Siga-nos

Perfil

Expresso

  • A conta secreta do clã Erdoğan em Malta

    Diário

    Craig Shaw, “The Black Sea” e EIC (European Investigative Collaborations)

    Enquanto o escândalo político sobre os negócios obscuros do presidente da Turquia tem vindo a aumentar de tom em Ancara, um escritório de advogados em Malta admite que abriu uma conta bancária para os esquemas offshore ligados ao clã Erdoğan. Documentos obtidos pelo EIC, um consórcio europeu de jornalismo de investigação de que o Expresso faz parte, sugerem que as regras de prevenção de lavagem de dinheiro foram violadas neste caso

  • Malta Files: quem anda a usar Malta para pagar os impostos mais baixos da Europa

    Sociedade

    Micael Pereira e Miguel Prado

    Consórcio europeu de jornalismo de investigação EIC, de que o Expresso faz parte, obteve centenas de milhares de documentos que permitem identificar quem são os donos de mais de 50 mil companhias registadas em Malta, onde a taxa efetiva de imposto oferecida a não residentes é de 5%. Expresso publica este sábado no semanário vários artigos sobre os nomes portugueses encontrados nos documentos

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    “O que antes era denunciado como uma loucura está a começar a dominar a agenda”, disse o porta-voz do governo húngaro, Zoltan Kovács, sobre o que considera ser o início de uma aproximação entre as políticas do seu país e da Europa para a imigração, acrescentando: “acreditamos que a mudança de perspetiva nos EUA ajudou a criar mais respeito pela posição húngara”. Sim, a vitória de Trump deu ânimo ao conjunto da extrema-direita. E, como tem sido hábito na Europa, os políticos não lideram com coragem, são liderados pelo medo. Respondem às razões mais superficiais dos eleitores de extrema-direita, cedendo naquilo onde não se devia ceder e deixando como está o que devia mudar. Se continuar a ser este o caminho, rapidamente descobrirão que nunca se vence o inimigo imitando-o, mas compreendendo as razões pelas quais ele nos está a derrotar. E Trump será apenas a primeira peça de um dominó que continuará a cair