48
Anterior
Alberto João Jardim critica OE e discursos do 5 de outubro
Seguinte
Greve Geral: UGT admite participar
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Economia  >  Orçamento do Estado 2011  >   PIB português deve contrair 1,4% em 2011

PIB português deve contrair 1,4% em 2011

O diretor adjunto do FMI afirmou que o produto interno bruto (PIB) português deverá recuar 1,4% no próximo ano, devido às novas medidas de austeridade. Clique para aceder ao índice do dossiê Orçamento do Estado para 2011
Lusa |
A economia portuguesa deverá sofrer uma contração de 1,4% em 2011, caso sejam levadas em conta as novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo na semana passada, disse hoje o diretor adjunto do FMI
Clique para aceder ao índice do dossiê Orçamento do Estado 2011
 
De acordo com Jorg Decressin, diretor adjunto Fundo Monetário Internacional
(FMI), a economia portuguesa "deverá sofrer um contração de cerca de 1,4 por cento" incluindo as novas medidas. 
 
As novas previsões do FMI antecipam que a economia portuguesa estagne em 2011 sem ter em conta as medidas anunciadas pelo Governo para o Orçamento do Estado para o próximo ano. 

Medidas terão repercussões em 2011 


Apesar de as novas medidas não terem sido incorporadas nas perspetivas de crescimento do FMI para este ano e para o próximo, estima-se que não deverão afetar o crescimento de 2010 mas que deverão prejudicar fortemente o crescimento de 2011. 
 
Na conferência de imprensa do FMI que decorre em Washington, Jorg Decressin afirmou que estas projeções "não incluem" as novas medidas, estimando que estas apesar de não deverem ter efeitos em 2010, terão no entanto "um impacto substancial" na economia portuguesa em 2011. 
 
O FMI aponta hoje que a economia portuguesa deverá crescer 1,1% este ano e estagnar totalmente em 2011, sem incluir as medidas adicionais anunciadas pelo Governo na semana passada, tanto para 2010, como para 2011. 


Opinião


Multimédia

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.


Comentários 48 Comentar
ordenar por:
mais votados
Ou seja...
No próximo fica bem mais que provavel que a divida pública ultrapasse o PIB..

Estes últimos (des)governos conseguiram..com as suas péssimas gestões daquilo que é de todos nós..em duas ou três décadas colocar Portugal literalmente de tanga..e o pior é que o estado do País é tão mau que dificilmente se conseguirá encontrar alguém que pegue nos cacos e reconstrua isto..

E afinal de contas eu estava enganado quando afirmei por diversas vezes que Sócrates (o actual cavador de serviço) andava a cavar com pá e picareta o buraco onde Portugal seria enterrado..e que se não o impedissem trataria de arranjar uma retro-escavadora para fazer o serviço mais depressa...

Estava enganado porque afinal ele já tem a máquina (retro-escavadora) nas mãos..

Depois de em Setembro terem sido emitidas diversas dividas públicas de cerca de mil milhões de euros cada..eis que hoje lá foi mais uma de também mil milhões de euros..a juros incomportáveis para quem vai buscar o dinheiro apenas para despesa..nada de investir no que traga mais valias...

E ainda há quem admire e defenda estes canalhas que continuam a hipotecar o País...

Re: Ou seja...
Re: Ou seja...
Re: Ou seja...
Viera da Silva tem razão..
PIB português deve contrair 1,4% em 2010
O povo português tem de se preparar para fazer sacrifícios. Andamos a gastar mais do que aquilo que produziamos. Acabou o regabofe. Temos de pagar ao merceeiro, porque já não quer fiar mais. Como diz o outro, mal de carro pior de arado. Ou então é pior a emenda que o soneto. Para aqueles que não se cansam de dizer que Sócrates já devia ter tomado estas medidas mais cedo, aqui têm a resposta que afinal não é bem assim. Sejam honestos, porque todos sabem que a situação é muito complicada e equilibrar a balança é muito difícil. Para baixar o défice neste momento não há alternativa e reduzir a despesa ou aumentar impostos tem o mesmo efeito. Estamos a retirar dinheiro da economia, por isso esta arrefece e aumenta o desemprego. Isto não tem nada que saber, até um analfabeto compreende. Só temos duas alternativas, poupar e produzir para exportar, isto se encontrarmos quem nos queira comprar e que possa pagar. O problema é que a maior parte dos outros também não estão melhor.
Re: PIB português deve contrair 1,4% em 2010
Re: PIB português deve contrair 1,4% em 2010
Re: PIB português deve contrair 1,4% em 2010
Re: PIB português deve contrair 1,4% em 2010
Outros dados
O subsídio de desemprego está previsto custar nos próximos 10 anos, cerca de 20 mil milhões de euros.

O plano de obras públicas para os próximos 10 anos, orçava em 15 mil milhões.

Pergunto: não será possível redimensionar o plano de obras, fazendo-o de forma séria e objectiva, visando que muitos dos que estão no desemprego possam vir a almejar um trabalho ?!?

Ou será que no desemprego só estão padeiros e cabeleireiras ?!?!
Re: Outros dados
Re: Outros dados
Re: Outros dados
Re: Outros dados
Re: Outros dados
As " transparências"
O cinto dos Portugueses já não aperta mais: qualquer dia, com tanto apêrto, ficamos transparências.
São as "receitas" do Governo Sócrates-não cura a doença, mas mata o doente.
SÓCRATES
O povo quer trabalhar, porque é que não deixa?
Será que o povo não tem o direito de exigir que também passe fome?
Penso que muita gente vai ter a cabeça a prémio?
Contra a abstenção!

A abstenção devia ser proibida pela Constituição! Refiro-me, obviamente, à abstenção nas votações dos políticos, não dos eleitores.

Os políticos foram supostamente escolhidos para fazer alguma coisa, cumprirem alguma promessa, governarem alguma coisa, apresentarem alguma proposta, etc. Se foram “escolhidos” têm de se afirmar em todas as questões, sim ou não.

A abstenção dos políticos leva o ambiente político para a lama, a intriga, a irresponsabilidade, o desrespeito, a leviandade, o oportunismo, a demagogia, a cobardia, enfim, para quase tudo o que de mau existe na vida política.

A abstenção desresponsabiliza os políticos que se abstêm. Permite esta lama nojenta em que andamos há muito tempo. O político que se abstém é um irresponsável ou, como disse alguém, um inimputável.

A abstenção é contra a alternativa, permite esconder-se, não se assumir. Abstém-se hoje para poder continuar a insultar amanhã.

OE2011. Quem se abstiver vai ser um exemplo disto que agora se descreveu. Querem ver?
Com 3 letrinhas apenas, se escreve a palavra FMI
Como é que esses gajos do tal FMI sabem da nossa vida?

Primeiro, porque não temos Produto Interno; todos os Produtos que consumimos vêm de fora. Esses tais Produtos Brutos, deixamo-los para os bárbaros do norte; principalmente os alemães é que produzem esse material aBrutalhado.

Nós, no máximo, teremos PIF - Produto Interno Fino - A nossa especialidade são Serviços Finos

Em Portugal, providenciámos o desemprego, para todos o trabalhadores de Produto Interno Bruto. Qualquer português que se preze é investigador. E Doutorado. Diga-se de passagem que deixámos de ter escolaridade obrigatória, mas sim, universidade obrigatória. Quem não a fizer a mal, faz a bem.

O aluno não estuda? Não vai às aulas? Pois bem, temos um castigo inovador: passam de ano. É verdade… que maior castigo pode haver? Um aluno que queira emburrar, não consegue – sai contrariado mas diplomado.

E se refilar muito, toma lá: fica com um MBA (que não sei exactamente o que é, mas toda a gente tem). Caso se arme em estúpido, toma: pespega-se com o Mestrado. Os casos mesmo difíceis, resolve-se com Doutoramento. E de castigo, fazem-no no ISCTE.

Esta política de ensino, foi o que permitiu estarmos em primeiro lugar no PIF mundial.

Por tudo isto se vê que esses gajos do FMI não sabem nada

PS. E a próxima vez, só aceitamos recados do Director. Adjuntos, estão ao mesmo nível do que o então Primeiro-Ministro Cavaco Silva chamava aos Secretários de Estado: ajudantes

Já esperado
Portugal continua assim a divergir da média de crescimento económico da UE há mais de uma década, com tudo o que isso representa: deterioração cada vez maior do nível de vida, quebra do investimento público e privado, mais desemprego, mais pobreza, mais desigualdades sociais, mais inequidade fiscal como será constatável no próximo OGE2011.
Não venham os arautos do costume dizer que a culpa de tudo isto é da crise internacional, dos efeitos da globalização e do ignóbil capitalismo financeiro. Já estariamos em crise há mais de 20 anos!!!
Para esse peditório de desculpas de mau pagador, já todos demos! Já todos demos para políticos incompetentes e irresponsáveis que nos têm governado com base nas manobras de propaganda e do eleitoralismo exacerbado.
BASTA !!!
Só 1,4%!!!!!!!!!!!!!!!!
O povo português ainda não está bem ciente das repercussões que irá ter o plano de austeridade do Governo, se for aprovado, na economia portuguesa!!!!!

O desemprego vai aumentar, as falências das empresas de serviços com forte percentual de vendas no mercado nacional também, o PIB vai cair e a crise social vai agudizar-se!!!!!!

É um rombo enorme no poder de compra da classe média diminuir salários e aumentar impostos simultaneamente!!!!

Sou frontalmente contra ao aumento do IVA porque o efeito que o Governo pretende será precisamente o inverso devido à forte contracção do consumo!!!!!

É preciso mais audácia, mais coragem, mais responsabilidade e mais idoneidade no corte da despesa pública!!!! Não sejam demagógico e pouco sérios afirmando que não é possível!!!!

RESPONSABILIDADE e SERIEDADE EXIGE-SE!!!!!!
É mentira
O Sr PM JS disse a semana passada no parlamento, alto e bom som e para quem quis ouvir,a uma pergunta da deputada Helena Apolónia, que o crescimento para 2011 iria ficar em linha com o previsto para este ano, ou seja 0,5%.
Agora falta saber quem é que está errado, mas tendo em conta o passado recente, vamos ver o PM ou qualquer outro membro do governo a dizer que não, que o FMI está enganado, que estão fora do contexto e não percebem a realidade portuguesa, para depois, daqui uns meses aparecerem nas tvs a dizer que a culpa é dos mercados, ou é do FMI, ou até daqueles que ainda à pouco tempo lhes deram a mão, a OCDE.
Resumindo, parece-me que aquilo que foi dito no parlamento não passa de mais uma mentira do PM para tentar justificar o injustificável, e não é com os submarinos que o vai conseguir, porque o mal começou em 2008, quando seguro por uma maioria aprovou um orçamento eleitoralista, só com o propósito de ganhar as eleições.
............
são muitas palavra e poucas acções, só vejo teorias e não vejo soluções.
Os abutres
Já começaram a mudar o disco.
Agora descobriram que as medidas de controle do défice são recessivas. A seguir vão dizer que como vamos entrar em recessão não poderemos pagar a dívida.
Não sei se sabem que nos EUA quando uma pessoa perde o emprego a 1ª coisa que lhe fazem é subir a taxa do cartão de crédito, a seguir executam uma das hipotecas da casa e quando já está a dormir debaixo da ponte e procura emprego dizem-lhe que sem morada não pode candidatar-se... "Freedom at Last"!
A receita é a mesma!
Ora aí está!
A confirmação do que alguns(muitos) diziam, que as medidas tomadas pelo governo, não iriam melhorar nada, sendo tendencialmente contrárias à evolução positiva da economia.

Mas como os nossos dirigentes políticos, governam sempre pelo lado negativo, gastando demais e sem terem um vislumbre sequer, para criarem as condições necessárias a um aumento de produtividade, desprezando com ignorância e criminosa imprevidência, as duas colunas básicas duma sã economia o Deve e Haver, que tanto a nível individual como colectivo, devem nortear com equilíbrio e bom senso das instâncias do poder.

Está sobejamente provado, que não temos personalidades políticas, capazes de executar esta simples operação de economia, base sem a qual, todos os complexos sistemas micro ou macro-económicos redundam num total fracasso, como o estado do país o comprova.

Isto que de fora foi anunciado, quase todos nós o sabíamos quando estas e anteriores medíocres medida foram implementadas, mesmo somente os políticos por incompetência ou má fé, inserida nos seus condicionalismos partidários e inoperantes o não saberiam.

  Ou o que ainda é pior, sabendo, prosseguem na mesma e impune ganância do apego ao poder, em prejuízo da Nação inteira.
Depois dos primeiros 5 anos é só errar.
Resta novas eleições para desculpar esta gente.

so sabem fazer aquilo que o FMI diz que não vai dar certo.

Quem não consegue fazer reformas em 5 anos nunca mais o vai conseguir fazer.

Esta maxima esta mais actual que nunca.

 
Vigaro uma vez, vigaro sempre
E para o Vigaro-mor vamos crescer 0,5%. Já não o posso ouvir! Que vigarista-mentiroso!!! Constantemente a enganar-nos. Como temos 'aquilo' como PM é que dá que pensar ....
Re: Vigaro uma vez, vigaro sempre
Re: Vigaro uma vez, vigaro sempre
Comentários 48 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub