Anterior
Polícia sul-africana mata mineiros em greve
Seguinte
Português é novo responsável de organização da OCDE
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Pensamento europeu de Passos é passar nos exames da troika

Pensamento europeu de Passos é passar nos exames da troika

Na festa do Pontal, que marcou a rentrée política do PSD, o primeiro-ministro anunciou o fim da recessão em 2013. Leia as muitas reações ao discurso de Passos Coelho.

Pensamento europeu de Passos é passar nos exames da troika

"A afirmação de que para o ano não vai haver recessão é pelo menos arriscada. O que me impressiona não é a falta de novidade mas estava à espera de um discurso forte, de esperança, sobretudo para os desempregados e para aqueles que atravessam cada vez mais dificuldades. Este discurso é desadequado ao momento, mal preparado, pouco rigoroso e pouco profissional. Os problemas do país não se resolvem no país. Resolvem-se no quadro europeu. E o que verificamos é que o pensamento europeu de Passos é passar nos exames da troika, cumprir custe o que custar. A crise que por aí vai não se deve certamente ao engenheiro José Sócrates."

Vera Jardim, socialista e ex-ministro da Justiça



Discurso no Pontal é uma espécie de doping

"O discurso não referiu a luta contra o fatalismo da pobreza em Portugal, a luta contra a injustiça, que é gritante, e a revolução na Educação. Os portugueses estão mais qualificados, o sistema de ensino, com todos os seus defeitos, é o melhor que nós tivemos em toda a nossa história e os meus filhos e os meus alunos sentem que é melhor emigrar. Os melhores factores que nós lançámos não estão a ser utilizados por falta de organização de trabalho nacional. Estes discursos são discursos de ilusão, do passado. A maior parte dos factores de poder não são portugueses neste momento, não são domésticos. Pior do que isso, já não são europeus. Este discurso no Pontal é uma espécie de doping porque o essencial do nosso futuro se calhar passa pela Espanha recuperar e uma resposta das instituições europeias. O pior da crise neste momento não é o fator grego mas a incerteza de a Europa ser neste momento o contrário do oásis. Nem Passos Coelho sabe o que vai acontecer."

José Adelino Maltez, politólogo



O primeiro-ministro derrapou

"O primeiro-ministro derrapou de uma forma muito grave e isso é inteligível para a maior parte dos portugueses. A verdade é esta: nós temos um compromisso claro de 4,5% [do défice] que não vamos respeitar. E sobre essa matéria não pode haver nenhuma espécie de dúvidas. Só agora é que a direita portuguesa e, muito em particular o PSD, reconhece que a maior parte das grandes questões que nos afetam não são decididas por nós. Enquanto os socialistas estavam no poder, era o malandro do Sócrates e o PS que tinha a responsabilidade por tudo. Ora a verdade é que tem que haver uma linha diferente no quadro europeu e essa linha tem que resultar dos contributos que cada um dos poderes nacionais no quadro europeu dê para que essa linha se imponha."

João Soares, deputado do PS e ex-Presidente da Câmara Municipal de Lisboa



Timbre do realismo

"Foi um discurso pautado pelo seu timbre natural e genuíno, o do realismo. Não veio assumir compromisso que não estava em condições de assumir. Não veio fazer promessas irrealistas e tornar uma realidade mais dourada do que aquilo que ela é. Foi de um enorme realismo   relativamente à questão do desemprego, onde disse claramente que não estava à espera que 2012 fosse tão mau. Tal como foi muito realista que em 2013 vai acabar a recessão e não se compromete em que medida é que vai haver crescimento. É cumprindo com o memorando de entendimento, com os objetivos e reformas que têm de ser feitas, que estamos mais perto de reganhar a soberania. Estamos mais longe do precipício."

Teresa Caeiro, deputada do CDS-PP



Políticas impostas a Portugal estão erradas

"Eu sou, talvez, um pouco mais pessimista do que ele. Estava até à espera de pior.Estas políticas que são impostas a Portugal - não depende dele - estão erradas. Todos sabem que eu não concordo com esta política, não concordo na medida em que ela está a dar prioridade às instituições financeiras e ao equilíbrio orçamental e eu defendo mais emissão de moeda por parte do Banco Europeu, mais moeda a circular, pagando o risco de uma inflação mas controlada, e criando-se mais emprego e havendo dinheiro para mexer com a economia."

Alberto João Jardim, Presidente do Governo Regional da Madeira

Palavras são poço de contradições

"O discurso do Pontal foi um discurso de incoerências, de más notícias e que não trouxe qualquer esperança aos portugueses e, como tal, nós condenamo-lo pela sua vacuidade e pela sua inexistência política. As palavras do primeiro-ministro são um poço de contradições e um mero artifício propagandístico."

Luís Fazenda, líder parlamentar do Bloco de Esquerda




Linha de rumo só pode ser esta

"Não há muita alternativa àquilo que ele está a fazer. Ele está a fazer o melhor que é capaz, há coisas que estão correr bem e há outras que estão a correr mal, como tudo na vida, mas a linha de rumo só pode ser esta. O primeiro-ministro está a fazer um esforço em condições muito difíceis e temos que dar o benefício da dúvida, e como portugueses ajudar ao máximo para conseguirmos sair deste problema. Não é preciso ser apoiante deste Governo para querer que tudo corra bem."

José Miguel Júdice, antigo Bastonário da Ordem dos Advogados

Receita do custe o que custar falhou

"O primeiro-ministro está longe da realidade e insistiu na mesma receita do custe o que custar. Mas custe o que custar o quê? Quantos desempregados? Quantas falências? Que resposta é que o primeiro-ministro hoje deu aos desempregados e aos empresários em dificuldades? A receita do custe o que custar falhou e o primeiro-ministro deve reconhecê-lo e mudar de rumo. No dia em que conhecemos que, em junho, o desemprego já era de 15%, que as falências aumentaram, que o crescimento económico não existe, o que o primeiro-ministro tem a dizer aos portugueses é que devemos aprovar uma regra de ouro na Constituição. O que é importante é perceber que cada décima são dezenas de milhares de portugueses e que o Governo tem de agir para combater o desemprego. Não foi apresentada nenhuma medida que possa dar qualquer sinal de esperança aos portugueses."

João Ribeiro , membro do Secretariado Nacional do PS



Passos amarrado a pacto de agressão

"Foi um discurso de alguém que procurou justificar o estampanço da sua política, como bem revela o aumento do desemprego, o aumento da recessão, a destruição de milhares de empresas. Um discurso de costas voltadas para o país, de alguém amarrado a um pacto de agressão. Acaba por pretender dar lições aos muitos milhares de portugueses que se encontram numa situação de enorme dificuldade, mas não teve uma palavra para cortar nas gorduras do grande capital, que continua a somar milhões de lucros. Temos um primeiro-ministro que não quer ver a realidade, que está amarrado a uma política que tem as consequências que todos os indicadores revelam, mas que insiste em mantê-la, afrontando a esmagadora maioria do povo português."

Rui Fernandes, membro da Comissão Política do PCP




Opinião


Multimédia

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.


Comentários 44 Comentar
ordenar por:
mais votados
O que de mais importante foi dito na Festa do PSD
youtu.be/ev0YwOOm8Os
O PONTAL a porta fechada ! O PPD morreu !
Re: O que de mais importante foi dito na Festa do
Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou calam
Todos estes intelectuais e políticos, em vez de se entreterem com bugigangas políticas, deviam olhar seriamente para o País e exigir que daqui para a frente fosse ao político:

- Proibido mentir ou prometer o que não pode;

- Proibido dar tachos aos amigos;

- Proibido gastar mais do que o orçamento (sério, não empolado) permite;

- Exigir responsabilidades patrimoniais pelos desvios, prejuízos ou desgoverno;

- Impor a retirada da vida política a todos os que usando o Estado, se aproveitam dele para benefício próprio ou de terceiros;

Estes intelectuais de 'café' e políticos de 'fogão de sala' deviam pensar seriamente no futuro de Portugal, ou então ficarem calados.

As próximas gerações vão chamar-lhes uns nomes engraçados...
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Re: Intelectuais:Defendem os interesses lusos ou c
Vai passos não tenhas medo...


Manda o Relvas receber a Troika que ele é perito em conseguir certificações!
Atentado à inteligência!
É o que se pode concluir do discurso do PM! Passos Coelho está a tornar-se um epifenómeno da insanidade mental! Nunca esperei ouvir, em pleno século XXI, num país europeu, que se pretende civilizado e moderno, um discurso que nos remete, como povo, para o passado do empobrecimento!...e "custe o que custar"! Estamos a assistir a um primeiro-ministro que está a (des)governar em roda livre, apresentando e elogiando resultados imaginários, que não se coadunam com a realidade por que a grande maioria dos portugueses está a passar! E teimosamente, continua com os temas do “custe o que custar” e do regabofe…Mas será que dar qualidade de vida aos portugueses, é regabofe? Então o que chama, neste actual contexto, à possibilidade que tem, de poder passar ferias e de poder manjar à mesa de um hotel de 4 estrelas, bem acompanhado pelas suas elites que o apoiam, promovem e se servem do Estado, (enquanto usurpou a milhões de famílias portuguesas, no activo ou na reforma, a possibilidade de passarem ferias, subtraindo-lhes ilegalmente (inconstitucionalidade é uma ilegalidade), os seus rendimentos, como os subsídios de ferias e de Natal), para poder proferir o seu discurso anti regabofe? Ou o regabofe é só para os outros? Por favor, seja menos imaturo, ultrapasse a fase da adolescência, (já tem idade para isso), ganhe mais senso, cultura e sentido de Estado e não continue a enganar e a manipular os portugueses. Já não há sequer, lugar a qualquer benefício da dúvida! A incoerência dos ...
O único pensamento conhecido de Passos Coelho
"Empobrecer", "custe o que custar e doa a quem doer" sem ser "piegas"!
Na Festa do Bronco Bota...

este ano não se ouviu:

Este homem vive em Massamá.

Este homem passa férias como o povo.

Este homem casou com África.

As alarvidades ditas este ano estão sobejamente plasmadas nos demais posts.
Re: Na Festa do Bronco Bota...
Re: Na Festa do Bronco Bota...
Canudo
A passar em todos os exames o Primeiro Ministro é sério candidato a mais uma licenciatura, não tardando a receber o canudo de sociologia troikista. Convenhamos que é uma forma de concorrer com o seu braço direito, arrumando-o de vez, ele tem uma rapidinha e o Passos dá duas e uma delas fora de portas.
CORRIJAM O TÍTULO!!!
Quem escreveu o título está enganado ou iludido......

Pois o Alforreca Fascista não pensa, e se alguma vez houve actividade cerebral humana, hoje já só lhe resta QI de barata tonta, o suficiente para manter as funções motoras e fisiológicas!!

E quando se houve o Alforreca a falar, não é ele! É apenas um micro-leitor de áudio com colunas hi-fi incrustado no céu da boca, tem pilha para debitar horas e horas de lixo neoliberal!!!
Houve de ouvir!!!
Equivalencias
Em 1974 na posição de militar em Angola ouvi da boca de um 1ºsargento chico que Angola iria ser entregue aos bichos.Na altura revoltei-me assim como uns quantos.Dai a tal equivalencia.Esse tal sargento do qual não me lembro o nome supostamente foi o Julio Verne da epoca Angola prospera a um ritmo unico no mundo E Portugal E Portugal?Realmente estamos entregues aos bichos Recordo que a boca deste individuo foi mandada dentro de um autocarro militar que transportava os sargentos pela cidade a hora de almoço Saida do RI21 em antiga Nova Lisboa Ate pode ser que apareça por aqui alguem desse tempo
PARA QUÊ TANTA
polémica?
O nosso Coelho já é como o seu "irmão da política" um cadáver político.
Por falta de coerência e falta de resistência.
O pobre homem está "nas lonas"psicológicamente.
Só não vê quem não quer.
SERIEDADE!!!!
A 1ª condição para um país,qualquer que seja,ser respeitado,é cumprir,honrar, os acordos que faz.Sendo assim,este governo ESTÁ A CUMPRIR,COMO É SEU DEVER,O ACORDO QUE O GOVERNO ANTERIOR FEZ,com o FMI,BCE,CE.Em face disto,qual é acrítica??????
Rectificando
Mas quem obrigou o governo anterior a fazer o
Re: SERIEDADE!!!!
Re: Pensamento europeu de Passos é passar nos exam
Mas porque Passos Coelho diz estas coisas? Qual é o seu ângulo de visão? O que é que ele vai fazer para sair da ruína financeira que o zé deixou? Como ele vai sair beneficiado da vergonha de ter como ministro parlamentar um tipo que nem Doutor é? Certamente há evidências de que ele odeia crianças, velhinhos, reformados, desempregados com estudos, funcionários públicos, mas que isso não pode ser, certo? Será que ele está a lucrar com o caos? Talvez ele seja um traficante de armas, ou tem um negócio de administração corporativa. Quem sabe? Já inúmeros pedidos de entrevistas foram completamente ignorados. Pesquisas para os associados conhecidos são muito reduzidas, e é terrivelmente difícil encontrar alguém que conheça as contas em que o País está.
Chamem o zé.
Re: Pensamento europeu de Passos é passar nos exam
Que dizer deste "M" de Ministro?
Eu cá digo que é um "M" maiúsculo e a primeira letra da palavra Ministro.
Não há mais nada para dizer sobre isso.
No entanto, haverá para dizer mais alguma coisa sobre a pessoa que personifica o tal Ministro.
Deveria fazer parte do Guinness como o homem que conseguiu chegar a PM, através de um jogo muito sujo feito contra os "velhos" do PSD que não estavam à altura de "varinices" para disputarem o lugar.
Assim, os "barões" deixaram o "farsolas" avançar com uma mão-cheia de tretas, muito mais recheadas de caca que alguma vez teria acontecido em Portugal e países europeus.
Ouvir recadinhos em troca de beijinhos à Merkel, juntando meia dúzia de "bocas foleiras" que se ouvem na mercearia e, pronto, a receita resultou em pleno.
Tem sido uma caminhada cheia de glória pessoal, apesar de cada vez que abre a boca só saírem disparates que denunciam que nunca esteve nem terá capacidade para algum dia governar um país.
Tudo isto, para não falar ainda na política que defende e que tem sido a causa da ruína do mundo ocidental/capitalismo: o neo-liberalismo.
Assim, as críticas que se podem ler acima, estão correctas, embora não lhe arreiem tanto quanto ele merece levar pela cabeça abaixo.
A "festa" foi uma tristeza" completa se quisermos pensar um pouco na pobreza do discurso, principalmente pelo seu vazio político e, como já nos acostumou, servido como acompanhamento, não um vinho ou espumante, mas uma mentira muito grande: o fim da recensão daqui a cinco meses.
Que descarado!
Re: Pensamento europeu de Passos é passar nos exam
Mais do mesmo... Demagogia pura e simples... nem ele acredita no que diz... mas é tao facil para estes tipos mentir para tanta gente....Infelizmente não há alternativa... o PS é igual... não são eles que governam o pais ... eles só se "governam"... e bem...
So visto
Olhem só que bem o Sr. Vera Jardim a comentar...mais o João Soares , o Maltez camarada, e o camarada do PC.Uns piraram-se do Governo, para fugir ao pântano, outros andam por aí a pular de Câmara Municipal em Câmara Municipal, outros são a cassete do costume, os que não se sentaram com a Troika no ano passado e agora vem com moralismo de chacha, e com greves e protestos.Certo e real, é que os juros da dívida estão a descer, e o índice de risco de incumprimento baixou de 76% para menos de 50%. O resto são histórias
Comentários 44 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub