Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Tchernobyl chegou a Nápoles

    Internacional

    Mónica Barnabé

    Disparam os casos de crianças com cancro na área metropolitana napolitana. A Camorra (máfia local) trafica e enterra resíduos tóxicos que, quando pode, incendeia de noite

  • Elena Ferrante, a voz que nos persegue (e que Marcelo recomenda a Passos e Costa)

    Sociedade

    Cristina Margato

    Elena Ferrante é muito menos conhecida do que os seus livros. Ancorada numa escrita clara, confessional e numa legião de leitores que compulsivamente fazem passar a sua obra de mão em mão, esta contadora de histórias, de origem italiana e identidade desconhecida, já se tornou uma obsessão, também em Portugal - e é a autora que Marcelo recomendou a Passos e Costa. Porquê? “Dá um retrato da evolução da relação entre duas amigas e, no fundo, de uma geração ao longo de décadas”. E porque os responsáveis políticos “ganham em não lerem só política”

  • Elena Ferrante, a voz que nos persegue

    Cultura

    Cristina Margato

    Elena Ferrante, finalista do Man Booker International, cujo vencedor será anunciado esta segunda-feira, é muito menos conhecida do que os seus livros. Ancorada numa escrita clara, confessional, e numa legião de leitores que compulsivamente fazem passar a sua obra de mão em mão, esta contadora de histórias, de origem italiana e identidade desconhecida, já se tornou uma obsessão, também em Portugal

  • Possível Caravaggio achado num sótão em França

    Cultura

    Nuno Galopim

    Quando o dono de uma casa, na região de Toulouse (França), subiu ao sótão para fazer a reparação de uma rutura no telhado descobriu o que não imaginara nunca que ali estivesse: uma pintura que, entretanto estudada e avaliada, foi atribuída por alguns especialistas a Caravaggio. Apresentada esta semana em Paris, a obra foi dada, por Eric Turquin, conhecedor da obra do mestre pintor, como podendo valer 120 milhões de euros

  • O fenómeno de que não sabemos quase nada

    Cultura

    Helena Bento

    Sabemos que assina com pseudónimo, que é italiana, que terá cerca de 60 anos, que cresceu em Nápoles e vive em Milão e que é especialista em literatura clássica. Sabemos que é mãe de uma rapariga e sabemos, embora sem certezas, que foi casada. Mas não sabemos mais nada. Elena Ferrante permanece um mistério - e tornou-se um fenómeno literário