Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Seis momentos memoráveis de um líder invulgar

    Política

    Ângela Silva

    Chegou em 2010 disposto a rever a Constituição "para evitar que o Estado nos enfie pela goela abaixo o social que cada Governo quer". E sai sete anos depois, fiel às suas ideias. Pelo caminho, impôs sacrifícios históricos. Retirou o país de um resgate. (Re)ganhou eleições. Mas não teve cartas para o jogo de Costa e, atirado para a oposição, entrou em perda imparável. Avesso à "caricatura de estar agarrado ao poder", Pedro Passos Coelho despede-se. Até à próxima

  • Schäuble ao Expresso: “Macron trouxe um novo alento à ideia de desenvolver a UE”

    Diário

    Cristina Peres

    O ministro das Finanças da Alemanha deu uma entrevista exclusiva ao Expresso na qual fala sobre o presente e o futuro da Europa. Um dos políticos mais determinantes da UE nos últimos 25 anos fala também sobre Portugal. Ao referir o programa de assistência e os seus resultados, elogia a economia portuguesa. O Expresso Diário antecipa a entrevista exclusiva que pode ler na íntegra na edição semanal do Expresso, à venda este sábado

  • Chamem-me o que quiserem

    Henrique Monteiro

    Ainda ontem escrevi que todos fizemos coisas que não devíamos. Lamento sinceramente que o primeiro-ministro tenha tido, ontem no Parlamento, um momento desses. É assim como atirar um colchão pela janela ou uma televisão para a banheira. Quando se discutia a inútil questão de ser-se ou não mais duro para Dijsselbloem, Costa disse a seguinte frase: “Todos estamos recordados de quando os representantes do Governo se ajoelhavam para falar com os colegas"

  • Esquerda quer mais culpados: Núncio não chega

    Diário

    Adriano Nobre e Luís Barra

    Tensão. Transferências para offshores não escrutinadas pelo fisco dominaram o dia no Parlamento. Paulo Núncio já foi ouvido pelos deputados e assumiu todas as responsabilidades pela não divulgação de dados, mas o PS já anunciou que vai também chamar Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque para apurar toda a extensão de responsabilidades do anterior Governo nesta matéria

  • Francisco Louçã: “Sou incansável”

    Política

    Adriano Nobre, Rosa Pedroso Lima e Luís Barra

    O homem que criou e liderou o Bloco de Esquerda diz que não tem poder. Mas nunca a sua influência — dentro e fora do partido — foi tão grande. Numa longa entrevista de vida, Francisco Louçã explica como a política lhe está na massa do sangue. O próximo desafio será a Presidência da República? “Não quero que façam um título sobre isso.” Uma resposta que pode dizer tudo

  • O matemático leal

    Arquivos Expresso

    Nicolau Santos

    Impedido de chefiar o Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal, cujo concurso tinha ganho, Mário Centeno virou-se para a intervenção cívica e política. Retrato de um ministro das Finanças que tem um raciocínio matemático e que nunca perde a calma nem grita nas situações de maior pressão. Dizem-no leal, íntegro, vertical e um homem bom Neste fim de semana em que celebramos a família e nos preparamos para o ano que há de vir, o Expresso republica histórias, reportagens, conversas, narrativas, dúvidas, considerações, certezas e revelações que fizeram de 2016 um ano preenchido. Todos estes artigos são publicados tal como saíram inicialmente