Anterior
Hugo Almeida: "Trabalhar, trabalhar e trabalhar" para "marcar com a ...
Seguinte
Árbitro turco causa polémica
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Desporto  >  Euro 2012  >  Paulo Bento: "Pode haver condicionalismos para satisfazer desejos"

Paulo Bento: "Pode haver condicionalismos para satisfazer desejos"

Selecionador recorda palavras de Michel Platini sobre o desejo de uma final Espanha-Alemanha no Euro e deixa recados: à UEFA e ao árbitro turco Cuneyt Çakir que vai arbitrar o duelo ibérico de amanhã.
|
Paulo Bento: 'Pode haver condicionalismos para satisfazer desejos'

É um facto: a Federação, a seleção e o selecionador não estão contentes com a nomeação do árbitro Cuneyt Çakir. Paulo Bento deixou recados à... Paulo Bento. De forma controlada, articulada e atacando só pela certa.

"Quando se faz uma nomeação para um jogo tão importante, quando está em causa o acesso à final, o mínimo que se pede é que se designem aqueles que estão em melhores condições para arbitrar um jogo desta natureza. A nós, resta-nos continuar a acreditar naquilo que é o nosso valor e na seriedade de quem nomeia. Já aconteceram alguns episódios nos jogos anteriores com duas seleções, a espanhola e a alemã, o que leva a acreditar que pode haver alguns condicionalismos para satisfazer alguns desejos. E essa não é a melhor maneira de andar no futebol."

Os colegas italianos que estão aqui ao meu lado estão maravilhados com a resposta, que ataca Michel Platini (o tal que desejou uma final entre Alemanha e Espanha) e a arbitragem da UEFA. "É catenaccio puro", comentam os transalpinos.

O contra-ataque será uma das formas que Portugal terá para abordar o jogo. "Nós queremos ter a bola", garante Bento. Para tê-la, é preciso roubá-la a quem muito dificilmente a perde. Portanto, exige-se paciência e um estado de espírito "tranquilo" (sim, voltou a usar a icónica expressão) quando os espanhóis estiverem a trocar a dita em território que não faça mossa.

"Não podemos andar a reboque deles." É preciso puxar a carroça e não olhar para trás, para o particular de 2010 em que Portugal atropelou a Espanha. "Muito dificilmente se repetirá um resultado tão desnivelado mas acreditamos ser muito possível ganharmos à Espanha." 

Ronaldo, Messi e as mulheres ucranianas 


No hotel onde Portugal está hospedado, estão hospedados também jornalistas espanhóis. E adeptos espanhóis. Durante a tarde, um repórter da TVE terá pedido a uns aficionados do país vizinho para cantarolarem "Messi, Messi" para um bom boneco televisivo.

Amanhã, no Donbass Arena, ninguém estranhará se o nome do argentino ecoar nas bancadas. "Não consigo perceber porquê chamar por alguém que nem cá está. Mas não acredito que isso vá influenciar o rendimento de ninguém. O Ronaldo está bem, o resto é acessório." 

Ronaldo, o craque que é um sex-symbol em todas as bandas. As ucranianas, diz um intrépido jornalista ucraniano, estão-lhe pelo beicinho. "Ele tem o apoio de 95% das mulheres", garante o repórter. Bento ri-se e diz: "Bom, então que amanhã tenha 100% do apoio das senhoras ucranianas."


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 10 Comentar
ordenar por:
mais votados
Bento está a falar demais!
Fale do jogo e deixe a politica à volta do jogo para os dirigentes federativos!
Não passe o sapateiro além do chinelo!
Re: Bento está a falar demais!
Re: Bento está a falar demais!
Ergue-Te Portugal!
Não devemos nada a ninguém! Foi o nosso valor que nos levou aos quartos e será somente este valor que nos pode levar à final. Não podemos esperar mais nada. Não teremos penaltys perdoados ao adversário nem golos invalidados aos adversários para nos dar a passagem àfinal.Somente o apoio dos fans de Portugal. Todo o seu empenho e toda a sua dedicação.E os nosso jogadores.

Devemos entrar calmos e sem medo e atirar a pressão para o campo do adversário. Sorrir ao entrar no campo, sem nada a ganhar e nada a perder.

Os espanhóis vão tentar trocar a bola para que nós corremos atrás dela e abrimos espaços para a entrada dos médios, sobretudo nos cantos da defesa.Quando cortarem um contra-ataque vão circular a bola para cansar os nosso jogadores se a procurarem. O normal.

Teremos de ajustar o nosso jogo e não mante-lo estático.

Amanhã teremos o tempo do jogo para demonstrar o nosso valor. Depois só ao vencedor serão reconhecidas honras e méritos.Depois não há nada!

Força Portugal!

Portugal está nas meias finais
em busca de remédio para tapar os buracos. Assim decidiu-se pela liquidação total da existência a preço de saldo
  Vende-se país periférico integrado na União Europeia com várias áreas de interesse:
 
* 2 mil quilómetros de praias. * Clima semi-tropical. * 10 milhões de inquilinos, com mais de 50% de idade superior a 6o anos disponiveis para abate. * População remanescente completamente submissa, livre e não onerada com compromissos sociais. * Rede de cobradores eficiente. * Áreas de exploração intensiva a curto prazo: Electricidade, Águas, Transportes, Companhia aérea, Televisão, Correios, Combustiveis e Energias Alternativas. * Milhares de hectares de terras lavráveis abandonadas. * Milhares de quilómetros de auto-estradas desertas. * Milhares de quilómetros de áreas marítimas pesqueiras sem exploração. * 2 estaleiros navais encerrados * Concessões de minas de ouro e outros metais por explorar. * 1 siderurgia e diversas instalações fabris desactivadas. * 2 regiões autónomas, uma em off-shore e outra num buraco * Vários estádios de futebol sem inquilinos * Um dos melhores parques automóveis do mundo ao serviço da gestão pública. * Os melhores gestores do mundo, a avaliar pelos vencimentos. * Uma lista infindável de palácios e edificios públicos desocupados * Parque habitacional em zonas nobres completamente em ruinas prontas a ser recuperadas * Eficiente exército de desempregados que aceitam tudo a qualquer preço. * Sem preço base de licitação.
As palavras de Ronaldo que cairam mal em la roja
"O tempo que têm para descansar é o suficiente para qualquer selecção".
E foi assim que os jogadores espanhóis mais o seu treinador viram que Portugal nas palavras de Cristiano não estava para brincadeiras.
Objectivos iguais, formas diferentes de os obter. Portugal na habilidade e explosão dos seus jogadores a enfrentar a astúcia e a paciência dos jogadores espanhóis. Como se de uma tourada se tratasse: o toureiro enfrenta o touro, tenta cansá-lo para que no fim possa cravar a espada e sair vencedor.
Em futebol jogado dou 50-50
Se este jogo se decidir nos detalhes ... perdemos.

Como perdeu a croácia contra a espanha,como perdemos com a espanha em 2010 (aí não foi 50-50, mas para manter a lógica, golo em fora de jogo), como perdemos coma frança em 2006 (num jogo 50-50, o árbitro viu penalty num mergulho do henry), Como perdemos em 2000 com a frança (jogo 50-50 golo da mão do xavier, que só é penalty no lado menos poderoso).

Portanto, espero que a selecção dê o máximo colectivamente, e que no mínimo seja um 50-50.

Se perdermos como os croatas... não é nada que nos humilhe e é uma vergonha para o futebol.

Se eprdermos como perdemos com a alemanha 2006 e 2008 ou a grécia 2004, paciência ... é futebol.

Não cito 2002 porque ao contrário de todos os outros citados demos tiros nos pés e quando isso acontece...

E o turco assegura ao sergio ramos e restante comandita que podem entrar rijo que não há problema. Já o pepe e o bruno alves vão ter que estar concentrados ao máximo. Mas que a dualidade desiquilibra, isso sim. Se um espanhol for a correr como o croata contra a espanha e o pepe o deixar passar para evitar o penalty e der golo, para mim é golo do árbitro, pois o sérgio ramos sabe que não precisa de tirar o pé com medo de fazer penalty e isso dá vantagem.
...
Acima das querelas que devem passar ao lado ... esperamos que a nossa equipa dance o Tango com a bola Tango e derrote os espanhóis no Salero...

Sem medos ...

Estamos todos a torcer ...

Força Portugal!...
Não há condicionalismo nenhum
O Angel Villar e o Platini querem a Espanha campeã e o resto é conversa.
Re: Paulo Bento: "Pode haver condicionalismos para
Paulo Bento está a falar demais e devia ser severamente punido pela Uefa.Este é um comportamento "á la mourinho" ,caracteristico de muitos treinadores portugueses,comportamento indigno de um selecionador que é responsável pela seleção nacional .Também se pode considerar esta atitude de Paulo Bento,que ,diga-se de passagem ,é pouco inteligente e nem sabe falar,como um insulto á nação turca.
Comentários 10 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub