Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Chamem-me o que quiserem

    Henrique Monteiro

    É um dado curioso verificarmos como a reação à modernidade anda de braço dado com as teorias mais estapafúrdias e que se consideram a si mesmo modernas ou revolucionárias. Podemos encontrar reações dessas no caso das vacinas (e já lá iremos), mas igualmente no que diz respeito aos OGM (organismos geneticamente modificados) ou, no plano político, nas reações à globalização, não através da exigência de mais e melhor regulação e distribuição de rendimentos, mas sim de políticas nacionalistas e antimultilaterais, como as que o PCP ou o Bloco tomam sobre a Europa ou a parceria transatlântica (TTIP)

  • Sintomas, riscos, prevenção, consequências: o que precisa de saber sobre o sarampo

    Sociedade

    Marta Gonçalves

    Transmite-se “mais facilmente do que uma constipação”, basta um espirro ou uma tossidela. O sarampo foi eliminado em 2015 de Portugal, mas agora a Direção-Geral da Saúde declarou uma epidemia. Segundo o mais recente balanço, estão confirmados 15 casos e outros 11 estão a ser investigados. As autoridades de saúde insistem na vacinação e lembram que “grande parte da população está protegida”

  • Partido populista responsabilizado por surto de sarampo em Itália

    Internacional

    Joana Azevedo Viana

    Dados do Ministério da Saúde apontam que, desde o início de 2017, já foram registados mais de 700 casos da doença altamente contagiosa, contra um total de 844 em todo o ano passado. MoVimento 5 Estrelas de Beppe Grillo tem feito campanha contra a vacinação, recorrendo a estudos já desacreditados pela ciência sobre supostas ligações entre a imunização de crianças e o autismo

  • “O meu filho tem nome: é o Tomás. Não é o Tomás trissomia 21”

    Sociedade

    Marta Gonçalves

    Chamam-lhe o cromossoma do amor. Tomás tem este extra. Ainda antes de nascer, a mãe sentia que trazia no ventre um menino especial. Chegou umas semanas mais cedo do que o previsto e com os olhos mais rasgados. A trissomia 21 entrou de rompante na vida da família. O medo do desconhecido foi desaparecendo e deu lugar a um amor inexplicável. Esta terça-feira assinala-se o Dia Internacional da Trissomia 21. Em Portugal, estima-se que nasçam todos os anos entre 30 e 40 crianças com esta condição genética (não é uma doença)

  • “O meu filho tem nome: é o Tomás. Não é o Tomás trissomia 21”

    Diário

    Marta Gonçalves

    Chamam-lhe o cromossoma do amor. Tomás tem este extra. Ainda antes de nascer, a mãe sentia que trazia no ventre um menino especial. Chegou umas semanas mais cedo do que o previsto e com os olhos mais rasgados. A trissomia 21 entrou de rompante na vida da família. O medo do desconhecido foi desaparecendo e deu lugar a um amor inexplicável. Esta terça-feira assinala-se o Dia Internacional da Trissomia 21. Em Portugal, estima-se que nasçam todos os anos entre 30 e 40 crianças com esta condição genética (não é uma doença)

  • A saúde não tem preço?

    Sociedade

    Quanto custa fazer uma cirurgia? E ficar internado num hospital público? Qual o preço das análises, de uma TAC, de um tratamento de quimioterapia ou de um simples penso? O Expresso esteve no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para conhecer os doentes e, pela primeira vez, as respetivas contas. Houve cateterismos de 2347 euros, operações ao apêndice por €1111, consultas de 52 euros e consumo de centenas de frascos de paracetamol — a 55 cêntimos cada. O dia custou 1,2 milhões de euros. Esta é a história de uma inédita operação de somar