Anterior
Morreu a primeira astronauta americana
Seguinte
Um ano sem Amy Winehouse
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   "Que se lixem as eleições", diz Passos Coelho

"Que se lixem as eleições", diz Passos Coelho

Num jantar com deptudados do PSD, Pedro Passos Coelho explicou que se está mais magro é porque não quer ficar barrigudo, não é por andar abatido, embora a situação seja pior do que aquela que estava à espera. 
Lusa |
Pedro Passos Coelho: "Estou muito bem de saúde e, melhor do que isso, estou muito certo do caminho que quero seguir"
Pedro Passos Coelho: "Estou muito bem de saúde e, melhor do que isso, estou muito certo do caminho que quero seguir" / António Cotrim/Lusa

O primeiro-ministro e presidente do PSD contou hoje que tem ouvido comentários sobre a sua magreza e afirmou que está a fazer dieta, que está muito bem de saúde e muito certo do caminho que quer seguir.

Durante um jantar do grupo parlamentar do PSD, na Assembleia da República, Pedro Passos Coelho referiu que lhe têm dito que "está mais magro, anda assim abatido" e lhe têm perguntado se "alguma coisa corre mal no país, pior do que estava à espera".

Em seguida, o primeiro-ministro e presidente do PSD procurou afastar esses receios: "Não, não. Eu quero dizer: Eu estou mais magro porque tenho feito dieta, é porque não quero ficar barrigudo, é só isso. Eu estou muito bem de saúde e, melhor do que isso, estou muito certo do caminho que quero seguir".

"Sei para que fui eleito e, não precisava de vos recordar, todos têm hoje aqui uma missão histórica a desempenhar", acrescentou Passos Coelho.

"Que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal"


"Se algum dia tiver de perder umas eleições em Portugal para salvar o país, como se diz, que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal", declarou ainda Pedro Passos Coelho, durante o jantar do grupo parlamentar do PSD para assinalar o fim desta sessão legislativa, na Assembleia da República.

Antes, Pedro Passos Coelho considerou que há quem sugira que "já chega de ser bom aluno" e de fazer "sacrifícios", porque se aproximam atos eleitorais e não convém perder votos.

"Mas a verdade é que nenhum dos senhores ou das senhoras foi eleito para esse mandato. Nenhum dos que aqui estão foi eleito para ganhar as próximas eleições, ou para ajudar a ganhar autárquicas, nem as regionais deste ano nos Açores, nem as europeias que aí vêm a seguir, não foi para isso que fomos eleitos. Foi para responder ao país", acrescentou o primeiro-ministro, recebendo palmas.

Estavam presentes neste jantar do grupo parlamentar do PSD os ministros Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, e da Educação e Ciência, Nuno Crato, e a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves.

O coordenador da Comissão Permanente do PSD, Jorge Moreira da Silva, o vice-presidente do PSD e secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa, e a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, também marcaram presença.

 


Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 105 Comentar
ordenar por:
mais votados
A ver vamos!
Passos Coelho limitou-se a dizer aquilo que qualquer estadista diria perante os factos e o quotidiano que nos apoquenta. Essa é a diferença entre um político e alguém que prefere contribuir para resolver os problemas endémicos de que padecemos.
Com excepção do caso Relvas, essa erva "graminha" que terá de ser cortada sob pena de nos danificar o "green", o Governo faz aquilo que deve fazer.
Louvo este comportamento de Passos Coelho, pessoa por quem dava mesmo muito pouco, tenho uma aversão a estes jotinhas, admitindo que o mesmo amadureceu ao longo destes anos.
Acresce a isto, a sua humildade em reconhecer que os partidos estão infestados de boyada, o PSD incluído, dando o leme do barco a Vitor Gaspar, ajudado por Paulo Macedo, Nuno Crato e Álvaro Santos Pereira, tudo gente fora do PSD. E ainda bem! Já nos basta ter de levar com o Relvas!
Apesar de algumas asneiras cometidas, Relvas incluído, há uma coisa que me faz acreditar que vamos mesmo acabar por sair disto. Contrariamente ao seu antecessor, que sacrificou Teixeira dos Santos e alguns outros ministros aos seus desígnios, este faz questão de não os imolar no fogo dos interesses partidários.
A ver vamos!
Re: A ver vamos!
Re: Demagogia feita à maneira.......
Runaldinho é mesmo um básico!!!
Mas o que é o interesse nacional, de P. Coelho?
tempo de antena......
Re: A ver vamos!
Re: A ver vamos!
Está a resguardar-se para quando sair do governo
ficar "barrigudo" ...........................
!
Não é para não ficar barrigudo. É a crise, é a crise. Ele importa-se lá de perder eleições. O que importa é o País e os portugueses. Grandes políticos nós temos. Se não fossem eles não sei o que seria de nós todos...
Re: !
Re: !
Mais uma notícia da caca!

Isto é para comentar o quê?????????????????

Se fosse a demissão dos directores da lusófona....

e a retirada do canudo a um certo meliante!
Não é pelo salario mínimo que estás mais magro
Se estás mais magrinho , certamente não é por receberes o salario mínimo , porque aí nesse lugar não te faltará nada , nem comida , nem tempo para descansar , ao contrário de muitos licenciados que andam ao ordenado mínimo e outros ainda que andam às limpezas no Luxemburgo.

Re: Não é pelo salario mínimo que estás mais magro
Re: Não é pelo salario mínimo que estás mais magro
"Que se lixem as eleições, o que interessa é
Portugal.
A primeira vista poderia parecer que Passos Coelho falava verdade, estava a ser sincero.
Mas quem estiver atento, verifica que Passos Coelho em momento algum aceita o prolongar do resgaste.
É dificil entender porquê.
Diz ele que é para não prolongar o sacrificio dos portugueses, mas a verdadeira razão é que quer apertar tudo agora que não há eleições e depois de ter terminado a intervenção estranjeira e estar tudo destruido, poder dar umas benesses e de novo enganar o eleitorado português.
As proximas eleições pensa Passos são em 2015 e Passos quer ganha-las.
Mas assim sendo o que Passos queria dizer é que se lixem os Portugueses e Portugal o que interessa é em 2015 ganhar as eleições.
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Qual é o interesse nacional a que se refere P. Coe
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
Re:
São todos amigalhaços...
Acampanha de Passos Coelho para as directas no PSD, em 2010, eleições que venceu contra Paulo Rangel e José Pedro Aguiar-Branco, não gastou um cêntimo com a sede. O espaço foi disponibilizado gratuitamente pela empresa Luso-Formatar, do Grupo Lusófona, que detém a universidade onde o ministro Adjunto Miguel Relvas tirou a licenciatura . Na altura, Relvas era coordenador da comissão política da campanha das directas.

O director de campanha foi Mauro Xavier, membro da direcção da Microsoft Portugal, que ao CM disse não se lembrar de quem era o proprietário do imóvel da rua Braamcamp. No entanto, Mauro Xavier revelou que foi Paulo Coelho, que pertencia ao marketing da campanha, quem escolheu a sede.

Questionado sobre o assunto, Paulo Coelho disse ao CM que o 1º andar do edifício foi cedido de "forma gratuita" por intermédio da amiga Conceição Caldeira, actual deputada do PSD e membro da administração da Luso-Formatar. O presidente do conselho de administração desta empresa, que ocupa o mesmo cargo no Grupo Lusófona, é o professor Manuel de Almeida Damásio. "Pedi que me emprestasse aquele espaço", disse Paulo Coelho. Conceição Caldeira, por sua vez, confirmou ao CM que a Luso-Formatar é proprietária da galeria, do 1º, 2º andares e parte de terceiro andar. Foi num destes espaços que ficou instalada a sede de campanha de Passos Coelho.
Fonte:Correo da Manhã com a devida venia
Re: São todos amigalhaços...
Re: São todos amigalhaços...
Re: São todos amigalhaços...
Re: São todos amigalhaços...
programa do governo contra a obesidade
Faz dieta e impõe-na à população inteira.
Passos emagrece e Relvas engorda
A dieta deve ser essa: o amigo limpa o prato primeiro. Já mal cabe nos fatos, o "doutor".
UM HOMEM ENCONTRA PASSOS NA RUA ... E FALA COM ELE
- Bolas ! Caramba ! Não é que essa história da dieta funciona mesmo! Estou a ver que o Sr. 1º Ministro está a emagrecer ...
Diz o 1º Ministro:
- Estou a perder um quilo por semana !
E diz o homem:
- Espectáculo… Quem sabe se daqui a dois ou três meses ... o Sr. 1º Ministro não some de vez !
'Que se lixem as eleições, diz Passos Coelho
Hoje li esta frase quando passava pelas bancas de jornais e só conseguia pensar: mais um!

Mais um que acredita que a melhor maneira de vencer na política é não ser um "político". "Que se lixe as eleições", quando as eleições são o exame supremo da atuação de um político em democracia; "o que interessa é Portugal", como se fosse possível destrinçar o país dos Portugueses que decidem as eleições. Ou é possível?

Confesso, estou um pouco indeciso: trata-se duma estratégia à Cavaco Silva, onde se teatraliza o distanciamento dos "jogos políticos" para se mostrar "sério" acima das futilidades? Ou antes um tique à Manuela F. Leite com os seus seis meses sem democracia, pressupondo a convicção absoluta num caminho que não se quer discutir, como se deveria em democracia?

Arrepia-me que possa ser a segunda, porque gente desta, vez por outra, pensa que a melhor solução para salvar Portugal é eliminar a praga que apoquenta este, os Portugueses. Rajoy ao lado mostra-se indeciso na estratégia a seguir segundo notícia de hoje no Expresso, mas Passos tem todas as certezas... isso não vos assusta?

Pelo menos, dá para perceber que não é tão bom "político" como se poderia temer. Pior que um "com todas as certezas", é um capaz de vender gelo aos esquimós. Passos poderia ter lucrado pontos se se deixasse ir ("o trabalho é tanto que mal tenho tempo para comer"). Em vez disso, lembrou-nos que ao contrário de muitos Portugueses que não têm outro remédio, Passos emagrece por vaidade.
Re: 'Que se lixem as eleições, diz Passos Coelho
Re: 'Que se lixem as eleições, diz Passos Coelho
Re: 'Que se lixem as eleições, diz Passos Coelho
Sr Passos
Um bom político terá forçosamente de ser um bom aldrabão.
Mas não vai perder as eleições pelo castigo que está a dar ao povo, mas sim pelas mesmas falcatruas dos anteriores, corrupção activa e permissiva.
Benefício da dúvida
Estou à vontade para falar porque pertenço ao grupo dos tais portugueses que está a sentir directamente as medidas de austeridade que nos foram impostas ao contrários de muitos dos comentadores que vestem a pele do lobo quando lhe convem.

Preso por ter câo preso por não ter.

Se PPC tivesse feito um discurso socratiano a mentir e a pintar de cor de rosa a situação com falsas promessas aí daí que ele é igual ao antecessor o que diz é só para ganhar as eleiçoes.

Se faz umas declarações que todos gostamos de ouvir mandando para as urtigas os interesses partidários , também não serve.

Mas em que é que ficamos ?Concordam com ele ou não?

O português é mesmo assim . Pode ter evidências à frente do nariz que arranja sempre maneira de as contornar.

Ele disse "Que se lixem as eleições!!". Só temos de aguardar para vêr. No fim os eleitores tẽm a palavra
Re: Benefício da dúvida
Re: Benefício da dúvida
Re: Benefício da dúvida
que-se-lixem-as-eleicoes-diz-passos-coelho
Afinal tento diz uma coisa como o seu contrário. Antes das eleições dizia que sabia muito bem a situação do País e que nunca se ia desculpar com ela e com o executivo anterior. Nos últimos tempos ele e os partidos que o sustentam não têm feito outra coisa, mas também que têm feito tudo o que querem sem passar cartão à Oposição e principalmente ao major partido. Eu e muitos mais a pensar que a magreza era uma consequência da saída iminente de Relvas e das trapalhadas de todos os dias.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/licao-de-educacao-bancada-do-psd.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/mudanca-de-fisionomia-passos-salazar.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/passos-portugal-no-bom-caminho.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/curriculum-vitae-de-passos-coelho.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/passos-coelho-em-contradicoes-pec-iv.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/pedro-passos-coelho-best-of-2010-2011.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/passos-1-de-abril-promete-crianca-13.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/passos-coelho-ama-te.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/depois-de-um-dia-de-conferencias-muitos.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/familias-falham-pagamentos-de-800.html
Re: que-se-lixem-as-eleicoes-diz-passos-coelho
Que se lixem as Eleições...
Não demorou muito para começarem a ser conhecidas diversas interpretações sobre as palavras do PM, uns criticam porque acham que está a mentir, esse malandro quer-nos enganar, outros acham inaceitável governar sem pensar nas eleições, outros pura e simplesmente arranjam um qualquer pretexto para criticar o Primeiro Ministro.

Este Governo entrou numa altura muito difícil para o país, após um pedido de assistência financeira aos nossos parceiros internacionais foi desenhado o famoso plano da Troika, Austeridade é a palavra de ordem, a implementação das medidas implicam cortes em diversos sectores do Estado que vão desde a Saúde a Educação, nenhum escapa ao destino de cortar, cortar e cortar..

Este Governo pode não ser o mais eficaz, já cometeu alguns erros mas ninguém pode neste momento acusa-lo de Governar para as eleições, por vezes para o bem da nação é necessário governar desta forma,nos últimos 20 anos os Governos tinham receio de tomar certas decisões, pois iriam incomodar os militantes, as concelhias e distritais dos respectivos partidos no Governo, optava-se sempre por adiar....

Este é um dos motivos por termos chegado a esta situação, o medo em afrontar as "bases", os interesses, foi sempre mais forte.

Talvez Passos Coelho corra o risco em perder as próximas eleições, até as próximas legislativas, se cumprir a missão de tirar o país do buraco, o mais certo é ser reconhecido por isso e o povo não é parvo, irá recompensá-lo com um novo mandato...
Passos Coelho não governa para os portugueses...
Re: Que se lixem as Eleições...
Comentários 105 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub