31
Anterior
As novas estimativas falsas do Governo
Seguinte
Espanha resiste a mais austeridade
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >   Passos Coelho vai ter de recuar na TSU

Passos Coelho vai ter de recuar na TSU

O recuo esperado do Governo na TSU, o aumento da austeridade para 2013 e a operação de financiamento da EDP são os temas comentados por Vítor Andrade, jornalista do Expresso, no Jornal de Economia da SIC Notícias.

Opinião


Multimédia

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 31 Comentar
ordenar por:
mais votados
Recuar na TSU, no desrespeito pelo serviço
público da RTP e na venda do País.Com aumento da pobreza, limitamo-nos a comentar noticias orientadas que só servem para manter uma situação preversa que a nada conduzem. Seria mais importante o debate de alternativas a esta situação e não insistir no ridículo de manter este sistema de ditadura de mercado defendida por politicos ao serviço de interesses que não são os dos cidadãos, mas com interesses transnacionais, para além dos deles próprios, que dominam a actividade económica e os meios de comunicação social. São predadores implacáveis, sendo as presas os cidadãos incautos. Subtraiem ao povo para adicionar à Banca, perante a passividade dos inocentes, O mais preocupante não é a acção dos maus, mas o silêncio dos bons. Assiste-se ao desmantelar e desintegrar da identidade nacional e da prória civilização, ao definhar da Cultura com o advento deste sistema únicamente por razões ideológias ultra liberais. Está a ser corroida de forma larvar os fundamentos da Democracia,transformada em inimiga do povo e não um poder dele emanado. O Parlamento não é mais do que uma central de negócios. Portanto é urgente resistirmos ao pensamento único que nos querem impôr. Mas a primeira condição para alterar a realidade consiste em conhê-la bem como as alternativas. É difícil, mas possivel com uma crescente consciencialização das populações,dado o assalto feito à comunicação social. Instalou-se uma estranha Democracia onde o Socialismo democratico ainda é a única alternativa.
A RTP gaspa 1 milhão por dia!
Re: A RTP gaspa 1 milhão por dia!
Re: A RTP gaspa 1 milhão por dia!
Re: A RTP gaspa 1 milhão por dia!
Caro Prima facie. Deixe esse gajo a falar sozinho
Um passo atrás, dois Passos à frente!
Já assim defendia Lenine, e assim será!
Sócrates,nunca mais!
Passos anda para a frente na conta dele...
Passos não rouba o País!
O FUTURO DE PORTUGAL É O MAR, DIZ ELE!
Mete as mãos no fogo pelo Pedrocas?
Já dizia a minha avó...
Re: Um passo atrás, dois Passos à frente!
ALGUMAS FRASES DE PASSOS COELHO ...
Antes do assalto ...

"Estas medidas põem o país a pão e água. Não se põe um país a pão e água por precaução."

"Estamos disponíveis para soluções positivas, não para penhorar futuro tapando com impostos o que não se corta na despesa."

"Nas despesas correntes do Estado, há 10% a 15% de despesas que podem ser reduzidas."

"Vamos ter de cortar em gorduras e de poupar. O Estado vai ter de fazer austeridade, basta de aplicá-la só aos cidadãos."

"Ninguém nos verá impor sacrifícios aos que mais precisam. Os que têm mais terão que ajudar os que têm menos."

"Para salvaguardar a coesão social prefiro onerar escalões mais elevados de IRS de modo a desonerar a classe média e baixa."

"Se formos Governo, posso garantir que não será necessário despedir pessoas nem cortar mais salários para sanear o sistema português."

"A ideia que se foi gerando de que o PSD vai aumentar o IVA não tem fundamento."

"A pior coisa é ter um Governo fraco. Um Governo mais forte imporá menos sacrifícios aos contribuintes e aos cidadãos."

"O PSD chumbou o PEC 4 porque tem de se dizer basta: a austeridade não pode incidir sempre no aumento de impostos e no corte de rendimento."

"Já ouvi o primeiro-ministro dizer que o PSD quer acabar com o 13.º mês, mas nós nunca falámos disso e é um disparate."

"Como é possível manter um governo em que um primeiro-ministro mente?"

Podemos concluir o quê ? ...
Re: ALGUMAS FRASES DE PASSOS COELHO ...
Re: ALGUMAS FRASES DE PASSOS COELHO ...
passos-coelho-vai-ter-de-recuar-na-tsu
Vai ter de recuar, mas nem assim se vai salvar e não vale a pena iludir ninguém. O País tem um problema, que vai ter de ser resolvido pelo PSD, o culpado da situação, mas pelo que tenho lido e ouvido está a ser feito. Já são demasiadas as vozes que se levantam. Recordo Ferreira Leite e Capucho que já deram a sentença a Passos. Foram demasiado claros. Não o podiam ser mais. É uma questão de sobrevivência do partido, mas também uma questão patriótica. Só um louco ousaria avançar com uma proposta com a qual ninguém concorda. O executivo anterior teve a teimosia da Ota, mas perante a insistência da Sociedade Civil teve de recuar. Passos com a TSU além de outras medidas sem sentido e do mau governo que tem sido, acabou de sentenciar a sua própria condenação à morte.

"Este governo não cairá, porque não é um edifício, sairá com benzina porque é uma nódoa. Eça Queirós."

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/09/capucho-governo-salvacao-nacional-sem.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/09/ferreira-leite-arrasa-vitor-gaspar.html
Conversas de “barbearia”
Tenho que começar a dar mais importância às “conversas” de barbeiro, pois… estão por todo o lado.

O sapiente jornalista dá “porrada” nas políticas do governo, para, no final, rasgar um enorme elogio: começamos a merecer confiança por parte dos credores.

E que estamos fartos, alega o sapiente jornalista. Quem não estaria? E daí? Ou, segundo a sua “cultura” económica, um país sai da bancarrota ao fim de uma dúzia de meses?

Porque o grave - para o sapiente jornalista – não deveriam ser as decisões do governo, mas as razões que levam o governo (um qualquer) a tomar tais decisões. E, em democracia, quando as decisões afetam uma parte, beneficiam a outra. Porém, TODAS AS PARTES estão contra. Ora, um governo que desagrada a todos, deve ter razões muito fortes para o fazer.

Só que o sapiente jornalista gosta, como a maioria da população, de ser enganado. Daí, o chamado “problema” de comunicação. Se o primeiro-ministro fosse “outro”, comunicaria ao País em tom triunfalista: ” após pressões para que os trabalhadores pagassem 30% de TSU, conseguimos limitar o pagamento a 18%” – Todos exultariam pelo esforço do governo e hosanas jornalísticas não faltariam.

Declara que já era tempo para terem renegociado as PPP, afirmando em seguida que é coisa difícil, por os contratos serem blindados à “luz” do direito internacional. É o 2 em 1 da opinião.

(2) Conversas de “barbearia”
O povo não devia era deixá-lo sair de casa...
Passos encurralado?

Aquilo que começou por ser uma fase negra da coligação, transformou-se num período de convulsão generalizado. Pedro Passos Coelho vai ter agora de lidar com o lado social-democrata do seu próprio partido. E talvez com o Tribunal Constitucional, com a oposição, o povo, os patrões, os sindicatos e até com a internet...Agora o que eu acho estranho é um membro da Troika dizer que a TSU foi da iniciativa do governo e agora Bruxelas vir dizer que a ajuda depende da implementação da TSU. Cada organismo anda mas é a defender os seus interesses e o País a individar-se cada vez mais e nem vai ter capacidade para pagar os juros quanto mais o emprestimo. O País precisa é que os patriotas que amam o seu Pais se levantem e criem uma estrategica de desenvolvimento do Pais com a participação dos seus cidadãos e não com interesses transnacionais que traidores no poder representam...

Re: O povo não devia era deixá-lo sair de casa...
Em tempo... Onde vamos encontrar essas aves raras?
Mais austeridade... Porra !!!

Bruxelas faz depender ajuda a Portugal da TSU

"Comissão Europeia relaciona implementação das medidas acordadas com pagamento da ajuda, diz que a TSU pode baixar os preços e apela à responsabilidade dos partidos nacionais.'

E agora Jósé ? Que Bruxelas encurralou os poliqueiros portugueses...

O que fazer?

Oh !! Senhor jornalista...

O que temos em Portugal é uma grande porca instalada na Assembleia de Rês-pública... E não só...

Muito bem definida pelo Rafael Bordalo Pinheiro:

"... a política é como uma “grande porca”. É na política que todos mamam. E como não chega para todos, parecem bacorinhos que se empurram para ver o que consegue apanhar uma teta."
Pois, pois...
O Objectivo de Passos Coelho, contando com a parolice dos partidos, e as tolices do PR e do Tribunal Constitucional:

Começa a descortinar-se o objectivo camuflado do chico-esperto (do Gaspar), penalizar apenas os funcionários públicos, como em 2012, escondendo a "artimanha" do Tribunal Constitucional, os "patrões", seus amigos, dispensam os lucros da descida do "TSU" e aumentam os salários do pessoal na percentagem equivalente, e assim, tudo continua na mesma... Excepto para os funcionários públicos e os desgraçados dos pensionistas que esses nem o Tribunal Constitucional os proteje... Há excepto aos Juízes, que esses até vão receber juros das quantias roubadas às suas pensões milionárias!
Os acéfalos deste país.
Nas conversas em familia, que eu não costumo ver mas, este fim de semana vi por acaso. Tomei muita atenção ao que o professor Marcelo de Caetano, perdão professor Marcelo Rebelo disse àcerca da TSU e das POSSIVEIS INCONSTITUCIONALIDADE DO PRÓXIMO O.E.
Então não é que a ilustre personagem, que sabe tudo, fala sobre tudo e mete as mãos pelos pés como foi o caso do morto que estava vivo disse que para ele a unica medida inconstitucional que encontrava era o aumento da TSU para os trabalhadores e a redução para os patrões ou seja o sr professor só vê INCONSTITUCIONALIDADES naquilo que MEXE NO SEU BOLSO mas quando se trata de tirar os pagamentos devidos aos REFORMADOS DO P R I V A D O o sr já não vê qualquer problema. Os reformados do privado descontaram 11% do seu ordenado bruto para quando se reformassem recebessem 14 prestações desse bolo que acordaram com o estado através de uma PPP chamada de Segurança Social. Um governo qualquer vem dizer a meio do campeonato que o acordo era alterado e passavam a receber só 12 prestações do que descontaram durante a vida ativa no PRIVADO.Sr. professor se isto não é INCONSTITUCIONAL então o que será para si INCONSTITUCIONAL?Pois é a gente é como o ABREU quando tocam no que é meu.Que culpa têm os reformados que utilizassem indevidamente o dinheiro do seu fundo de pensões. Este governo faz o mesmo com o fundo da banca paga divida publica e passa a pagar através da SS as pensões aos bancarios que até já ceberam 10 messes entre Janeiro/Setembro
Re: Os acéfalos deste país.
Re: Os acéfalos deste país.
Re: Os acéfalos deste país.
Saída do euro e declaração de bancarrota.
Nestes últimos dias, no contra-ataque do governo à estupidez da TSU, foi lembrada a catástrofe para o país se a Troika não nos emprestar mais dinheiro.
Miguel Beleza, o ex-ministro do cavaco, refere mesmo como resultado a fome e a miséria generalizada em Portugal, que se tornará numa nova Argentina.
Esta situação não é liquida, para muitos autores, se regressarmos ao escudo e declararmos que aceitamos negociar a dívida em determinadas condições, (mais prazo e menos juros ...).
Se tal NÃO for aceite, o país entra em bancarrota e não paga a dívida.
1ª vantagem - Portugal ao entrar em bancarrota e não pagar a dívida, liberta-se dos 19.000 milhões anuais do serviço da dívida.
2ª - Desvaloriza o escudo, aumenta as exportações e diminui as importações.
3ª - Terá uma inflação que irá reduzir os salários mas de uma forma mais lenta e controlada.
...
As desvantagens, também as tem, passando logo para a redução de salários e pela desvalorização dos depósitos bancários e, se a medida não for tomada com a prudência necessária, poderá originar uma corrida aos bancos.
...
Naturalmente que as consequências serão muito duras para os portugueses, mas a questão está, neste momento ,na escolha entre dois males e, da forma como estão as coisas, parece-me que o mal menor é a tentativa de renegociar a dívida e, se não resultar a saída do euro e declaração da bancarrota. ...
Não precisa de recuar ... é fazer a vontade aos
Interessados...

Os patrões queixam-se:

ENTÃO BAIXA-SE-LHES O CORRESPONDENTE NA TSU EM 5,75% E VÊEM-SE QUEIXAR QUE NÃO LHES RESOLVE NADA?

Estão preocupados com o poder de compra dos seus trabalhadores? AUMENTEM-NOS !!!!!!

QUE OS TRABALHADORES PASSEM PARA 4% E ELES PASSEM A PAGAR 30,75%?

Seria a solução justa para os trabalhadores.

Não querem esta solução? então

BARDAMERDA E CALADINHOS.

Comentários 31 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub