19
Anterior
Cavaco Silva: o amigo dos poderosos e mais fortes?
Seguinte
A serenata aos desempregados de Passos Coelho
Página Inicial   >  Blogues  >  Politicoesfera  >   Paulo Portas: o novo líder do PSD?

Paulo Portas: o novo líder do PSD?

|

O Governo Passos Coelho comemorou um ano. Para assinalar o efeito, Paulo Portas e Passos Coelho realizaram uma declaração conjunta, após uma reunião alargada dos membros do Governo no Palácio da Ajuda. No geral, Paulo Portas melhor do que Passos Coelho - o que apenas comprova a enorme habilidade política do líder do CDS e a tibieza do líder do PSD e Primeiro-Ministro, Passos Coelho. Vejamos porquê:

a) Quanto à forma, surgiram os dois líderes partidários sem gravata - o que significa que concordaram em retirar a pressão solene da declaração e da própria reunião. Pretende-se transmitir a ideia de que a reunião serviu primacialmente para reforçar a coesão entre os membros governativos e não como acto solene, de definição de medidas ou das próximas grandes linhas de acção política do Governo. Por outro lado, o não uso da gravata é cada vez mais aconselhado, em certas ocasiões, pelos consultores de imagem e opinião políticos (os spinners), pois deixa os portugueses com a sensação de que os membros do Governo deitaram "mãos à obra", estão no terreno a trabalhar; e, por outro lado, permite uma identificação mais imediata e próxima entre os membros do Governo e os portugueses (ou, numa linguagem mais clássica, entre governantes e governados). Em termos de imagem política, uma outra curiosidade que a televisão permite realçar: Passos Coelho surgiu com uma camisa tradicional, branca, mais apagada; Paulo Portas apareceu com uma camisa mais exuberante, azul, televisivamente mais viva. Ou seja, em termos de imagem política, Passos Coelho apareceu como o conservador, mais morto; Paulo Portas, como o político moderno, mais dinâmico, mais jovem, mais irreverente.

b) Uma nota adicional sobre a forma do discurso: Paulo Portas discursou primeiro, terminando o seu discurso precisamente poucos minutos antes do início do jogo que opôs a Itália contra a Inglaterra, a contar para o Euro 2012. Já Passos Coelho falou aos portugueses rigorosamente enquanto decorria o jogo, coincidindo praticamente o início do seu discurso ao pontapé de saída do jogo de futebol. Ora, para quem ainda deseje ser naif ao ponto de considerar que Paulo Portas fez isto casualmente, sem intenção nenhuma, estes dados são irrelevantes. Sucede, porém, que Paulo Portas é um animal político, que domina como ninguém a comunicação política de massas, os tempos televisivos e jornalísticos - e percebeu que só tinha a ganhar se falasse primeiro. E impôs ao Primeiro-Ministro que iniciasse a conferência, ficando Passos Coelho incumbido de a encerrar. Conclusão: muitos portugueses ouviram Paulo Portas e desprezaram magistralmente Passos Coelho. Estranho é como Passos Coelho, líder do PSD, maior partido do Governo, permite que Paulo Portas, líder do partido que vale 10% dos votos, lhe enfie tamanho barrete...

c) Na forma de estruturação do discurso, julgo que Passos Coelho voltou a ser novamente demasiado escuro, demasiado lúgubre, num estilo excessivamente racional (direi pessimista?); enquanto Paulo Portas puxou pelos galões do patriotismo, num discurso mais motivacional, mais emocional. Numa frase: Passos Coelho aborrece; Paulo Portas (quase) convence.

d) Quanto ao conteúdo, quer Passos Coelho, quer Paulo Portas aproveitaram para enaltecer as medidas emblemáticas do Governo. Registou-se ou depreende-se alguma novidade no discurso de algum deles? Não. Contudo, há uma diferença significativa na abordagem que ambos fizeram à realidade portuguesa: o discurso social. Paulo Portas acolheu a necessidade de reiterar constantemente no discurso político os sacrifícios dos portugueses, apelando ao lado solidário de todos nós: os portugueses, esmagados pelas medidas de austeridade do Governo, são os verdadeiros Heróis de Portugal. Passos Coelho ignorou este aspecto social, pertencendo-lhe a frase mais infeliz da noite: "não há forma de ultrapassar a crise sem sofrimento social". Esta frase é de um mau gosto tremendo! Parece que os portugueses são o fardo - e as medidas pensadas pelos tecnocratas ultra-liberais amigos de Passos Coelho são a salvação da Humanidade! Os portugueses podem morrer - as medidas económicas da malta de Passos Coelho é que têm de vigorar a todo o custo! Dá a sensação que Passos Coelho vive noutro mundo! Noutra galáxia: parece que ficou perdido, a cirandar, na galáxia de Angela Merkel, de Sarkozy, dos tecnocratas mais radicais do FMI...mas não vive em Portugal! Pelo menos, não vive no nosso Portugal: quanto muito viverá no Portugal facilitado de José Luís Arnaut, de Miguel Relvas (que é ministro, empresário, relações públicas, ameaçador profissional de jornalistas, tudo!), de António Mexia...Devo afirmar que o que me choca mais é perceber que Paulo Portas se afirma como o líder do PSD, representante de uma linha social-cristã, própria da matriz fundacional do partido - enquanto Passos Coelho se assume como representante de um partido mais à direita economicamente do que o próprio CDS! Passos Coelho aprendeu na empresa de Ângelo Correia, onde trabalhou a vida toda, a só pensar em números em vez de pensar nas pessoas e nos problemas concretos dos portugueses! Tornou-se no político socialmente insensível que é hoje. Além disso, Paulo Portas falou no país que pretende para depois da crise, incorporando a dimensão de futuro no seu discurso; Passo Coelho limitou-se a exaltar os elogios internacionais (leia-se, da senhora Merkel) à política governativa.

Notas: Passos Coelho - 9

Paulo Portas - 12

Email: politicoesfera@gmail.com


Opinião


Multimédia

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.


Comentários 19 Comentar
ordenar por:
mais votados
O pequeno intriguista.
Para dar notas é preciso ser professor.E mesmo assim só o reconhecimento público da seriedade de quem assina a pauta,dá credibilidade aos valores.
E se assim importa que seja na Escola,mais exigente se deve ser na apreciação politica da acção de quem governa.Sob pena de se cair num trivial exercício de escrita onde nem uma leitura em diagonal resiste à paciência de uma 2ªfeira.
Lemos Esteves não aprendeu ainda a ler o que escreve.
Re: O pequeno intriguista.
Re: O pequeno intriguista.
Agravamento
A situação está cada vez pior. Agoira virou assessor de imagem.Alguns acham-se Napoleão, Esteves vislumbra-se um clone de Marcelo.
Mesmo o mentor já se deixou desse ridículo das notas, com o Esteves é hilariante.......que tragédia...
gostei dessa comparaçao com o idolo do basto
Caro JLE
A forma sobre a substância.

A forma é importante, e até compreendo que perca algumas linhas com isso, mas reduzir a política ao formato em vez de à importância das suas decisões é o pior que existe na política. É isto que mantem absolutos incompetentes permamentemente no poder e que tonar os jotinhas tamanhos inúteis que não percebem nada de assunto nenhum.

Eu quero saber é se todos estes sacrifícios estão a dar resultados ou não. Se as reformas do estado vão avançar ou vão ficar a meio do caminho. Se a aposta na indústria, agricultura, pescas e minas vão para a frente ou não. Se o flagelo do aumento do desemprego vai ser controlado e invertido, etc.

Mais gravata menos gravata, mais futebol menos futebol, isso não me interessa nada.

Cumprimentos,

António

oreivaivestido.blogspot.pt
'Paulo Portas: o novo líder do PSD?
É muito interessante a sua análise de imagem. Não assisti à cena (gostava de o poder corroborar dizendo que estava a assistir ao jogo, mas a verdade é que não vejo futebol), mas ela bate certo com a imagem que tenho visto estes dois políticos tentarem passar. Sobre as suas opiniões:

1. Não me convence que a ordem de apresentação tenha sido uma imposição. Tradicionalmente, a conversa "mais" importante é deixada para o fim, a não ser que estejamos a falar de gestos inaugurativos. Nunca se compreenderia que Passos falasse primeiro que Portas,... nos espetáculos, a banda maior nunca vem antes da menor. Mas já é incompreensível que se tenham permitido uma conferência de imprensa coincidindo com o jogo: a campanha mediática de Passos para as eleições, foi irrepreensível, e logo não esperaria tal erro.

2. As imagens refletem provavelmente intenções conscientes. Passos era o jotinha "bébé" Nestlé, Portas tem tido uma surpreendente longevidade. É natural que o primeiro se queira mostrar mais "maduro", o segundo mais "jovem". Repare-se aliás no cenho cerrado de Passos, sempre sério e de voz grave... a mim, dá a impressão que tudo o que diz é ensaiado, mas noutros pode ter outro efeito.

3. E porque o registo sonoro é sempre o mesmo, mais tarde ou mais cedo conclui-se que ele não sente o que diz... e logo se cria a reputação de insensibilidade...

PS.: Não dê notas quantitativas onde pretende julgar qualitativamente. Nunca fica bem em ninguém (Marcelo incluído).
A minha análise

Foi a tática da selecção espanhola:
Depois de 20 minutos de tiki-taka verborreico de Portas já não podia ouvir nem mais uma frase e por isso nem cheguei à parte do Passos.

engolir em seco
os coelhistas de serviço limitam-se a insultar e rebaixar Lemos Esteves, mas a verdade é que, no essencial, o moço tem razão, a despeito do jeito tremendista que gosta de exibir.
Funcionários Públicos exigem retorno de subsidios
É mais ou menos isso, ou seja, como já confirmaram, PS PSD e CDS são todos iguais.
A Formula mágica para combater a crise, é o povo, durante diversos anos se lembrar daquilo que o Governo nos tem feito, com a ajuda do 2 maior partido Português, a que se deveria chamar de oposição.
www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=201202
Copie o link para o seu browser, assine esta petição, e divulgue-a por todos os seus colegas, amigos e familiares
Sinais
Podemos interpretar a ausência de gravatas como a queda iminente do governo e a convocação de eleições antecipadas; discursar ao mesmo tempo que o jogo Inglaterra- Itália não é bom augúrio, visto que a Inglaterra foi eliminada; Passos Coelho demasiado escuro não é bom, significa que o preço da electricidade vai aumentar; um Paulo Portas moderno, dinâmico significa que Portugal vai ganhar o Euro 2012 pois Ronaldo também é muito moderno.
Sabem quanto gastam os políticos em imagem?
Analisemos primeiro a questao Portas/Passos, ou melhor, para nao ferir susceptibilidades Passos/Portas.

Recordo-me, logo na apresentação do novo governo, julgo que aqui no Expresso, JL Esteves, enalteceu o facto de Portas ter escolhido a pasta que escolheu no Governo. nao me recordo muito bem mas, entre, outros, referiu que o Ministerio escolhido por Portas evitava que este, e com a entrada da Troika em Portugal, se mostrasse muito e tivesse que ser muito interventivo aqui em Portugal, num cenário - obvio - de contestação. Portas andaria de pais em pais tratando da diplomacia Portuguesa. Por outras palavras a passear e Passos e Relvas que oferecessem os corpos as balas!!

E assim, foi, neste campo JLE estava certo. Efectivamente se virmos a popularidade de Portas, em varias sondagens, e sempre superior a de Passos Coelho. Sim porta poderia ser neste campo o verdadeiro Primeiro Ministro, com a popularidade que um deve ter, e por isso, do ponto de vista conceptual, deveria ser o líder do PSD a ter estes dados a seu favor.

Porta e sem duvida o político mais experiente de todos e brinca com a ingenuidade de Passos.

Concordo, portanto, com todos os seus comentários. mais, ao contrario de outros comentadores, o primeiro ministro paga a preço de ouro, cursos e formações intensivas de imagem, colocação de voz, como estar em TV...e digo-vos nao sao nada baratos.
...
PP no PSD ?
A "Catherine Deneuve" no PSD ? Que chique...
consta que a bela de dia....
consta que a bela de dia....era a cancio
Politicas iguais, caras diferentes
Mais uma evidência de que PS, PSD e CDS, são precisamente iguais. Cavaco Silva deveria representar os interesses do Povo Português e defender os nossos direitos e a nossa Constituição. O Povo jamais esquecerá o que este Governo e seus apoiantes lhes tem feito e certamente se irá recordar de penalizar fortemente quem nos tem penalizado, aquando das eleições.
www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=201202
Copie o link desta petição para o seu browser, assine e divulgue por todos os seus colegas amigos e familiares.
E as cuecas dos tipos ???
Já se sabe que estamos na presença de Coelho cinzento, bom para fazer um par de luvas para quando não houver dinheiro nem para o carvão do fogareiro, e de umas Portas cheias de transparencias, dourados, lá no fundo e no topo, mas de um vidro tão cristalino que nem sabemos bem se ele está ali ou não, e enfiamos o focinho nelas (portas) porque não temos qualquer cuidado nas passadas que damos - ou voto que votamos. É evidente que são duas personalidades diametralmente opostas, duas alegrias (em inglês como é que se diz) completamente diferentes, que se traduzem, um numa vivacidade que ainda leva algumas velhinhas e outros artolas, e uma outra para a qual já nem sequer há artolas que lhes liguem.
Mudando para assunto mais interessante - PORTUGUESES REZEMOS, FAÇAMOS PROMESSAS PARA QUE GUTERRES E DURÃO VÃO PARA A ONU ... FAÇAMOS UM MOVIMENTO QUALQUER PARA CONTINUARMOS LIVRES DELES E OS OUTROS QUE OS ATUREM ...
A Bem da Nação e Avante, tudo misturado que a festa vai boa
Primeiro
O nosso PM ainda está convencido que somos todos "laranjinhas" e só temos jeito para colar cartazes. Pode ser que comecemos a acordar e se corra com os corruptos do país. Só há um pequeno problema, se se correr com todos os corruptos, o país fica deserto.
mas quem é este artolas ?
Com esta carinha ainda vem falar de imagem , oh meu deus, ainda ninguem percebeu que a boa imagem dos nossos politicos só nos arrastou para esta situação. Com comentadores destes só temos os politicos que merecemos.
Nota Artigo Politico:9
                Artigo Comico:12
Comentários 19 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub