21 de abril de 2014 às 13:08
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Pedro Norton é o novo CEO da Impresa

Pedro Norton é o novo CEO da Impresa

Grupo substitui atual comissão executiva por novo modelo de gestão: Francisco Pinto Balsemão passa a chairman da Impresa e Pedro Norton assume o cargo de CEO.
Adriano Nobre (www.expresso.pt)
Francisco Balsemão: "não pensem que tão cedo se vão ver livres de mim !" Nuno Fox Francisco Balsemão: "não pensem que tão cedo se vão ver livres de mim !"

O grupo Impresa anunciou hoje uma reorganização do seu funcionamento ao nível da gestão de topo. O principal efeito desta medida adotada pelo conselho de administração do grupo é a nomeação do até agora vice-presidente da comissão-executiva da Impresa, Pedro Norton, para o cargo de CEO do grupo.

No novo modelo de gestão - que entrará formalmente em vigor a 1 de outubro -, o fundador e acionista maioritário do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, passa a ocupar o novo cargo de chairman. "Trata-se de uma evolução tranquila e previsível", resumiu Balsemão em conferência de imprensa, recordando que nos últimos anos foi "delegando progressivamente algumas responsabilidades quotidianas" na gestão do grupo. "Fui testando um modelo de funcionamento feito de confiança e de lealdade mútuas e entendo agora chegada a hora de lhe dar uma formalização mais efetiva", explicou o patrão da Impresa.

Nas novas funções, Pedro Norton terá o apoio de uma equipa executiva de seis pessoas que assegurarão a gestão operacional do grupo em várias áreas: Luís Marques será o COO da área editorial, José Carlos Lourenço o COO dos pelouros comercial e de marketing, Paulo Saldanha manterá a vertente administrativa e financeira, José Freire será o COO para a venda de conteúdos e desenvolvimento de negócios e Francisco Pedro Balsemão terá a seu cargo os recursos humanos, o pelouro jurídico e a sustentabilidade. Por designar fica apenas o COO responsável pelas operações e tecnologia.

"Não se trata de fundir empresas ou de uma mudança para reduzir custos", garantiu Pedro Norton. O novo CEO da Impresa assegura que a reorganização está relacionada com a forma como o grupo "perceciona o futuro", nomeadamente "no plano tecnológico, no plano dos hábitos de consumo de media e no plano da própria estrutura da atividade" de media, explicitou.

Segundo explicou Balsemão, esta mudança foi planeada "durante quase um ano" e "foi fruto de uma reflexão profunda", quer internamente, quer com recuso a consultores. "É a melhor solução para o cumprimento da nossa visão como empresa de comunicação social", completou, antes de garantir que "ainda não é desta" que irá para casa "escrever as memórias". "Continuarei a trabalhar afincadamente pelo grupo e a dispor de mais tempo para enfrentar os embates e desafios que nos aguardam quer no plano institucional e político, quer no plano tecnológico", explicou.

 Questionado pelos jornalistas sobre se a privatização da RTP será um desses embates institucionais a que se dedicará, Balsemão reiterou que esse processo "poderá conduzir a uma asfixia do jornalismo" e que se exige "um debate muito sério sobre o futuro da televisão e dos media em Portugal".

Norton chegou à Impresa em 1992

Depois de um percurso de 20 anos em cargos de direção e de gestão em várias unidades do grupo Impresa, Pedro Norton, de 44 anos, foi agora escolhido por Balsemão para CEO do grupo que detém ativos como o Expresso, SIC, Visão, Blitz, Courrier Internacional, Caras, Exame ou AutoSport, entre outros.

A nova missão que agora abraça foi hoje descrita pelo próprio como o projecto da sua vida. E socorreu-se de uma frase de Balsemão para projectar o futuro imediato do grupo: "Consolidar para crescer, preservando a nossa independência editorial".

Licenciado em Gestão pela Universidade Católica, Pedro Norton formou-se ainda na Boston University School of Communication em Television Management. Foi docente da Universidade Católica entre 2002 e 2005 e é atualmente presidente da APDC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações.

Depois de dois anos a trabalhar na banca de investimento e no retalho da área da música, Norton entrou no grupo Impresa em maio de 1992 como assessor da administração da Controljornal. Nos últimos 20 anos passou ainda pelos cargos de gestor financeiro da Abril Controljornal, subdirector de programas da SIC, director de novos negócios da SIC e administrador da SIC Notícias e da SIC Filmes.

Em 2001 foi nomeado CEO da Sojornal e em 2004 assumiu a direcção executiva de toda a área editorial do grupo. Em 2008 foi nomeado vice-presidente da comissão executiva da Impresa.

Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Lealdade e confiança,as traves mestras!
Sem lealdade não há futuro e sem confiança não há caminho.Uma não vivem sem a outra.
Parabéns a Norton de Matos porque mereceu e recebeu de Francisco Pinto Balsemão esse testemunho.
Oxalá a sorte o acompanhe!
SAIBAM COMO O RESISTENTE CHEGOU AOS 200 PONTOS

A FAZER COPY/PASTE

AUTO PONTUANDO-SE COM OS SEGUINTES NICKS

1---RESISTENTE

2---POVOPRIMIDO

3---MORDAKIQUESAILEITE

4---AUKISTOXEGO

O parasitava aproveita-se do trabalho alheio e leva os incautos a pensar que é um grande pensador,quando na realidade não passa de um miserável analfabeto funcional.

DIVULGUEM E REPUDIEM!!
Re: SAIBAM COMO O RESISTENTE CHEGOU AOS 200 PONTOS Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub