà razões para protestar? Sim hà,mas...enquanto se fizer dos sindicatos correia de transmissão dos partidos...a sua credibilidade fica pelas ruas da amargura,o POVO, está FARTO! Se os protestos insidirem,sem cores partidárias,nos verdadeiros cancros do País corrupção ,incompetencia e suspeição de toda a classe PULITICA,justiça que não funciona e quando funciona... exigir VERDADEIRA democracia e não esta DITADURA partidária corrupta até à medula,redução de mordomias e deputados ,penalizaçlão criminal dos PULITICUS que arruinaram o País,então teriam certamente uma adesão do POVO! Assim... não vamos lá!
Retirado do blog "Delito de Opinião"
"No 1º de Maio a Feira do Livro estava cheia de gente que se acotovelava nos corredores, procurando beneficar de promoções elevadas, várias vezes superiores a 50%, em stands onde trabalhavam diversas pessoas durante longas horas. 1º de Maio, pessoas a trabalhar, caos generalizado, promoções vistosas, aparente "dumping" das editoras. Nem uma palavra - uma - nas redes sociais, nos jornais, nos media, nos blogs. Porquê?"
Comentários 84 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub