Anterior
Cheias na Austrália causam milhares de deslocados
Seguinte
Seguro não assinou memorando mas vai honrar compromissos
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Passos "arregaça as mangas para clientela partidária"
VÍDEO

Passos "arregaça as mangas para clientela partidária"

No encerramento do congresso autárquico "Coimbra...Construir o Futuro", António José Seguro, secretário-geral do PS, acusou o primeiro-ministro de não estar resignado nem de braços caídos na hora de fazer "nomeações" para o aparelho do Estado". (Vídeo SIC)


Opinião


Multimédia

Lombinho de porco com broa e batata a murro

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 103 Comentar
ordenar por:
mais votados
O INSEGURO BOY
Portugal está a confrontar-se com a herança socialista. O colete d forças deixado ao portugueses pelo PS só vem provar q efectivamente o país há muito q deixou d ser a primeira das suas preocupações. Todas as intervenções intelectualmente coxas d variadíssimas figuras do PS (exceptuando Amado) revelam q interessa a este socialistas é o poder ou melhor regressar o mais rápido possível ao poder. A herança socialista é pesada e penosa e, passados 7 meses são diários os sinais dos abutres do Largo do Rato desejando q tudo corra mal p assim poderem acusar quem desde o início se debate com a maior das dificuldades p enfrentar os desafios d Portugal. Sócrates foi a maior das pragas. Deixou o país á beira da falência e, não contente com isso armadilhou o caminho dos q vinham a seguir. Não foi por acaso q a tradução do q baptizaram como “Protocolo” (a leviandade do termo é chocante e insultuosa) só foi feita depois das eleições. Sócrates e este PS sabiam o q tinham negociado e as dificuldades q o país teria em cumprir o q decorria dessa negociação. Foi um presente democraticamente envenenado. Reduzir a despesa pública em termos absolutos num montante global de 10% do PIB em 3 anos é um esforço d dimensões bíblicas e, eles sabiam disso. O país continua em estado vegetativo, em coma e só vai dando espasmos porque a troco d uma ajuda financeira o governo, este governo lá vai cumprindo a enorme pista d contrariedades e obstáculos q é mudar, reformar Portugal. A economia portuguesa ...
Re: O INSEGURO BOY
Só à laia de lembrete !!
Re: Sobre isso não tenho a mínima duvida
Re: Sobre isso não tenho a mínima duvida
Re: Alem de socialista, és ignorante
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: Só à laia de lembrete !!
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEG
Re: Isso, nunca
Re: O INSEGURO BOY
Re: Mas de uma coisa estão livres
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
Re: O INSEGURO BOY
O PROFESSOR KURUMBA ...
- Quando estes chegarem outra vez ao poder ... fazem o mesmo ... -disse o Professor Kurumba ...
-Mas como é que consegue adivinhar isso ?... - perguntou o entrevistador ...
- O passado diz tudo a Professor Kurumba ... o Professor Kurumba não consulta o futuro ... consulta o passado ...

- Ahhh ... ganda Professor Kurumba !!! - exclamou o entrevistador ...
Re: O PROFESSOR KURUMBA ...
Re: O PROFESSOR KURUMBA ...
Re: O PROFESSOR KURUMBA ...
Re: O PROFESSOR KURUMBA ...
    Re: O PROFESSOR KURUMBA ... []   Fechar Fechar
(CENSURADO SARL (seguir utilizador), 2 pontos , 20:03 | Segunda feira, 6 de fevereiro de 2012)
E desatar este poderosíssimo "nó" ... será possível ? ...

  Obrigado.
Cumprimentos ...
 
 
Re: O PROFESSOR KURUMBA ...
Passos arregaça as mangas para clientela
Seguro ou outro qualquer não precisa fazer nada, porque este governo vai fazer o bastante, por isso pode ir para casa, esperar que o chamem e não vai faltar muito. Foi assim no 25 de Abril de 74 com Spínola. Enquanto os capitães arriscavam a vida ele mantinha-se em casa ouvindo as noticias. Depois das mentiras em campanha é só uma questão de tempo.

http://www.youtube.com/wa...
Re: EIS O MENTECAPTO DO FORUM... 1000 PONTOS, JÁ
Re: EIS O MENTECAPTO DO FORUM... 1000 PONTOS, JÁ
Re: Passos arregaça as mangas para clientela
Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Re: Conflito de gerações
Tirem o cavalinho da chuva
Ninguém chega a líder de um dos principais partidos sem deixar um atrás de si um rasto de cedências, acordos e promessas que mais tarde vai ter de pagar com juros!
Re: Tirem o cavalinho da chuva
Re: Tirem o cavalinho da chuva
POR ISSO NADA MUDA
tem muito para retribuir...
Políticos sem coluna vertebral, os tachos e potes
António José Seguro, disse:

« Passos "arregaça as mangas para clientela partidária" ».

Mas não é o que todos os políticos fazem quando chegam ao poder?

Todos sabemos que isso está errado.

O próprio Passos Coelho também disse isso:

http://tv1.rtp.pt/noticia...

http://www.cmjornal.xl.pt... onsabilizacao-civil-e-criminal

Mas o certo é, quando chegam ao poder, já acham normal o pagamento de favores.

Já acham normal retirar os militantes do outro partido, mesmo que sejam competentes, para colocar os seus boys, mesmo que sejam incompetentes.

É o jogo político, que até nem seria grave, se não provocasse a desorganização, a falta de zelo e do acréscimo da incompetência na Administração Pública.

Todos sabem que isso é grave e até pode ser um dos motivos do nosso atraso endémico.

Mas os políticos da oposição são incapazes de propor medidas definitivas para acabar com esse grave problema.
Eles também querem ir ao 'pote' quando chegar a altura de ganhar eleições.

Ridículo, ridículo, é os pequenos partidos da AR, que nunca fizeram nada para acabar com este estado de coisas, na perspectiva (julgo eu) de cair alguma migalha da mesa para eles.

Políticos sem coluna vertebral, que inclui o PCP, BE e os Verdes.
Re: Políticos sem coluna vertebral, os tachos e po
Re: Políticos sem coluna vertebral, os tachos e po
Re: Políticos sem coluna vertebral, os tachos e po
Re: Políticos sem coluna vertebral, os tachos e po
Sr Seguro
Aqui dou-lhe razão pois quando se está em campanha se promete tudo e depois esquecem as promessas passando a ser uns garotos grandes sem palavra.
Este é o maior vírus que existe nesta sociedade política.
Mas não posso deixar de realçar que este governo já fez mais em pouco tempo que os socráticos em seis anos de governação de onde colocaram o país na desgraça económica e fomentaram como nunca a criminalidade de onde a justiça têm andado a reboque.
MAS ALGUÉM AINDA DÚVIDA DE QUE A DANÇA DAS CADEIRA
É PARA CONTINUAR?
Que não ha governo nenhum que consiga resistir a pressão dos lobies , dos amigos desempregados, dos tachos chorudos e fáceis ?
Não há nenhum governo que consiga entrar sem levar a enxurrada de parasitas que fazem parte da comandita? Aqueles cargos estão reservados há decadas para os mesmos, apenas mudam quando mudam de partido. mas está tudo bem combinado. saem todos com brutais indeminizaçoes e entram com brutais salários. Tem que ser rotativo para dar para todos.

http://apodrecetuga.blogs...
http://apodrecetuga.blogs...
http://apodrecetuga.blogs...
  http://apodrecetuga.blogs...
http://apodrecetuga.blogs...
  http://apodrecetuga.blogs...
http://apodrecetuga.blogs...

O que há de pior para a auto estima dos cidadãos
O que há de pior para a auto estima dos cidadãos são as mentiras dos seus representantes eleitos e que com o seu voto se guindam ao poder para defender os interesses do grande capital financeiro e industrial. Na lei do OGE refere-se: «Alargamento da base tributável em sede de IRS, através nomeadamente da restrição de benefícios fiscais e da definição de limites globais progressivos para as deduções à coleta, atendendo-se, no entanto, à dimensão do agregado familiar através da majoração das deduções para as famílias com filhos.» Como todos estamos a sentir o Fisco já está a "furtar-nos" por antecipação obrigada IRS correspondente a 14 meses, quando, de facto decretou que se iria receber 12 meses. Pergunta se colocam. Quando é que os portugueses serei ressarcidos dos juros pelo pagamento antecipado do seu obrigatório IRS, quando o Estado para se financiar também paga juros à banca agiota e especuladora? Quando é que a Justiça Portuguesa irá responsabilizar todos os políticos desde Guterres e mesmo alguns do alegado "cavaquismo" por gestão danosa e fraudulenta dos dinheiros pertencentes às reformas contratadas do capital humano e da República Portuguesa em vez de estar a punir inocentes que pagaram durante 40 a 50 anos para que o seu dinheiro fosse gerido com acuidade e com equidade? Por este andar, com muita pena minha, o vosso fim está mesmo ao virar da esquina de 2014, se a hecatombe anunciada não retirar a curto prazo a mama daqueles que continuam, também por este governo a
Construir o futuro...
... a fazer o que sempre fizeram: lançar suspeitas, fomentar tricas políticas, ajudar à intriga, e não trazer ABSOLUTAMENTE NADA de valor para o discurso político, debate de ideias e ajuda a que o país ultrapasse os problemas que tem (e que ajudaram fortemente a criar).

Obrigado em nome do país.
Re: Construir o futuro...
O bem mandado
Só gostaria de perguntar ao Seguro o fez o seu partido quando esteve no poder, e em que quantidade?
Coitado este bem mandado tem os dias contados, de politica pouco sabe, dominio do partido zero, o que esperar, nada.
Re: O bem mandado
METADE DO PAÍS AGRADECE

É sempre assim. Sai um governo e metade da clientela partidária do país também sai. Entra a outra metade que está associada ao partido vencedor das eleições e que formou um governo maioritário. Estas coisas não mudam. Nem em tempos de crise. Nem com um resgate em andamento. Nem com os sacrifícios a serem pagos. As reformas estruturais impostas pela Troika passam ao lado destas clientelas partidárias.
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
Re: METADE DO PAÍS AGRADECE
PSD=CDS=PS=Polvo!
Não tenhas medo, povo, muda! Vê como tudo começou e querem fazer esquecer: http://muitocurioso.blogs...
Um pouco de História...
A democracia portuguesa, desde que Cavaco Silva tomou posse como PM, 1987 (1ª maioria absoluta), passou a reger-se por dois pesos e duas medidas : um peso e uma medida para a direita, bastante bem tratada, sobretudo, os cavaquistas, um peso e uma medida para a esquerda, com os não cavaquistas a serem especialmente maltratados.

Esta situação, prosseguida, em 1991 (2ª maioria absoluta), prolongou-se até 1995, altura em que Guterres, tímido, sem maioria absoluta, procurou retomar a politica (mais democrática) de um peso e uma medida, mas sem êxito, acabando por abandonar o "pântano", em finais de 2001.

No período 2002/2004, Durão Barroso, sobrevoando o "pântano", achou que nada havia a fazer e "voou"
para Bruxelas, tendo Santana Lopes, com a "heroicidade" lusitana que se lhe reconhece pegado no testemunho, tendo sido "ajudado" a sair.

Sócrates, a partir de 2005, tentou "secar" o "pântano" e prepará-lo para novos tempos, dando prioridade à redução do déficit, mas respeitando as regras e factores de crescimento e desenvolvimento económico, não bloqueando o investimento público e procurando qualificar os cidadãos, até aí, desprezados ou ignorados. A crise "tóxica" de 2008 "estoirou" com as suas boas intenções e propostas politicas, permitindo, de novo, que a direita, através da facção ultra-liberal e pseudo-tecnocrática vencedora no PSD ...
Um pouco de História...
acolitada pelo CDS, voltasse ao poder para fazer a única cois que lhe interessa e sabe : manter os privilégios velhos e criar novos.
Comentários 103 Comentar

Últimas


Pub